conecte-se conosco


Cidades

Devido ao Dia dos Pais, prefeita define novos horários para comércio em VG

Publicado

Seguindo exemplo de Cuiabá, a prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos (DEM) publicou um novo decreto nesta sexta-feira (7) em que permite o funcionamento dos serviços e atividades não essenciais privados, varejistas e atacadistas neste final de semana, em razão a comemoração do Dia dos Pais (9).O decreto número 50/2020, impõe ao comércio local manter suas atividades econômicas com 70% da capacidade máxima de lotação, com horário de forma reduzida.

Conforme a normativa, o comércio está autorizado abrir no sábado (8) das 8h às 18h e no domingo das 8 às 12 horas, sendo que, após esse horário, poderão apenas fazer entregas (delivery) ou manter o sistema de drive thru até às 23 horas.

No entanto, todos os estabelecimentos devem respeitar as medidas de prevenção e combate à disseminação da Covid-19, incluindo, métodos para evitar a circulação de pessoas que pertencem ao grupo de risco, conforme definido pelo Ministério da Saúde e evitar aglomeração de pessoas.

“No que for possível, nós vamos tentando devolver a normalidade de funcionamento ao cotidiano da cidade e de sua população, sem colocar em risco a saúde pública”, disse a prefeita. Abertura do comércio das atividades consideradas não essenciais ocorre apenas de segunda a sexta, das 10h às 18 horas. E no sábado está permitido o funcionamento somente das 8h às 12 horas.

Leia mais:  Aulas e eventos na UFMT estão suspensos a partir de hoje

Cuiabá flexibiliza abertura de comércio

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) autorizou a abertura de shoppings centers, bares, restaurantes, pizzarias e congêneres a abrirem suas portas para atendimentos aos clientes no próximo dia 9 de agosto, até às 22h. O toque de recolher permanece com início às 23h.

“Como domingo é Dia dos Pais e Cuiabá está fazendo o dever de casa, pensei em oferecer um pouco mais de alento aos trabalhadores, ao setor produtivo e à família cuiabana. Estamos atingindo gradativamente nessa segurança diária no combate à propagação do vírus e então podemos dar um pouco mais de esperança e promover essa união entre as famílias”, declarou.

 

 

Por: hnt.com.br/

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Pedido de cassação de Avalone gera investigação por agiotagem

Publicado

Ministro promete terminar duplicação da BR-163 e contrato da Ferrogrão

O Ministério Público Federal (MPF) determinou remessa ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE-MT) do conteúdo da ação que pede cassação do deputado estadual Carlos Avalone (PSDB). Há indícios do crime de usura (agiotagem).O deputado teve o nome envolvido em apreensão da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no município de Poconé (100 km de Cuiabá). Segundo informações da PRF, um veículo Gol, de cor prata, foi abordado no quilômetro 560 da BR-070.

No interior do veículo, os agentes abordaram três suspeitos, que estavam com R$ 89,9 mil em dinheiro vivo, além de vários santinhos do então candidato a deputado estadual, Carlos Avalone. Os ocupantes do veículo foram identificados como Dener Antônio da Silva, Rosenildo do Espirito Santo Bregantini e Luiz da Guia Cintra de Alcantara.

Luiz da Guia narrou em juízo que a quantia apreendida em dinheiro era de sua titularidade, justificando que no dia da apreensão veio até Cuiabá e tomou o valor emprestado de uma pessoa cujo nome inicialmente foi indicado como Armando.

Leia mais:  Avaliação, currículo, aprendizagem e neurociência foram alguns dos temas discutidos no Seminário de Educação

Apesar de não acreditar na justificativa da testemunha, o MPF solicitou que o MPE investigue o crime de usura. “Considerando os indícios de prática de crime de usura pela testemunha Armando Bueno da Silva Júnior, requer-se a remessa de cópia integral dos autos ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso para conhecimento e adoção das medidas que entender cabíveis”.

Inicialmente na lista de suplentes, Carlos Avalone tomou posse na Assembleia Legislativa após a ida de Guilherme Maluf ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). As alegações finais da defesa de Avalone ainda são aguardadas. Somente depois os autos estarão conclusos para sentença.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana