conecte-se conosco


Cidades

Eleição ao Senado em MT terá 11 candidatos; veja lista

Publicado

Quarta-feira foi o último dia para a definição dos candidatos que vão disputar vaga nas eleições de 15 de novembro.

No dia 15 de novembro os eleitores vão escolher um dos 11 candidatos anunciados pelos partidos para disputar uma vaga no Senado por Mato Grosso na eleição suplementar.

As convenções encerraram na noite dessa quarta-feira (16).

A eleição suplementar irá eleger o candidato que vai ocupar a vaga no Senado aberta com a cassação de Selma Arruda, no ano passado.

Outros três partidos informaram que vão realizar convenções e lançar candidatos à vaga ainda esta noite. Esta quarta-feira (16) foi o último dia para as convenções, conforme o estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Foram oficializados os seguintes candidatos:

Carlos Fávaro (PSD) é candidato ao Senado — Foto: Reprodução

Carlos Fávaro (PSD) é candidato ao Senado — Foto: Reprodução

CARLOS FÁVARO (PSD)

Durante convenção realizada na terça-feira (15), o PSD confirmou o nome de Carlos Fávaro como candidato ao Senado. Hoje ele ocupa interinamente a vaga deixada pela ex-senadora Selma Arruda.

Carlos Fávaro tem 50 anos e é produtor rural. Ele ingressou na política em 2005. Foi vice-governador do estado entre os anos de 2014 e 2018, durante a gestão de Pedro Taques.

Coronel Fernanda é candidata ao Senado — Foto: Reprodução

Coronel Fernanda é candidata ao Senado — Foto: Reprodução

CORONEL FERNANDA (PATRIOTA)

A candidatura de Rúbia Fernanda Diniz Robson Santos de Siqueira, a coronel Fernanda, ao Senado, foi oficializada no início deste mês.

A chapa pura do Patriota conta ainda com o ex-deputado federal Victório Galli como primeiro suplente e o tenente Luciano Esteves, na segunda suplência.

A candidata tem 45 anos e é natural de Cuiabá. Ela entrou na Polícia Militar de Mato Grosso em 1996. É formada em direito e tem especialização em segurança pública, ciências criminais e administração pública.

Euclides Ribeiro é candidato ao Senado em MT — Foto: Paola Carlini

Euclides Ribeiro é candidato ao Senado em MT — Foto: Paola Carlini

EUCLIDES RIBEIRO (AVANTE)

O Avante oficializou a candidatura do advogado Euclides Ribeiro ao Senado, no sábado (12). Ele vai concorrer à vaga na eleição suplementar que será realizada junto com as eleições municipais, no dia 15 de novembro.

A convenção ocorreu no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá. Em virtude de risco sanitário por conta da pandemia do Covid-19, o evento foi online.

Leia mais:  Prefeitura de Cuiabá divulga editais de convocação para várias funções

Ribeiro é de Cuiabá. É empresário e advogado da área de recuperação judicial.

O deputado estadual Elizeu Nascimento, de 44 anos, foi lançado como candidato ao senado na noite dessa quarta-feira (16) pelo Partido Democracia Cristã, em Cuiabá — Foto: Divulgação

O deputado estadual Elizeu Nascimento, de 44 anos, foi lançado como candidato ao senado na noite dessa quarta-feira (16) pelo Partido Democracia Cristã, em Cuiabá — Foto: Divulgação

ELIZEU NASCIMENTO (PARTIDO DEMOCRACIA CRISTÃ)

O deputado estadual Elizeu Nascimento, de 44 anos, foi lançado como candidato ao senado na noite dessa quarta-feira (16) pelo Partido Democracia Cristã, em Cuiabá. A convenção ocorreu em um hotel da capital.

Elizeu é sargento da Polícia Militar de Mato Grosso e nasceu em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá. Ele é casado e pai de quatro filhos.

Partido Novo oficializou candidatura do professor universitário Feliciano Azuaga ao Senado em MT — Foto: TV Centro América/Reprodução

Partido Novo oficializou candidatura do professor universitário Feliciano Azuaga ao Senado em MT — Foto: TV Centro América/Reprodução

FELICIANO AZUAGA (NOVO)

O Partido Novo lançou no dia 2 deste mês, em Cuiabá, o nome de Feliciano Azuaga, de 39 anos, como candidato ao Senado.

Feliciano nasceu em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, mora em Mato Grosso há 14 anos e é economista, doutor e mestre em economia.

O candidato é professor da Universidade de Mato Grosso (Unemat).

Ele disputa a vaga para o Senado pela primeira vez.

Feliciano terá como primeiro suplente Sérgio Antunes e, como segunda suplente, Vanessa Tomizawa.

José Medeiros (Podemos), candidato ao Senado — Foto: Reprodução

José Medeiros (Podemos), candidato ao Senado — Foto: Reprodução

JOSÉ MEDEIROS (PODEMOS)

O partido Podemos lançou nessa terça-feira o nome de José Medeiros como candidato ao Senado.

Medeiros tem 50 anos, nasceu em Caicó, no Rio Grande do Norte. É formado em matemática, direito e foi agente da Polícia Rodoviária Federal.

Ele já ocupou a cadeira de senador de 2015 a 2019, como suplente, e atualmente é deputado federal.

Nilson Leitão é candidato ao Senado pelo PSDB — Foto: Reprodução

Nilson Leitão é candidato ao Senado pelo PSDB — Foto: Reprodução

NILSON LEITÃO (PSDB)

O PSDB homologou a candidatura de Nilson Leitão ao Senado na noite desta terça-feira (15), em convenção realizada em Sinop.

Leitão tem 51 anos e é natural de Cassilândia, MS. Já foi vereador e prefeito de Sinop, deputado estadual e também ocupou vaga na Câmara Federal.

Em convenção, o Solidariedade lançou a candidatura de Pedro Taques ao Senado Federal, nesta quarta-feira (16), em um hotel localizado na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá — Foto: Divulgação

Em convenção, o Solidariedade lançou a candidatura de Pedro Taques ao Senado Federal, nesta quarta-feira (16), em um hotel localizado na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá — Foto: Divulgação

Leia mais:  Sefaz amplia medidas preventivas nos postos de fiscalização

PEDRO TAQUES (SOLIDARIEDADE)

Em convenção, o Solidariedade lançou a candidatura de Pedro Taques ao Senado Federal, nesta quarta-feira (16), em um hotel localizado na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. O evento foi transmitido pelas redes sociais.

Taques é ex-governador de Mato Grosso. Ele nasceu em Cuiabá e tem uma filha. Taques faculdade de direito em Taubaté (SP) e depois passou no concurso para procurador da República. Por causa da profissão, morou por alguns anos em São Paulo.

Procurador Mauro é candidato ao Senado pelo PSOL — Foto: Reprodução

Procurador Mauro é candidato ao Senado pelo PSOL — Foto: Reprodução

PROCURADOR MAURO (PSOL)

Em convenção realizada pela internet nesta quarta-feira, o PSOL escolheu como candidato a senador na eleição suplementar, Mauro César Lara de Barros, o Procurador Mauro.

Mauro, de 45 anos, é procurador da Fazenda Nacional e músico, é formado em direito pela UFMT.

Ele já disputou outras eleições a prefeito de Cuiabá, deputado federal, senador e governador.

Empresário Reinaldo Morais (PSC) foi lançado como candidato ao Senado por Mato Grosso — Foto: Divulgação

Empresário Reinaldo Morais (PSC) foi lançado como candidato ao Senado por Mato Grosso — Foto: Divulgação

REINALDO MORAIS (PSC)

O empresário Reinaldo Morais (PSC) foi lançado como candidato ao Senado na noite desta quarta-feira (16), durante convenção em um hotel, em Cuiabá.

Reinaldo Morais tem 49 anos, é natural do Paraná, casado e pai de três filhos. É formado em zootecnia, cursou mestrado na área de nutrição animal, tendo dedicado grande parte da sua vida ao empreendedorismo no ramo alimentício.

Foi responsável pelo surgimento dos maiores frigoríficos no país.

 O Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso (PT-MT) oficializou nessa quarta-feira (16) a candidatura do presidente da sigla, deputado estadual Valdir Barranco ao Senado — Foto: Divulgação

O Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso (PT-MT) oficializou nessa quarta-feira (16) a candidatura do presidente da sigla, deputado estadual Valdir Barranco ao Senado — Foto: Divulgação

VALDIR BARRANCO (PT)

O Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso (PT-MT) oficializou nessa quarta-feira (16) a candidatura do presidente da sigla, deputado estadual Valdir Barranco ao Senado.

A primeira suplência fica com a ex-reitora Maria Lucia Cavalli Neder (PCdoB), e a segunda com a ex-vereadora por Cuiabá, professora universitária aposentada Enelinda Scala (PT).

Barranco é biólogo e tem 45 anos. Ele ingressou na política sendo prefeito de Nova Bandeirantes. Foi eleito deputado em 2014 e reeleito em 2018.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Revendedoras de veículos usados deverão informar procedência

Publicado

Para resguardar os direitos do consumidor, mais uma proposta está em tramitação na Assembleia Legislativa. O Projeto de Lei 871/20, de autoria do presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM), determina que as revendedoras de veículos informem a procedência do produto, ou seja, terá que divulgar se é oriundo de leilão, locadora ou salvado de seguradoras.

Objetivo é esclarecer ao consumidor sobre a origem dos veículos colocados à venda, sob pena de multa de 500 a 10 mil UPFs caso haja descumprimento da lei.

Botelho destaca a necessidade de manter o consumidor muito bem informado, antes de fechar qualquer negócio. Por isso, defende o projeto para assegurar aos consumidores adquirentes de veículos usados e seminovos informações claras e precisas sobre a procedência dos veículos colocados à venda.

No projeto, alerta que os produtos com origem de leilões, locadoras de veículos e salvados, que são recuperados pelas seguradoras, possuem valor de mercado menor na tabela FIPE – principal referência para pessoas que querem comprar ou vender veículos usados ou seminovos. Organizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas desde 1973.

Leia mais:  Sefaz amplia medidas preventivas nos postos de fiscalização

“O projeto é importante para o consumidor, pois nem sempre obtém as informações de forma clara e precisa”, declara o parlamentar, ao acrescentar que a medida evitará dissabores na aquisição desse tipo de bem. A proposta cumpre pauta e aguarda os pareceres das comissões de Constituição, Justiça e Redação – CCJR e de Defesa do Consumidor e do Contribuinte – CDCC.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana