conecte-se conosco


Mato Grosso

Em três dias, Polícia Militar captura cinco foragidos em cidades de MT

Publicado

Policiais militares de Várzea Grande, Poconé e Barra do Garças capturaram, de segunda a quarta-feira (02 a 04.12), cinco homens com mandados de prisão em aberto. Somente Várzea Grande foram três ocorrências.

Em Barra do Garças, no bairro Setor Industrial, um homem, identificado como E.P.S. (60 anos), estava com mandado em aberto por homicídio. Sua captura foi durante abordagem ocorrida no bairro.

Em Várzea Grande, no bairro Jardim Potiguar, uma equipe da Rotam em patrulhamento abordou um grupo de pessoas que estava na frente de um bar. No nome de E. P. A. (29 anos), que antes havia passado nome falso, constou mandado em aberto por tráfico de drogas.

Um dos foragidos de Várzea Grande foi capturado no bairro Jardim Potiguar    Foto: PMMT

Na região central, os policiais em rondas viram um homem, identificado como W.F.C.(28), em atitude suspeita, quando revolveram aborda-lo. Em seu nome constou mandado expedido em Pontes e Lacerda.

No bairro São Mateus, a equipe do Grupo de Apoio (Gap) abordou V.V.S. (32) durante uma ronda. O seu mandado aberto era por não pagamento de pensão.

Leia mais:  Governo de Mato Grosso é destaque em revista de Conselho Nacional

Na zona rural de Poconé, os militares prenderam O.S.J. (39) em uma  operação policial. O homem estava dirigindo uma carreta Volvo branca. Em seu nome constou mandado de prisão expedido pela 2ª Vara de Primavera do Leste.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939 (ligação gratuita). Nesse número, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Sindal vota contra os servidores

Publicado

por

Jovanildo Antonio da Silva (foto), presidente do Sindal que já tem uma atuação pífia, agora está levando porrete de todo lado dos servidores da Assembleia. É que, ao invés de sair em defesa da categoria e se manifestar contra o projeto do governo de elevar a alíquota previdenciária de 11% para 14%, o sindicato votou favorável à proposta no Conselho de Previdência. O projeto aumenta a incidência da base de cálculo da alíquota até dos aposentados de todos os Poderes e órgãos vinculados, como os do MPE. Hoje se desconta 11% sobre alíquota que excede o teto do INSS, que é de R$ 5,8 mil. A partir da aprovação do projeto na AL, o desconto subirá para 14%. Aposentado que ganha até R$ 5 mil e hoje não tem desconto, passará a ter corte de 14% do que exceder o salário mínimo (R$ 998 reais), o que significa contribuição de R$ 574 reais. Em mensagem de áudio encaminhada aos servidores da AL, Antonio Vagner se mostrou indignado com o fato do Sindal votar com o governo e classificou isso de vergonha e de traição.

Leia mais:  Sema apreende 629,5 kg de pescado impróprio para consumo

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana