conecte-se conosco


Esportes

Em jogo marcado por demora no VAR, Corinthians e Flamengo empatam em Itaquera

Publicado

Lance

Corinthians e Flamengo arrow-options
Reprodução / Flamengo

Corinthians e Flamengo empataram em Itaquera

Tudo igual no clássico das multidões. Corinthians e Flamengo empataram em 1 a 1, neste domingo, em Itaquera. Clayson, de pênalti, abriu o placar e Gabigol igualou a partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, depois de quase seis minutos de espera pelo VAR. Com o resultado, os anfitriões permanecem em oitavo, com 16 pontos. O Rubro-Negro subiu para terceiro, com 21 e se aproximou mais dos líderes Palmeiras e Santos, com 26.

O Fla volta a campo pelo Brasileirão no próximo domingo, quando faz o clássico com o Botafogo, no Maracanã, às 16h. No mesmo dia, às 19h, os corintianos encaram o Fortaleza, no Castelão. No meio da semana, o time carioca viaja até o Equador para enfrentar o Emelec, pela Libertadores, na quarta-feira. Já os paulistas recebem o Montevideo Wanderers, do Uruguai, na quinta, pela Sul-Americana.

Equilíbrio inicial

Em busca de um bom resultado após a eliminação na Copa do Brasil, o Flamengo não se intimidou com a Arena Corinthians lotada foi para cima do Corinthians nos primeiros minutos de jogo. Diego obrigou Cássio a fazer boa defesa com uma bomba de fora da área. O Timão, no entanto, logo encaixou uma forte marcação e equilibrou as ações. Pedrinho fez Diego Alves trabalhar e Sornoza arriscou, mas errou o alvo. Uma trapalhada de Manoel deu a oportunidade de Gabigol abrir o placar, mas o goleiro corintiano, atento, salvou.

Leia mais:  Flamengo perde promessa da base para a Juventus por R$ 1 milhão

Duelo de estilos

A partir dos 15 minutos, a partida oscilou momentos de maior e menor intensidade. O Fla mantinha maior posse de bola, com Diego responsável pela distribuição, mas não achava os espaços para finalizar. Os comandados de Carille, do outro lado, permaneciam bem postados na defesa e levaram perigo nas bolas paradas com Gil, Manoel e Sornoza.

Timão em vantagem

Na volta do intervalo, a dinâmica da partida se inverteu e o Corinthians passou a ter mais iniciativa. E a pressão dos anfitriões surtiu efeito, quando Pedrinho deu o bote, acionou Fagner, que lançou Vagner Love em rápido contragolpe. Berrío atropelou o atacante dentro da área e o árbitro apontou pênalti. Na cobrança, Clayson bateu firme no canto direito e abriu o placar em Itaquera.

Artilheiro em ação

Jorge Jesus mexeu no time e deixou o Rubro-Negro mais ofensivo com as entradas de Bruno Henrique e Lincoln. O Corinthians, no entanto, continuou fazendo um jogo sólido defensivamente, que impedia as bolas de chegarem. Mas em um escanteio, o Fla conseguiu levar perigo. Cássio espalmou cabeçada de Rodrigo Caio e Gabigol marcou seu oitavo gol no Brasileirão no rebote. O lance precisou passar por revisão de quase seis minutos pelo VAR até ser validado. 

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Goiás, com um a menos e de virada, bate o Internacional no Serra Dourada

Publicado

por

Lance

Goiás x Internacional - Campeonato Brasileiro arrow-options
reprodução / Twitter

Goiás x Internacional – Campeonato Brasileiro

Se o panorama do primeiro tempo com expulsão no time adversário e a abertura do marcador davam a entender que vinha pela frente uma tranquila vitória do Internacional sobre o Goiás no Serra Dourada, a etapa complementar transformou o panorama da partida e quem parecia condenado no jogo virou o placar para um heroico 2 a 1.

Com o resultado, o  Goiás foi para a 11ª posição com 21 pontos ganhos enquanto o Internacional segue com 24 unidades e em sétimo lugar do Campeonato Brasileiro.

GOL COLORADO E PREJUÍZO DOBRADO

Em partida que estava bastante corrida e com busca de alternativas para os dois lados, aos 11 minutos Wellington Silva achou uma bola muito bem enfiada visando a infiltração de Guilherme Parede que, de frente com Tadeu, chutou de perna esquerda no meio das pernas do arqueiro goiano. 

Depois do gol, a arbitragem analisou o lance desde sua origem com o uso do Árbitro de Vídeo e, além de confirmar o tento, ainda viu lance de falta onde Léo Sena acabou pisando com a ponta do pé na mão de Rithely e decidiu dar cartão vermelho para o atleta do Goiás.

MUDANÇAS FORÇADAS

Com o panorama modificado tanto pelo gol como pela expulsão de Léo Sena, Ney Franco decidiu fazer a transição de estilo de jogo com a saída do centroavante Rafael Moura para a entrada de Leandro Barcia, prevendo maior dificuldade em conseguir prender a bola no sistema ofensivo e apostar mais nos lances de velocidade.

Leia mais:  Grêmio vence Athletico-PR e abre vantagem na semifinal da Copa do Brasil

Por sua vez, o Inter teve Natanael caindo no gramado acusando dores musculares aos 23 minutos e Odair colocou o nome que tinha à disposição para o lado esquerdo, o jovem Erik. 

LOMBA, NO REFLEXO

A vantagem no marcador e o domínio da posse de bola faziam com que o time visitante tivesse mais interesse em administrar a partida tirando a velocidade do confronto e evitando momentos de reação do Esmeraldino. 

Mesmo assim, aos 36, os anfitriões acharam espaço para Michael, na pura habilidade, driblasse três marcadores e só parasse em uma defesa precisa de Marcelo Lomba em chute rasteiro.

QUASE O SEGUNDO!

Logo aos dois minutos do tempo complementar, em grande jogada pelo lado direito de ataque do Inter, Guilherme Parede quase conseguiu retribuir a assistência de Wellington Silva e cruzou na medida para o camisa 11, mas o atacante não conseguiu concluir de maneira equilibrada e ela subiu por sobre o travessão da meta defendida por Tadeu.

MELHOROU E MERECEU

Com pouco mais de 30% de posse de bola na etapa inicial e após tomar o um susto logo na volta da partida, o time da casa começou a se soltar mais para o campo de ataque, elevando sua atuação na partida e as chances de chegar a igualdade.

O Inter até conseguiu uma oportunidade interessante nesse período em cobrança de falta que deu trabalho a Tadeu. Todavia, aos 25, a extrema habilidade de Michael, que já havia aparecido bem na etapa inicial, surgiu bem novamente com o camisa 11. Dessa vez, de maneira letal. Partindo pra cima da marcação, o atacante saiu muito bem da marcação após dois dribles desconcertantes já na grande área do Internacional e bateu no extremo canto esquerdo de Lomba para deixar tudo igual.

Leia mais:  De volta? Na web, zagueiro Pablo sugere que pode retornar ao Corinthians

SALVA, TADEU!

Tomar o gol acabou fazendo com que o time gaúcho se sentisse praticamente na obrigação de ser mais ofensivo e passasse, nesse momento, a ser bem mais intenso do que havia conseguido em praticamente todo o confronto mesmo tendo um homem a mais em campo. Foi aí que o goleiro Tadeu apareceu com destaque fundamental para garantir o precioso ponto.

Em cruzamento rasteiro, Parede recebeu com liberdade na marca do pênalti e tocou de letra para defesa providencial de Tadeu. Dois minutos depois, Nico López fez incrível lance individual ao chapelar Yago Felipe e bater para uma intervenção magistral do arqueiro Esmeraldino.

O GOLAÇO DA VIRADA

Já no último minuto do confronto, após falta do zagueiro Klaus em Leandro Barcia, ficou sob o encargo de Rafael Vaz a responsabilidade de fazer o tento da virada. E o zagueiro bateu com uma cobrança excelente, no ângulo direito de Marcelo Lomba, e concretizou o resultado positivo do Goiás .

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana