conecte-se conosco


Mato Grosso

Em 2019, mais de 250 mil pessoas solicitaram RGs em Mato Grosso

Publicado

Em 2019, a Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica da Politec emitiu 251.826 documentos de identidade em Mato Grosso. Deste total, foram expedidos 242.869 cédulas e 8.889 cartões de identidade.

No período de janeiro a dezembro, na esfera Criminal, foram registradas 1.429.209 consultas externas aos sistemas de identificação, e mais de 100.689 Certidões de Antecedentes Criminais.

Dentre os onze serviços realizados na área criminal, os mais solicitados na região metropolitana foram os exames de identidade em pessoas mortas (necropapiloscopia), com 832 atendimentos; além de 4.270 coletas de impressões digitais para verificação de autenticidade na audiência de custódia e 26.396 cadastros de identificação criminal de custodiados.

O ano passado foi marcado por mudanças significativas na área da identificação técnica, como a implantação, em abril, do novo modelo de cédula de identidade, e posteriormente, em junho, com o lançamento do cartão de identidade, conforme modelo padrão estabelecido pelo Decreto Federal nº 9.278, de 5 de fevereiro de 2018.

A informatização no atendimento atingiu a cobertura de 65% da demanda por documentos de identidade que passaram a ser realizados pelos kits de captura biométrica, permitindo o envio imediato das informações dos requerentes para a etapa de análise e conferência dos dados, garantindo maior celeridade no processamento e entrega do documento.

Leia mais:  Nomeação do novo presidente do INSS é publicada no Diário Oficial

“Avaliamos os resultados do ano de 2019 de forma positiva, visto que atingimos o maior número de atendimentos, tanto na esfera civil como na criminal, além de continuarmos com a modernização da identificação no Estado informatizando os atendimentos nos postos de identificação das unidades do Ganha Tempo e dos conveniados com os municípios”, observou o Diretor Metropolitano de Identificação Técnica, Aílton Silva Machado.

O Diretor aponta que as metas alcançadas no ano passado, como a terceirização do processo de impressão que passou a ser realizada por uma indústria especializada em São Paulo, impactaram positivamente em ajustes nos bancos de dados, na otimização do envio de dados biográficos e biométricos e na maior segurança na impressão dos documentos.  “Esperamos, que a partir de fevereiro deste ano possamos equalizar os prazos de entrega do documento de identidade, reduzindo o tempo de espera em todo o Estado”, estima Machado.

Para o ano de 2020, a Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica planeja  aumentar o número de postos com atendimento biométrico, retornar com o serviço de  SMS com  o envio de informações do  status da solicitação da carteira de identidade,  disponibilizar ferramenta de validação biométrica e a digitalização do arquivo de prontuários civis.

Leia mais:  Órgãos estaduais estarão fechados durante feriado de Corpus Christi

“Com a ferramenta de validação, a Politec irá dispor de um sistema de leitura biométrica, que por meio da impressão digital e do número do RG e CPF, poderá constatar a identificação da pessoa, com o fornecimento das informações que constam em nosso banco de dados”, explicou.

Atualmente a instituição possui um arquivo físico com mais de três milhões de prontuários civis decorrentes de solicitações de RGs em todo o estado. A partir da digitalização dos processos, a Politec passará a ter um banco de dados biométricos para pesquisa, auditoria e consulta que irá dinamizar o trabalho de análise e confronto realizado pelos papiloscopistas para atestar a identificação dos cidadãos durante o processo de emissão dos documentos.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Segunda-feira (01): Mato Grosso registra 2.636 casos e 67 óbitos por Covid-19

Publicado

por

Dos 2.636 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.656 estão em isolamento domiciliar e 749 estão recuperados. Há ainda 164 pacientes hospitalizados

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (01.06), 2.636 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 67 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As últimas quatro mortes envolveram residentes de Acorizal, Barra do Garças, Cuiabá e Rondonópolis.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão: Cuiabá (795), Várzea Grande (257), Rondonópolis (206), Primavera do Leste (117), Tangará da Serra (113), Sorriso (87), Confresa (82), Lucas do Rio Verde (76), Barra do Garças (73), Sinop (58), Campo Verde (43), Rosário Oeste (42), Pontes e Lacerda (40), Jaciara (39), Alta Floresta (37), Cáceres (33), Nova Mutum (32), Peixoto de Azevedo (28), Aripuanã (25) e Sapezal (25).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 152 novas confirmações em Barra do Garças (1), Bom Jesus do Araguaia (1), Cáceres (2), Campos de Júlio (5), Colíder (1), Comodoro (3), Confresa (3), Conquista D’Oeste (1), Cuiabá (49), Jaciara (1), Juína (4), Lucas do Rio Verde (2), Marcelândia (6), Nossa Senhora do Livramento (2), Nova Ubiratã (2), Pedra Preta (2), Peixoto de Azevedo (3), Pontes e Lacerda (10), Primavera do Leste (9), Rondonópolis (2), Sapezal (2), Sinop (4), Sorriso (1), Tangará da Serra (1), Tapurah (1), Várzea Grande (25), Vila Bela da Santíssima Trindade (3) e Vila Rica (3).

Leia mais:  Detran lança 3º leilão do ano e oferta mais de 600 veículos

Contudo, a área técnica esclareceu que houve a correção de um caso de duplicidade em Juara. Além disso, um caso anteriormente notificado em Cuiabá foi reposicionado para Várzea Grande, município de residência do paciente.

Dos 2.636 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.656 estão em isolamento domiciliar e 749 estão recuperados. Há ainda 164 pacientes hospitalizados, sendo 81 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 83 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 176 leitos de UTI e 761 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado. O aumento da taxa de ocupação das unidades se deve à desabilitação de leitos por parte das unidades hospitalares especificadas em Boletim.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,5% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,5% masculino; além disso, 747 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 7.618 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 320 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Leia mais:  Nomeação do novo presidente do INSS é publicada no Diário Oficial

Cenário nacional

Até o último domingo (31), o Governo Federal confirmou 514.849 casos da Covid-19 no Brasil e 29.314 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 28.834 mortes e 498.440 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os dados desta segunda-feira (01).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

DOWNLOAD 

  • Boletim COVID 01.06.20

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana