conecte-se conosco


Cidades

Domingo (09): Mato Grosso registra 63.680 casos e 2.147 óbitos por Covid-19

Publicado

Há 305 internações em UTIs públicas e 304 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 79,16% para UTIs adulto e em 34,39% para enfermarias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (09.08), 63.680 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 2.147 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 22 mortes nas últimas 24 horas.

Foram registradas 344 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 63.680 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 20.361 estão em monitoramento e 41.172 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 305 internações em UTIs públicas e 304 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 79,16% para UTIs adulto e em 34,39% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (13.638), Várzea Grande (5.095), Rondonópolis (3.824), Lucas do Rio Verde (3.255), Sorriso (3.025), Tangará da Serra (2.740), Sinop (2.345), Primavera do Leste (2.077), Nova Mutum (1.613) e Campo Novo do Parecis (1.228).

Leia mais:  Canalização do Córrego Engole Cobra chega aos 40 metros finais

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

O documento ainda aponta que um total de 57.880 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 2.841 amostras em análise laboratorial.

Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h. Para acessar o Painel Interativo da Covid-19 em Mato Grosso, clique aqui.

Cenário nacional

Neste domingo (09), o Governo Federal confirmou 3.035.422 casos da Covid-19 no Brasil e 101.049 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 100.477 óbitos e 3.012.412 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Leia mais:  CEF e Ministério liberam assinatura de contratos do Nico I e Prefeitura inicia chamamento de famílias

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Secretário de Ordem Pública apresenta novo gestor do Procon Municipal

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Prefeito aprova plano de mobilidade para o entorno do novo Pronto Socorro

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana