conecte-se conosco


Política

Dr. Xavier: “Chegamos ao limite: queremos a finalização das obras no PSF do Independência e no Novo Terceiro”

Publicado

Na sessão plenária de hoje (4), o vereador Dr. Xavier frisou ter chegado ao limite de sua paciência no tocante às obras de reforma e ampliação das unidades de Saúde dos bairros Jardim Independência e Novo Terceiro, ambas emperradas. “Ontem, estivemos reunidos com o diretor de Obras da Secretaria Municipal de Saúde, Wellinton Simões, juntamente com os comunitários do Jardim Independência, quando cobramos urgente resolutividade na conclusão da reforma. O PSF do Jardim Independência está inoperante há meses, e seus pacientes deslocados para o Posto de Saúde da Cidade Alta. Isso tem sobrecarregado aquela unidade, além de gerar transtornos diversos aos pacientes e servidores do Independência, ali lotados provisoriamente. Os primeiros enfrentam problemas de transporte até o local, enquanto os servidores se queixam da falta de espaço físico digno para trabalhar”.
Conforme o vereador, o diretor de obras garantiu que o PSF do Jardim Independência será entregue à população ainda este mês ou, no máximo, no início de janeiro/2019. “A empresa responsável pela reforma já recebeu da Secretaria de Saúde, os valores estão depositados na sua conta. Não há assim mais como protelar a finalização dessa reforma, arranjar desculpas. Tanto que as obras serão reiniciadas hoje, segundo o diretor Wellinton. Vamos também acompanhar, fiscalizar… A paralisação do PSF do Jardim Independência engessou o atendimento SUS em grande parte dessa região. Outra coisa: o Posto de Saúde da Cidade Alta não tem como comportar a demanda diária de pacientes, duplamente acrescida. Os próprios servidores anseiam retornar ao Jardim Independência, local que dispõe de maior espa&ampcc edilo e comodidade para quem é atendido e quem atende”.
Ontem (3), Dr. Xavier fez questão de vistoriar a situação das obras de reforma do PSF do Independência, apontando falhas passíveis de correção na retomada dos trabalhos. “A parte do telhado é bem preocupante: de nada adianta reformar embaixo se a estrutura superior não estiver compatível, a fim de assegurar durabilidade. Mesmo porque esse PSF já passou por várias reformas, e sempre a infiltração de água é a principal causa do desmonte de toda a estrutura abaixo, implicando em problemas sucessivos. Assim, a reforma em curso deve ser retomada e concluída de modo que o telhado não volte a ser o grande vilão a cada chuva torrencial, quando tudo é destruído. Se não resolver essa questão do telhado, logo teremos problemas”, asseverou o parlamentar.
A enfermeira responsável pelo PSF do Jardim Independência, Gheysa Galvão, confirmou o que suas colegas haviam dito a respeito da precariedade do espaço físico do Posto de Saúde da Cidade Alta. “Lá, é uma realidade sentida diariamente, temos atendido de forma deficiente por conta disso”. Uma das moradoras presentes à reunião, Sônia Reis, disse ser filha de mestre de obras e, portanto, conhecedora profunda de todo o processo estrutural de um imóvel. “O telhado está totalmente errado, e não vai aguentar esse peso por muito tempo. As vigas {de madeira} afixadas estão distantes uma da outra. Se não for recomposto o telhado, teremos problemas de infiltração e destruição do que está sendo feito nessa reforma. Também os preços fixados no edital (placa em frente ao PSF) não condizem com a qualidade do que e stá sendo feito: são absurdos” – criticou.
Dr. Xavier ressaltou ser importante “olhar agora para a frente e continuar acreditando que a obra irá realmente sair”. E avisou ao diretor de Obras que ele e os comunitários vão firmar plantão fiscalizador para ter certeza de que os serviços realmente serão tocados com a qualidade prometida pelo Executivo. “O povo já nem acredita mais que esta reforma irá ser finalizada dentro daquilo que foi anunciado. E agora que os recursos foram liberados e a empresa recebeu, vamos acompanhar a retomada da reforma e o dia a dia dos serviços que serão executados neste PSF. Não aceitaremos improvisos ou faz de conta que foi feito: queremos uma obra confiável e que assegure segurança e comodidade aos moradores e servidores, em geral”.
NOVO TERCEIRO – O vereador voltou a destacar o emperramento das obras de reforma e ampliação do Centro de Saúde do Novo Terceiro, agora também prestes a ser solucionado. “Estou acompanhando cada passo desse processo. Nesta sexta-feira, será aberta a carta-convite. Espero que a empresa que assumirá esta obra seja séria e devidamente capacitada para cumprir todo o cronograma do projeto. A população do Novo Terceiro, a exemplo da comunidade do Jardim Independência, está sendo prejudicada por essa paralisação tão prolongada e que, até há pouco tempo, estava sem nenhuma explicação. Pois o Posto de Saúde da Cidade Verde passa por idêntica sobrecarga de serviços e incômodos por falta de espaço dos servidores do Posto de Saúde do Novo Terceiro, ali alocados provisoriamente. Assim, cobramos diretament e do secretário de Saúde e do prefeito municipal, Emanuel Pinheiro, uma solução para um impasse tão danoso à Saúde dos munícipes. Por conta de tais cobranças empenhadas, as obras do Centro de Saúde do Novo Terceiro serão finalmente retomadas. Unidade que disporá de um Centro de Odontologia, como deve ser praxe em todas do município (SUS)”.
João Carlos de Queiroz – Secretaria de Comunicação Social – CMC

Leia mais:  'A vida é tão importante quanto a questão do emprego', diz Bolsonaro

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook
publicidade

Política

Secretário vê risco em reabrir escolas e afirma que neta estudante foi infectada

Publicado

Andhressa Barboza/ rdnews

O retorno das aulas presenciais em Mato Grosso não deve ocorrer em breve. Com risco alto de contaminação pela Covid-19, as escolas são locais críticos para espalhar o vírus e preocupa autoridades como o secretário chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. Ele relata ter visto toda sua família ser infectada após sua neta de apenas 4 anos, que estava frequentando a escola, ficar doente e acabar contaminado parentes próximos.

Na minha família, até dias atrás, estavam todos contaminados e quem trouxe o vírus para casa foi minha neta de 4 anos que estuda em uma escola privada

Chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho

Ele contou o caso, que é recente, após ser questionado sobre um Projeto de Lei que tramita na Assembleia que prevê a inclusão das instituições de ensino públicas e privadas na lista de serviços essenciais.

“Eu tenho muita dúvida com relação a isso. Na minha família, até dias atrás, estavam todos contaminados e quem trouxe o vírus para casa foi minha neta de 4 anos que estuda em uma escola privada. Então, tenho muita dúvida com relação ao retorno das aulas”, alertou.

Leia mais:  Oscar Bezerra quer a reativação do Conselho dos Imigrantes em Mato Grosso

Na última semana, o governador Mauro Mendes (DEM) sinalizou que não deve sancionar o projeto que já passou em primeira votação pela AL. Ele também alertou, sem citar o caso de Carvalho, que crianças podem ser infectadas e contaminar parentes.

“Você pega uma escola estadual como a presidente Médici, tem 2 ou 3 mil alunos uma escola dessa. Como vamos fazer? Temos que avaliar cientificamente e eu não gostaria de dar a minha opinião, até pelo que aconteceu com a minha família, mas é uma situação que vamos avaliar com muito carinho”, ponderou Mauro Carvalho.

Em relação ao PL, o secretário preferiu não ser direto em defender uma postura contrária. Mas quis deixar evidente o risco de abrir escolas em um momento crítico para a saúde pública que está em colapso há mais de um mês. Já são mais de 8,4 mil mortos pela doença no Estado e, diariamente, a fila de espera de pessoas graves que aguardam vaga em UTI passa de 100 pessoas.

Leia mais:  Semana Estadual de Conscientização da Psoríase agora é lei

“Eu não conversei com o governador sobre essa situação (do PL), mas isso merece um estudo bem aprofundado para que a gente não cometa nenhum ato que vá prejudicar as pessoas. Os critérios precisam ser pensados com muito equilíbrio”, concluiu.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana