conecte-se conosco


Esportes

E o Oscar vai para… Gabigol! Simulação bizarra do atacante vira piada mundial

Publicado

Simulação de Gabigol, atacante do Flamengo arrow-options
Reprodução

Simulação de Gabigol, atacante do Flamengo

Autor do gol do Flamengo no  empate por 1 a 1 e eleito o melhor jogador da partida contra o Athletico Paranaense , em Curitiba, o atacante Gabigol protagonizou uma cena, no mínimo, patética no segundo tempo do duelo de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Leia também: Meme espanhol pergunta: “Qual será o próximo escândalo de Neymar?”

Com a partida paralizada pelo árbitro Anderson Daronco,  Gabigol conduziu a bola em direção ao gol adversário e acabou levando uma bolada no pé após chute do goleiro Santos.

O atacante rubro-negro ainda esperou um pouco antes de se jogar no gramado com a mão na canela, simulando uma agressão.

Confira o lance no vídeo abaixo:

Entre críticas e piadas, a cena fr Gabigol acabou rendendo muitos comentários nas redes sociais. Inclusive em jornais e tweets pelo mundo, principalmente na Itália.

Confira algumas reações:

Leia mais:  Homem que assediou russa na Copa com gritos de “b… rosa” processa TV Globo

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

É CAMPEÃO! Athletico-PR vence o Inter no Beira-Rio e conquista a Copa do Brasil

Publicado

por

Athletico-PR campeão da Copa do Brasil 2019 arrow-options
Heuler Andrey/DiaEsportivo/Agência O Globo

Athletico-PR campeão da Copa do Brasil 2019

O Athletico-PR é o grande campeão da Copa do Brasil de 2019! Na noite desta quarta-feira (18), o Furacão venceu o Internacional por 2 a 1, no Beira-Rio, e conquistou a competição pela primeira vez na sua história. 

Leia também: Jornal mostra quanto Neymar desembolsa aos “parças” mensalmente

Lembrando que o Athletico-PR havia vencido o jogo de ida da final em casa por 1 a 0 e, por isso, jogou pela igualdade em Porto Alegre. Mas venceu de novo.

Além do título inédito e da boa quantia em dinheiro de premiação, o Furacão garante também uma vaga na Libertadores do ano que vem.

O primeiro gol do jogo foi do Athletico, anotado por Léo Cittadini. O Inter empatou ainda no primeiro tempo com Nico Lopez. Os visitantes se seguraram de todas as maneiras no restante da partida e ainda marcaram o segundo gol nos acréscimos, com Rony, garantindo a conquista.

CHANCE RELÂMPAGO

Logo no primeiro minuto de jogo onde o Inter já chegou no ataque, a movimentação do Colorado foi bastante insinuante com Guerrero fazendo o papel de ajeitar a bola de cabeça no meio da área para Nico López bater cruzado e Santos ter a necessidade de sair para fechar o ângulo e praticar importante intervenção.

BOTOU VELOCIDADE E BOTOU NA REDE!

Athletico-PR é campeão da Copa do Brasil 2019 arrow-options
Fernando Alves/Photo Premium/Agência O Globo

Athletico-PR é campeão da Copa do Brasil 2019

Depois de período onde houve mais briga pela bola e jogadas disputadas do que propriamente colocar a pelota no chão e trabalhar as jogadas, aos poucos o time de Odair Hellmann ia conseguindo acionar principalmente Guerrero que, sobressaindo na marcação, parecia crescer de produção e acuar o Athletico.

Porém, bastou um lance em que o sistema ofensivo rápido do Furacão acionasse a velocidade e agilidade de Rony para, em escapada, o camisa 7 colocou Marco Ruben pra correr e o camisa 9 rolou pro meio da área e Léo Cittadini chegou, na infiltração, batendo na saída de Marcelo Lomba.

Leia mais:  Emerson Fittipaldi acumula dívidas com bancos que ultrapassam R$ 23 milhões

NA PRESSÃO, GOL CHORADO

Passados os cinco minutos onde os gritos do torcedor do Furacão ecoavam no Beira-Rio e o time do Internacional se mostrou um tanto quanto desconcentrado, o ritmo de mais pressão ofensiva do Colorado voltou a ser visto e, em jogada de muita briga, bate, rebate, veio a igualdade com Nico López. Após cobrança de escanteio executada pelo próprio Nico, a bola fica viva na área, bate no travessão em chute de Guerrero que desviou em Rodrigo Lindoso, volta para Cuesta mandar de novo em direção a meta e o uruguaio apareceu para finalizar o lance que começou empurrando pras redes.

E PODIA TER VIRADO NOS 45!

Mediante a subida da temperatura do confronto e da intensidade que era aplicada pelo time de Odair Hellmann, constantemente empurrando o adversário pra dentro de sua área defensiva. Outras duas chances chegaram a aparecer para tal, porém Nico López parou em Santos e, em cruzamento com muito efeito de Patrick, a curva da bola que quase enganou o arqueiro bateu no travessão.

CADA UM (SEGUIA) NA SUA

Athletico-PR venceu o Inter duas vezes na final da Copa do Brasil arrow-options
Everton Pereira/Ofotográfico/Agência O Globo

Athletico-PR venceu o Inter duas vezes na final da Copa do Brasil

A tônica de como acabou o tempo inicial foi aquela que parecia se repetir na etapa decisiva com o Inter tentando buscar o gol que levaria a decisão para as penalidades e se atirando ao ataque enquanto o Athletico procurava aquele que poderia ser o tento para sacramentar a inédita conquista.

Entretanto, além de ter ligeiramente menos a bola do que fazia na primeira parte, entre lances mais perigosos nos arredores da área, a única que efetivamente foi no gol apareceu aos cinco minutos na falta batida por Rafael Sobis que Santos caiu bem para defender. 

Leia mais:  Seleção feminina perde oitava seguida antes da Copa do Mundo

APARECEU PRA JOGAR MAIS

Depois dos 20 minutos, o Athletico conseguiu fazer aquilo que certamente havia planejado desde o minuto um para evitar qualquer tipo de sufoco desnecessário: ter ele também a posse de bola no plano ofensivo e deixar a zaga do Colorado com a necessidade de também trabalhar.

Foi dentro dessa realidade de partida mais parelha que, aos 30, Marcelo Cirino recebeu cruzamento de Rony vindo da esquerda e testou no extremo canto esquerdo de Marcelo Lomba que viu a bola passar muito perto da sua trave.  

COM CHAVE DE OURO

Aproveitando o tom de desespero do adversário, o Athletico viu os espaços para contra-ataque crescerem e, em linda jogada individual de Marcelo Cirino já nos acréscimos, ele serviu Rony colocando o atacante em plenas condições de bater rasteiro e fazer o histórico tento que decretou o campeão da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 2 ATHLETICO-PR

Local : Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data e hora : 18/09/2019 – 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro : Wilton Pereira de Sampaio (FIFA-GO)
Assistentes : Emerson Augusto de Carvalho (FIFA-SP) e Bruno Raphael Pires (FIFA-GO) 
VAR : Bráulio da Silva Machado (FIFA-SC)
Cartões amarelos : Nico López, Bruno, Rodrigo Moledo (INT); Wellington, Marco Ruben (CAP)
Cartões vermelhos : –

Gols : Léo Cittadini (23’/1°T), Nico López (30’/1°T), Rony (50’/2°T)

INTERNACIONAL : Marcelo Lomba; Bruno (Nonato, aos 9’/2°T), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick (Rafael Sobis, no intervalo), Wellington Silva (Guilherme Parede, aos 35’/2°T) e Nico López; Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

ATHLETICO-PR : Santos; Khellven (Madson, aos 15’/2°T), Robson Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Nikão, Rony e Marco Ruben (Marcelo Cirino, aos 22’/2°T). Técnico: Tiago Nunes.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana