conecte-se conosco


Política

Dr. Xavier: “Pacientes com transtorno mental terão gratuidade no transporte coletivo”

Publicado

Nesta terça-feira (16), na sessão plenária do Legislativo, entra em pauta, para votação, o projeto de lei que assegura gratuidade no sistema de transporte coletivo da capital para pessoas com transtorno mental. Projeto de autoria do vereador Dr. Xavier, viabilizado após duas audiências públicas no Parlamento, quando esse tema foi discutido exaustivamente. As audiências contabilizaram presença maciça de técnicos em Saúde Mental e dirigentes de instituições diversas (públicas/privadas) ligadas à área. O principal entrave detectado nas discussões: interrupção do tratamento em função dos custos de transporte.
Na opinião do parlamentar, trata-se de um dispositivo de destaque social, e vem ao encontro dos anseios de quantos militam na área de Saúde Pública do município, posto que ampara os pacientes vítimas de transtorno mental.&nbsp
“Estamos consolidando, agora, um grande trabalho resultante das audiências públicas relativas à importância de garantir gratuidade de transporte municipal a pacientes com transtorno mental. Muitos simplesmente desistem do tratamento por não ter condições de bancar os custos das passagens. Há quem resida no Pedra 90, por exemplo, e precisa se deslocar às unidades CAP(s) – Centros de Atenção Psicossocial de Cuiabá. Principalmente para as famílias assalariadas, é inviável”, observou Dr. Xavier.
O projeto de Dr. Xavier entra em pauta de votação em regime de urgência, conforme solicitou o vereador na última sessão plenária. “Este dispositivo é uma de nossas bandeiras de trabalho. Posso assegurar, desde já, que houve entendimento favorável à aprovação desse projeto. No que depender dos colegas de Legislativo, vai ser aprovado, sim. Mas volto a enfatizar: os méritos da concepção da proposta não são meus, mas de todos os técnicos de Saúde Mental de Cuiabá. Há tempos lutam para garantir a continuidade do tratamento dos pacientes com transtorno mental”.
João Carlos de Queiroz/Secretaria de Comunicação Social de Cuiabá&nbsp

Leia mais:  Aposentadoria terá reajuste de 4,48% em 2020, e teto vai a R$ 6.101

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook
publicidade

Política

Vereador em MT diz “ciência biológica da saúde” as máscaras ajudam a combater coronavírus; Olhe vídeo

Publicado

por

O vereador por cinco mandatos Chico Curvo que também se diz pré candidato a prefeito, disse na tribuna da câmara que a máscara combate o coronavírus.

O vereador disse que teria conversado com Dr. Miguel que é médico e vereador em Várzea Grande “Chico diz que segundo a ciência biológica da saúde as máscaras combatem coronavírus na sessão de hoje (30). Será que o vereador não quis dizer ao contrário, que a máscara ajuda a reduzir a propagação do vírus.

 

Uma série de pesquisas científicas demonstrou que o uso de máscaras faciais durante surtos de doenças virais como a causada pelo coronavírus 2019 (COVID-19) só demonstrou ser eficaz para proteger os profissionais de saúde e reduzir o risco de pacientes doentes espalharem a doença.

Os estudos não demonstraram um benefício claro do uso de máscaras para pessoas saudáveis. Algumas pesquisas mostram que as pessoas podem ser infectadas tocando em uma máscara contaminada que estavam usando ou removendo-a incorretamente.
Em um surto como o COVID-19, as seguintes medidas podem ajudar as pessoas a reduzir suas chances de serem infectadas:

Leia mais:  Comissão de Indústria e Comércio debate implantação de escritório na China

• Lave as mãos com frequência ou use um desinfetante para as mãos à base de álcool. Sempre lave com água e sabão quando as mãos estiverem visivelmente sujas.

• Evite tocar o nariz ou a boca, que são vias comuns de infecção.

• Evite multidões e limite suas visitas a espaços fechados com pessoas.

• Evite o aperto de mão e outras formas de contato físico.

• Mantenha uma distância de pelo menos um metro (3 pés) de qualquer pessoa que tenha sintomas respiratórios (por exemplo, tosse ou espirro).

Se a pessoa tiver sintomas como tosse, espirros ou dificuldade para respirar, as recomendações são:

• Usar uma máscara facial, se a pessoa estiver infectada, para evitar a propagação da doença.

• Se não usar máscara, mas estiver tossindo e espirrando, é fundamental cobrir o nariz e a boca com o cotovelo dobrado ou com um lenço de papel – em seguida, jogar fora o lenço e higienizar as mãos.

“Este é um novo vírus”, disse Barbosa, referindo-se ao COVID-19, “então ainda estamos coletando informações sobre ele. Mas as evidências já disponíveis mostram que é semelhante o suficiente a outros vírus e estamos bastante confiantes de que essas recomendações são boas dicas para reduzir as chances de infecção”.

Leia mais:  Vereador Dr. Xavier parabeniza os artesãos pelo seu dia

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana