conecte-se conosco


Política

Em reunião com indígenas, Rosa Neide critica portaria do governo de MT que revogou gestão democrática nas Escolas

Publicado

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) participou nesta sexta-feira (25) de reuniu com 35 diretores e professores de escolas indígenas de Mato Grosso. Os indígenas estão preocupados com a mudança efetuada por portaria no processo de eleição de gestores de escola. A reunião contou com a participação do deputado estadual Valdir Barranco (PT) e com o primeiro suplente de deputado estadual Henrique Lopes (PT).

Rosa Neide destacou que a portaria 874 do atual governo de Mato Grosso não é maior que a lei 7040/1998, que estabeleceu a Gestão Democrático do Ensino Público Estadual. “Vocês possuem tradição de escolha com a comunidade dos diretores e gestores das escolas, além disse há a lei que garante esse processo democrático, por isso a portaria não pode de uma hora para outra fazer essas mudanças”, afirmou a petista.

A liderança indígena chiquitana, Maria Izabel destacou que os chiquitanos estão muito preocupados com a possibilidade de em função da portaria 874, o governo promover nomeação de não índios para a direção da escola da comunidade.

Leia mais:  Misael irá homenagear 8 pessoas com o título honorífico “Missionário Daniel Berg e Gunnar Vingren”

A petista citou ainda que todas as comunidades indígenas precisam se unir na elaboração de documentos para a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), informando qual a posição das comunidades escolares indígenas sobre a decisão de continuarem fazendo a escolhas de seus gestores por meio de consulta democrática à comunidade.

O deputado estadual Valdir Barranco (PT), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa (AL) está atuando para que a Seduc-MT revogue a portaria. “Essa ação do governo é um absurdo. Não se pode por decreto revogar a gestão democrática das Escolas. Se necessário iremos à Justiça para revogar essa medida”, afirmou.

Além dos chiquitanos, representantes de outras 18 etnias participaram da reunião. São elas: Myky, Kayabi, Karajá, Arara, Bkairi, Irantxe/Manoki, Tapirapé, Xavante, Chiquitano, Ikpeng, Waurá, Munduruku, Apiaká, Kamaiurá, Bororo, Rikbaktsa, Kalapalo e Metuktire.

 

Assessoria de Imprensa

Comentários Facebook
publicidade

Política

Ibope mostra Abílio e Emanuel tecnicamente empatados

Publicado

A pesquisa do Ibope divulgada pela TV Centro América, afiliada da Rede Globo em Cuiabá, nesta sexta-feira (30), aponta os candidatos a prefeito de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (Pros) tecnicamente empatados em primeiro lugar com 26% e 25%, respectivamente.

Já em terceiro lugar ficou o ex-prefeito Roberto França (Patriota) com 16% da intenção de votos entre os cuiabanos, que também está empatado com a única candidata mulher na disputa, Gisela Simona (Pros), com a mesma porcentagem de 16%.
O candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Julier Sebastião, ficou em quarto e marcou 3% dos intenções de votos.

Aécio Rodrigues (PSL) manteve a mesma porcentagem de 2%, ocupando a quinta posição. Paulo Henrique Grando (Novo) e Gilberto Lopes (Psol) não pontuaram nesta pesquisa.

A margem de erro da pesquisa estimulada é 4 pontos percentuais para mais e para menos. Foram ouvidos 602 eleitores da Capital entre 28 a 30 de outubro. O número de identificação na Justiça Eleitoral é MT‐02443/2020.

Rejeição

O atual prefeito e candidato à reeleição Emanuel Pinheiro lidera o índice de rejeição com 42%, logo em seguida vem o ex-prefeito Roberto França e Abílio Júnior empatados com 31%.

Leia mais:  Câmara retoma discussão de projeto que altera regras eleitorais

Julier Sebastião possui 23% e Gisela Simona 11% de rejeição. Aécio Rodrigues e Gilberto Lopes tem 8% e o Paulo Henrique Grando 6%.

 

Pesquisa anterior

Na pesquisa passada, divulgada no dia 16 de outubro, Abílio Júnior ficou em primeiro lugar com 26% na disputa pela Prefeitura de Cuiabá.

Logo atrás, em segundo, ficou o atual prefeito e em busca da reeleição, Emanuel Pinheiro, com 20% de intenção, tecnicamente empatado com o terceiro colocado, o ex-prefeito Roberto França 19% na pesquisa.

Em quarto, Gisela Simona (Pros) marcou 11%. Julier Sebastião, ficou em quinto com 3% dos votos válidos.

Paulo Henrique Grando (Novo) e Aécio Rodrigues (PSL) tiveram a mesma porcentagem de 2%, ocupando a sétima e oitava colocação, respectivamente. O Concorrente pelo Psol, Gilberto Lopes, não pontuou.

Por: Noelisa Andreola/ gazetadigital.com.br

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana