conecte-se conosco


Cidades

Em audiência pública, prefeito se coloca à disposição para retomada das obras do VLT

Publicado

Davi Valle

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, participou nesta segunda-feira (12) da audiência pública promovida pelo Instituto de Engenharia de Mato Grosso em parceria com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA- MT) para debater a retomada das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

O objetivo do encontro foi de possibilitar um amplo debate sobre a situação das obras que encontram-se paralisadas desde 2014, sobretudo em função dos altos investimentos já realizados. Cálculos apontam para valores acima de R$ 1 bilhão.

“Primeiramente temos que sentar à mesa e de forma transparente, expor todos esses estudos que ninguém ainda sabe a realidade dos fatos, qual a projeção da tarifa e se esse a tarifa realmente tenha que ser subsidiada. Esse sistema, em tese, é intermunicipal e hoje tem um subsídio muito baixo, praticamente a gratuidade no intermunicipal inexiste, a não ser no caso dos idosos. Então, seria mantida a tarifa cheia, sem subsídios, que dá mais sustentabilidade para o sistema”, disse o prefeito.

Leia mais:  Festival das Flores tem edição especial em comemoração aos 300 anos de Cuiabá

O prefeito acredita que é necessário unir toda a classe política independente de partido: Prefeitura de Cuiabá, de Várzea Grande, o Governo do Estado, as bancadas federal, estadual e municipal de Cuiabá e Várzea Grande, para que todos se unam e conheçam os números de forma transparente, além de chamar a sociedade civil organizada para juntos darem um destino ao VLT.

“Sozinho eu temo que o governo do estado não vai conseguir sair desse emaranhado que foi herdado e pelo bem da população, além da grande transformação que ganharíamos no transporte coletivo e mobilidade urbana em geral, temos que nos unir”, disse.

Uma comissão foi montada pela Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, do Ministério de Desenvolvimento Regional, em parceria com o Estado de Mato Grosso, e terá um prazo máximo de 120 dias para apresentar uma solução para a questão da mobilidade urbana de Cuiabá e Várzea Grande. 

“A finalidade desse encontro é um debate sobre o que a população espera dessa realidade para que as demais entidades de classe pudessem ter uma base de pensamento e assim defender uma bandeira. Estamos aqui com profissionais da área de engenharia que irá nos dar a possibilidade e as condições para retomar a obra”, disse o vice-presidente do Instituto de Engenharia de MT, Jorge Rachid Jaudy.

Leia mais:  Unidades da Assistência Social do município são beneficiadas com kits de informática do Estado

Participaram da audiência o senador Wellington Fagundes, o deputado federal, Emanuel Pinheiro Neto, os deputados estaduais, Wilson Santos e Carlos Avallone, o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Misael Galvão, os vereadores, Luís Cláudio, Adevair Cabral, o ex-governador, Júlio Campos, o presidente do CREA- MT, João Pedro Valente, o gerente de obras do consórcio VLT, Fernando Orsini, o coordenador do Movimento Pró VLT Vicente Vuolo Filho, o presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), engenheiros da UFMT, e demais profissionais da área.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Rodas de conversa com mulheres vítimas de violência serão promovidas em Cuiabá

Publicado

por

Revija Zarja/Internet

“De mulher pra mulher: Vamos recomeçar?”. Este foi o tema escolhido para as rodas de conversa que serão realizadas pela equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, no Centro de Referência de Assistência Especializada da região Norte, localizado no bairro Morada do Ouro. O primeiro encontro acontece nesta sexta-feira (06), a partir das 14h30.

A proposta desses momentos com mulheres vítimas de violência doméstica é proporcionar um espaço de escuta e fala para construção e reconstrução de histórias e novas perspectivas de vida. “Estes momentos são extremamente importantes, não só para as mulheres que são atendidas, mas para aquelas que trabalham com a causa, pois as impulsionam a seguir na luta contra a violência, procurando sempre proporcionar o que for de melhor para a população de nosso município”, disse a coordenadora da Proteção Social Especial, Maggie Carolina Maidana.

Os encontros serão realizados a cada 15 dias, com atividades desenvolvidas em cima das seguintes temáticas: “Sou única”, para trabalhar a autoestima e o autocuidado; “Sou amada”, para trabalhar o amor próprio; “Sou amável”, para trabalhar a construção afetiva; “Sou capaz”, para trabalhar sobre os direitos da mulher após a separação; “Sou corajosa”, sobre mercado de trabalho, cursos e estudos; e por último, “Sou influenciadora”, debatendo sobre a violência transgeracional, legado, educação positiva e gentil.

Leia mais:  Unidades da Assistência Social do município são beneficiadas com kits de informática do Estado

“Oportunidade de diálogos sobre diversos temas, a fim de abordar os mais variados tipos de agressão à mulher: violência doméstica e familiar, dependência afetiva, o auto monitoramento e as estratégias de enfrentamento, serão algumas das temáticas abordadas durante as rodas de conversa”, informou Maggie.

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana