conecte-se conosco


Cidades

Em parceria com IFMT, Secretaria oferecerá capacitação a feirantes e ambulantes

Publicado

A secretária de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Débora Marques, tem buscado parcerias entre a Prefeitura de Cuiabá e o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT). Em reunião com o diretor geral da instituição, Deiver Alessandro Teixeira, na terça-feira (16), foram definidas as datas para um curso de capacitação de feirantes e ambulantes de comida de rua da Capital.

As primeiras edições do projeto acontecem nos dias 10 e 17 de Fevereiro, nos laboratórios do IFMT. As aulas, voltadas ao manuseio de alimentos, também contarão com o auxílio de profissionais da Vigilância Sanitária, órgão subordinado à Secretaria Municipal de Saúde.

“Começaremos com feirantes e ambulantes do segmento de alimentos de origem animal. O objetivo é garantir a segurança alimentar e profissionalizar àqueles que atuam no setor, que precisa ser encarado com foco no empreendedorismo, como qualquer outro tipo de negócio”, explica Débora.

Neste contexto ela lembra que a Secretaria tem realizado a entrega de barracas e de uniformes a feirantes, fornecido Termos de Permissão de Uso (TPUs) para ambulantes além de ter promovido outras ações de capacitação.  “Ao investirmos em ordenamento e qualificação estamos fomentando o setor, uma vez que alcançamos benefícios tanto para os comerciantes quanto para seus clientes.”

Leia mais:  Programa aponta principais causas de mortes no trânsito

Durante o 2º Seminário dos Feirantes, realizado pela Pasta em dezembro, o diretor geral do IFMT já havia anunciado a união de esforços com a gestão. Na ocasião os participantes preencheram fichas técnicas que ajudarão os profissionais do Instituto a traçar o perfil dos participantes. “Gostaria de parabenizar o prefeito que está sempre com as portas abertas para nos receber e é solicito às questões de educação”, afirmou.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Vereador de Colniza propõe reduzir salários de vereadores e equipar a de professores

Publicado

por

Um projeto de Lei  que propõe reduzir salário de vereador esta repercutindo muito em Mato Grosso, e se a onda  pega os vereadores podem ser pressionados pela população para reduzir seus salários e verbas indenizatórias.

Entenda caso.

Com apenas duas sessões mensais, gastos superiores a 5.850 reais por mês, com direito a diárias e verbas indenizatórias a Câmara Municipal de Colniza  MT distante (1.090 KM ) de Cuiabá, mantém 09 vereadores e uma despesa enorme para o município, segundo o vereador Thiago Rodrigo Dias PMB.

Proposta

A proposta do vereador Thiago Dias movimentou as discussões na Câmara Municipal.  O projeto de Lei  001/2020, propõe fixar o subsídio dos vereadores e equiparando ao mesmo dos professores, conforme o artigo do seu projeto.

Art. 1° – Atendidas as disposições contidas no art. 29, inc. VI, art. 29-A, inc. I da constituição Federal e disposições da LOM (Lei Orgânica Municipal), O subsídio do Vereador da Câmara Municipal de Colniza/MT, para o quadriênio de 2021/2024, é fixado no valor de R$ 2.886,15 (Dois Mil e Oitocentos e Oitenta e Seis Reais e Quinze Centavos).

Leia mais:  Programa aponta principais causas de mortes no trânsito

Com a aprovação do projeto em pauta, os 09 (nove) vereadores passariam a receber o subsídio fixado para o magistério de professor fixado para 2020, que neste ano estaria no valor de R$ 2.886,15 (dois mil e oitocentos e oitenta e seis reais e quinze centavos),  já o presidente receberia o mesmo percentual a título de gratificação equivalendo a 23,71 % sobre o subsidio, no entanto o valor da base de calculo sendo reduzido a gratificação passaria para o valor de R$ 684,31 (seiscentos e oitenta e quatro reais e trinta e um centavos).

Segundo explicou o vereador Thiago, Com isso a Câmara municipal estaria economizando mensalmente um total de R$ 33.245,79 (trinta e três mil e duzentos e quarenta e cinco reais e setenta e nove centavos), anualmente R$ 398.949,52 (trezentos e noventa e oito mil e novecentos e quarenta e nove reais e cinquenta e dois centavos) e durante cada legislatura estaria economizando a quantia significativa de R$ 1.595.798,06 (um milhão, quinhentos e noventa e cinco mil, setecentos e noventa e oito reais e seis centavos)aos cofres públicos.  

Vereador Thiago Rodrigo Dias – PMB

O vereador conta agora com apoio dos colegas parlamentares para aprovação do projeto de Lei e convoca a sociedade do município para debater seu projeto.

Leia mais:  RDC para construção de viadutos será reaberto nos próximos dias

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana