conecte-se conosco


Cidades

Eleição mais concorrida para vereador tem 40,7 candidatos por vaga; menos disputadas têm 1,1

Publicado

Nova Iguaçu, no RJ, tem eleição mais acirrada para a Câmara Municipal. Em Curral Novo do Piauí (PI) e em Viçosa (RN), só um candidato não vai sair eleito em 2020.

A eleição mais concorrida para vereador neste ano será em Nova Iguaçu (RJ), que tem uma relação de 40,7 candidatos por vaga. Já as menos disputadas serão em Curral Novo do Piauí (PI) e em Viçosa (RN), com apenas 1,1 candidato para cada vaga.

Ao todo, serão 501.799 candidatos a vereador disputando 58.208 vagas. É uma relação de 8,6 candidatos por vaga. O levantamento considera apenas os concorrentes considerados aptos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A quantidade não significa democratização, segundo o cientista político Vitor Peixoto. “As eleições proporcionais são como as maratonas de rua. Uma multidão de corredores amadores e uma pequena elite do esporte. Quando olhamos a São Silvestre, parece que todos estão ali com possibilidade de correr, mas somente uma elite muito reduzida chegará ao final.”

Câmaras municipais mais disputadas em 2020 — Foto: Aparecido Gonçalves/G1

Câmaras municipais mais disputadas em 2020 — Foto: Aparecido Gonçalves/G1

Em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, serão 448 candidatos para 11 vagas na Câmara Municipal.

A Região Metropolitana do Rio tem 4 das 10 eleições mais disputadas para vereador. Completam a lista: São Gonçalo, com 39,4 candidatos por vaga; Japeri, com 35; e a capital, com 34,1.

Leia mais:  MPE pede "prisão" de adolescente que atirou e matou amiga em mansão em Cuiabá

Menos concorridas

Já Piauí, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul dominam a lista das 10 eleições menos concorridas. Cada estado tem três cidades na lista.

Em Curral Novo do Piauí (PI) e em Viçosa (RN), a corrida eleitoral terá a inusitada situação em que apenas um candidato sairá perdedor. Isso porque serão 10 concorrentes para 9 vagas.

Câmaras municipais menos disputadas em 2020 — Foto: Aparecido Gonçalves/G1

Câmaras municipais menos disputadas em 2020 — Foto: Aparecido Gonçalves/G1

Pequenas são maioria

A maior parte das Câmaras municipais tem o número mínimo de vereadores: 9. Isso porque as vagas são limitadas pelo tamanho da população e a maioria dos municípios brasileiros tem entre 10 mil e 20 mil habitantes.

Vagas nas câmaras municipais por cidade — Foto: Aparecido Gonçalves/G1

Vagas nas câmaras municipais por cidade — Foto: Aparecido Gonçalves/G1

Por ser a cidade mais populosa, São Paulo tem o maior número de vereadores. Serão 55 vagas em disputa neste ano. O Rio aparece em seguida, com 51.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Obras de mobilidade do novo Pronto Socorro da Capital avançam

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  CPC garante ingresso de alunos de baixa renda em universidades públicas

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana