conecte-se conosco


Política

Dr. Xavier adverte para aumento de atendimento SUS durante o Natal/Ano Novo

Publicado

Vereador cuiabano aponta que os festejos de final de ano tendem a aumentar a quantidade de pacientes atendida regularmente nas unidades clínicas da capital. O maior problema, segundo ele, é que várias delas estão paralisadas e/ou simplesmente com as portas fechadas {à espera da homologação de reforma/ampliação} por causa de entraves burocráticos, muitos relacionados à normativa documental de praxe e mesmo à falta de recursos
“Neste Natal e Ano Novo, tudo que não precisamos é encontrar portas fechadas nas policlínicas e Postos de Saúde do município. Infelizmente, algumas estão inoperantes há meses, em decorrência de reforma e ampliação não consolidadas por uma série de empecilhos documentais e, também, de ordem financeira”. A declaração do parlamentar, feita hoje (10), denota preocupação de que os festejos natalinos e de final de ano dupliquem a demanda de pacientes SUS no município, o que significaria, apontou, “um caos completo, porque as unidades de Saúde de Cuiabá já operam com certa deficiência justamente pela sobrecarga imposta pela paralisação de unidades básicas”.
Ele exemplificou o caso do PSF do Jardim Independência e do Centro de Saúde do Novo Terceiro, ambos sem qualquer função clínica há meses, apesar de inseridos nos trabalhos de reforma e ampliação prioritárias. “No caso específico do PSF do Jardim Independência, a empresa contratada para executar os serviços recebeu recentemente todos os recursos devidos pela Secretaria Municipal de Saúde, conforme cópias que tenho em mãos. Houve a retomada dos serviços a partir daí, e a diretoria de Obras afirma que eles serão concluídos até o dia 31 deste mês, ou, no mais tardar, no início de janeiro. Fizemos uma reunião entre a diretoria de Obras da Secretaria Municipal de Saúde e Comunitários do Jardim Independência a fim de esclarecer esse impasse. Vamos continuar fiscalizando para que nenhum outro fator emperre o andamento dos trabalhos reiniciados e com a qualidade firmada no contrato”.
NOVO TERCEIRO: PARALISAÇÃO DO CENTRO PREJUDICA MORADORES, AFIRMA DR. XAVIER. PARLAMENTAR TEM COBRADO A RETOMADA URGENTE DAS OBRAS
Dr. Xavier acentuou que o Centro de Saúde do Novo Terceiro é um caso ainda mais complicado, pois a interrupção no atendimento prestado pela referida unidade SUS (ocorrida há meses) “engessou” a assistência ofertada não apenas ao bairro/sede do espaçoso posto, mas também aos adjacentes. “Fecharam o Centro de Saúde do Novo Terceiro para reformar e ampliar, inclusive para dotá-lo de um setor odontológico, dispositivo que temos batalhado para ser inserido em todas as unidades de Saúde do município. Aí, a empresa contratada para realizar as obras no Novo Terceiro faliu, e então abandonou tudo por lá”.
Com a abertura da carta-convite, quando será selecionada a empresa que vai responder pela retomada do projeto de reforma e ampliação do Centro de Saúde do Novo Terceiro, Dr. Xavier diz esperar que nenhum entrave volte a impor quadro de abandono e ineficiência do Poder Público Municipal em relação àquela unidade. “Nossa torcida se integra à de todos: vamos torcer pra tudo dar certo doravante, ou seja: que a empresa a ser escolhida efetivamente cumpra o cronograma de obras e não traga tantos transtornos à população, como ocorre no Novo Terceiro. E que as demais unidades clínicas paralisadas em Cuiabá também sejam concluídas e se tornem referência de serviços à população. Saúde é coisa séria, nunca devemos negligenciá-la”.
Transtornos – Em virtude da paralisação do PSF do Jardim Independência e do Novo Terceiro, mais conhecido como “Postinho”, os serviços de atendimento de ambos foram remanejados respectivamente para a Cidade Verde e Cidade Alta, onde também estão lotados os servidores das áreas clínica e administrativa.&nbsp “Mas, ao contrário do PSF do Jardim Independência e do Centro de Saúde do Novo Terceiro, ali (Cidade Verde e Cidade Alta) falta espaço em todos os sentidos, dificultando o atendimento e o próprio trabalho dos servidores. Daí nossa insistência para que os serviços sejam concluídos o mais rapidamente possível”, ressalta&nbsp o vereador.
João Carlos de Queiroz – Secretaria de Comunicação Social – CMC

Leia mais:  Max Russi pede aumento de efetivo da Politec de Alta Floresta

Fotos Relacionadas
Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook
publicidade

Política

“A isenção do IPVA vai ajudar 547 mil pessoas, especialmente a população que mais precisa”, afirma governador

Publicado

O governador Mauro Mendes afirmou que a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), que será concedido a 547 mil mato-grossenses, irá beneficiar especialmente a população que mais precisa e tem sido mais afetada pela pandemia.

O projeto de lei que prevê a isenção foi enviado pelo governador nesta quarta-feira (14.04), e já recebeu aprovação dos deputados da Assembleia Legislativa. Assim que retornar ao Executivo, será sancionado.

“Agradeço muito aos nossos deputados pela sensibilidade e pela rápida aprovação do projeto. Essa atitude vai ajudar a aliviar o bolso e melhorar a vida de mais de meio milhão de mato-grossenses, especialmente a população que mais precisa”, agradeceu o governador.

Mauro Mendes explicou que entre os segmentos que não precisarão pagar o IPVA está a frota do setor de bares, restaurantes, eventos, vans escolares, hotéis e similares, casas noturnas, e também todos os proprietários de motocicletas de até 160 cilindradas e motoristas de aplicativo.

“Você que tem uma bizz, uma moto de pequeno porte, que usa esse veículo como transporte, bem como autônomos e motoboys, não precisarão pagar o IPVA em 2021. Dentro dessa isenção, estão também os táxis e motoristas de aplicativos, Uber, 99, todos estarão isentos de ter que pagar IPVA”, relatou.

Leia mais:  Bolsonaro embarca para os Estados Unidos

Saiba quem terá direito à isenção do IPVA:

 

Bares, restaurantes, setor de eventos

•motocicleta com potência de até 160 (cento e sessenta) cilindradas cúbicas;

•motocicleta com potência acima de 160 (cento e sessenta) até 300 (trezentas) cilindradas cúbicas;

•automóvel de passeio, cujo valor médio de mercado seja igual ou inferior a R$ 100.000,00 (cem mil reais);

•automóvel de carga ou misto;

•veículo terrestre de carga ou misto, jipe, picape e camioneta com cabine fechada ou dupla.

 

Motorista de aplicativos

•Automóvel de passeio, cujo valor médio de mercado seja igual ou inferior a R$ 100 mil

 

Setor de Transporte de Turismo e Escolar

•Empresas que utilizem veículos:

•a) para o transporte de fretamento turístico e contínuo;

•b) para o transporte escolar;

•Veículos devem estar autorizados pelos órgãos competentes e:

•A) Estarem na posse ou propriedade da empresa de transporte de fretamento turístico e contínuo, ainda que em nome de sócios;

•B) Estarem na posse ou propriedade de empresa de transporte escolar, ainda que em nome de sócios

Leia mais:  Pinheiro se reúne com prefeitos de Mato Grosso para plano conjunto de combate ao COVID-19

 

Pessoas físicas e microempresários individuais (autônomos) pequenas empresas do simples nacional

•motocicleta com potência de até 160 (cento e sessenta) cilindradas cúbicas

 

Hotéis e Similares

•motocicleta com potência de até 160 (cento e sessenta) cilindradas cúbicas;

•motocicleta com potência acima de 160 (cento e sessenta) até 300 (trezentas) cilindradas cúbicas;

•automóvel de passeio, cujo valor médio de mercado seja igual ou inferior a R$ 100.000,00 (cem mil reais);

•automóvel de carga ou misto;

•veículo terrestre de carga ou misto, jipe, picape e camioneta com cabine fechada ou dupla.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana