conecte-se conosco


Cidades

Dia de Santos Reis também tem ligação com fundação e história de Natal

Publicado

Comemorada em 6 de janeiro, data é feriado municipal na capital do Rio Grande do Norte

O dia de Santos Reis, celebrado pela Igreja Católica no dia 6 de janeiro, é de feriado na capital do Rio Grande do Norte. Os santos são co-padroeiros de Natal e representam uma tradição religiosa que tem ligação direta com a história da fundação da cidade.

Na tradição religiosa, os Reis Magos estão ligados à história bíblica de Jesus, nascido na cidade de Belém no primeiro século da era cristã. Vindos do oriente para adorar o menino Jesus, o messias, que havia nascido dias antes, os magos ofereceram presentes ao recém-nascido. Gaspar levou incenso, Belchior entregou ouro e Baltazar, mirra, uma espécie de resina.

“Os Santos Reis representam as autoridades, aqueles que têm posses, então quando eles saem dos seus reinos para estar na presença do rei dos reis, então eles se tornaram importantes para o cristianismo porque eles são as autoridades que tiveram a graça de contemplar o menino Jesus, coisa que Herodes, sendo rei, não teve essa graça de ver o menino Deus. O ódio foi tão grande no coração dele que ele não conseguiu enxergar”, diz o padre Francisco Lima, pároco de Santos Reis.O padre aponta que as profecias diziam que o menino ia nascer na cidade do rei Davi, que era Belém. Os homens teriam ido até Jerusalém, saudaram o rei Herodes, mas seguiram para o local onde estava Jesus, e teriam sido alertados por anjos a não voltarem pelo mesmo caminho, porque Herodes queria saber onde estava o messias, para matá-lo.

Leia mais:  Três vereadores são os mais votados em Cuiabá; nomes tradicionais perdem

A Festa de Reis se originou em Portugal e se espalhou pelo mundo católico, chegando ao Brasil colonial. Na Europa, os habitantes abriam suas portas no Dia dos Reis Magos para ouvir as chamadas “janeiras” – músicas que anunciavam o nascimento de Jesus, e pediam as sobras das festas natalinas para distribuir entre os mais pobre.

Fortaleza dos Reis Magos completou 421 anos em 2020. — Foto: Governo do RN/Divulgação

Fortaleza dos Reis Magos completou 421 anos em 2020. — Foto: Governo do RN/Divulgação

A partir do século 16, a história dos Santos Reis no Brasil passou a se confundir também com a da cidade de Natal. A Fortaleza dos Reis Magos começou a ser construída no dia 6 de janeiro de 1598, Dia de Reis, pelo calendário católico. Em 25 de dezembro de 1599, surgiu a cidade de Natal.

“A partir daqui, começou a surgir a devoção aos Reis Magos no Brasil. Por isso essa ligação tão forte com a cidade”, diz Josemar Oliveira, coordenador pastoral da comunicação da Igreja Católica.

As imagens no altar da igreja dedicada aos santos, em Natal, foram doadas pela coroa portuguesa e chegaram à capital potiguar em 1753. Inicialmente, foram mantidas em uma capela na própria fortaleza . A partir de 1910, as imagens passaram aos cuidados da Igreja, quando se construiu a primeira capela foram do forte.

Atualmente, além do forte que leva seu nome, os Reis Magos são lembrados no pórtico da de entrada de Natal, conhecida também como a cidade dos Reis, e também no bairro Santos Reis, onde vive uma fiel comunidade devota dos três santos católicos.

Leia mais:  Prefeito parabeniza gamer cuiabana por representatividade
Pórtico dos Reis Magos, na entrada de Natal pela rodovia BR-101 Sul — Foto: Luciano Nobre (Arquivo)

Pórtico dos Reis Magos, na entrada de Natal pela rodovia BR-101 Sul — Foto: Luciano Nobre (Arquivo)

Uma das moradores mais antigas no bairro é Gizelda Paraguaçu, de 87 anos. Ela tinha apenas um ano de vida quando chegou ao local e conta que, quando criança, só havia dunas e vegetação. A aposentada viu o bairro ser oficialmente criado na década de 1960. Foi em Santos Reis que ela casou, criou oito filhos, 13 netos e 7 bisnetos, sempre com devoção aos três santos.

“A minha ligação é de toda uma vida. Vi o bairro nascer, se desenvolver. Me criei nesse ambiente, ainda muito deserto. Só havia três casas. Os Santos Reis representam tudo o que aprendi com meus pais, que foram devotos, que recebiam as pessoas na época de festas, papai fornecia água para o pessoal. Eles representam muito para mim. Eu me casei na capelinha antiga, pequena, humilde, meu esposo também sempre foi muito devoto”, conta.

A religiosidade está no sangue, no coração, nas orações dos fiéis devotos de Santos Reis, que costumam ir à igreja na festa, assistir à novenas e missas e percorrer a procissão do forte até o santuário, que este ano foi suspensa por causa da pandemia.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Filme conta sobre Cuiabá dos 300 Anos em 100 Minutos

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Análise de proponentes ao Fundo Municipal de Cultura são abertas à sociedade

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana