conecte-se conosco


Economia

Desenvolvimento de Várzea Grande atrai uma das maiores redes varejistas do Brasil

Publicado

Magazine Luiza gerará empregos diretos e indiretos. Outras duas unidades já estão previstas até 2020. Interessados devem se inscrever para vagas de trabalho via internet

 

Uma das maiores redes varejista do Brasil, a Magazine Luiza inaugura ainda este ano uma filial da loja em Várzea Grande. E as notícias boas não param por aí, pois até 2020 outras duas lojas devem ser instaladas na cidade que é a segunda maior de Mato Grosso.

A informação foi repassada pelo gerente geral da futura loja de Várzea Grande, Paulo Eduardo Vieira que veio diretamente de São Paulo para Mato Grosso para formalizar a prefeita Lucimar Sacre de Campos o convite para participar da inauguração de sua loja na cidade.

“Que seja bem vida, pois a chegada do Magazine Luiza demonstra que Várzea Grande está no caminho do desenvolvimento sustentado e com repercussão nacional. É sempre bem-vindo aqueles que investem aqui e geram emprego e renda”, comemorou a prefeita Lucimar Sacre de Campos.

Ao todo, serão gerados 150 empregos diretos e pelo menos quatro vezes este volume de indiretos. A informação é do secretário de Governo, Kalil Baracat, que recebeu a confirmação da chegada da loja e de investimentos por parte do gerente da loja Magazine Luíza em Várzea Grande Paulo Eduardo Vieira.

A seleção dos futuros funcionários do Magazine Luiza – Várzea Grande deve ser feita via rede mundial de informação através do endereço http://carreiras.magazineluiza.com.br/varzeagrande.

Segundo Kalil Baracat, o município vem atraindo a abertura de novas empresas em virtude de bons indicadores de qualidade de vida, sustentabilidade ambiental e a própria ampliação de investimentos em infraestrutura, novas obras, sobretudo na área de mobilidade urbana, saúde e educação.

“Esses são os resultados positivos que começamos a colher, como a geração de emprego e renda, do aquecimento do comércio e a oferta de novos serviços e produtos à população que vai deixando de depender da capital, Cuiabá”, disse o secretário de Governo.

O gerente da loja Magazine Luiza em Várzea Grande, Paulo Eduardo Vieira, disse que o objetivo da reunião foi o de prestar agradecimento ao empenho da prefeita Lucimar Sacre de Campos em promover agilidade nas análises documentais da empresa, visto que os mesmos obedeceram a todos os trâmites legais para instalação da loja na cidade.

Leia mais:  Precauções são tomadas e Prefeitura de Araguaiana filtra a entrada de viajantes

“A rede Magazine Luiza segue normas nacionais de qualidade em obras e serviços. Ficamos felizes com a seriedade da equipe técnica de Várzea Grande que nos deu o respaldo necessário para instalação desta unidade. Esta será a 15ª unidade no Estado e atualmente temos outras 20 lojas em construção e/ou reforma que serão inauguradas até o final do ano no Estado. E, no total planejamos 60 lojas para todo Mato Grosso”, informou o gerente que apontou o desenvolvimento da cidade como um dos critérios para a implantação de três lojas da rede na cidade.

“Nós também trabalhamos para gerar emprego e renda. Colocamos a administração à disposição para que a população usufrua deste empreendimento. Ficamos felizes com a notícia de que com apenas uma unidade serão gerados 50 empregos diretos. Várzea Grande é a segunda cidade mais populosa do Estado, com 271.339 mil habitantes, e, tem o terceiro maior Produto Interno Bruto – PIB, de Mato Grosso, R$ 20 mil por habitante, ficando atrás apenas da Capital Cuiabá e de Rondonópolis. Os investimentos públicos dos últimos anos em diversos setores da cidade, a exemplo da infraestrutura, logística, qualificação da mão de obra, saúde, serviços sociais e infraestrutura geral, tem se apresentado como atrativos para a instalação de novos investimentos privados, transformando o cenário econômico e social que prometem mudar a vida dos várzea-grandenses. Prova do crescimento econômico e social que Várzea Grande alcançou nos últimos anos é mais este investimento”, declarou o secretário Kalil Baracat.

A inauguração do novo empreendimento será uma prova de que os empresários estão apostando na expansão socioeconômica de Várzea Grande. “Estamos sim, seguindo o caminho do desenvolvimento. Nossos investimentos em todas as áreas e os bons números em indicadores sociais que estão melhorando, atraem diversas empresas que enxergam boas oportunidades aqui”, frisa Lucimar Campos.

A prefeita ainda afirmou que “o momento é de franco desenvolvimento. As obras executadas principalmente nos últimos anos deram uma cara nova à cidade, transformando a paisagem e modernizando Várzea Grande. A execução dessas obras estruturantes abriu perspectivas para que novos investimentos fossem conquistados para atender mais pessoas”. A Chefe do Executivo se referiu às principais intervenções com investimentos públicos na área de mobilidade urbana, saneamento básico, saúde, educação, asfalto e moradia.

Leia mais:  Pena maior para calúnia pode ser vetada, diz Bolsonaro

Lucimar Campos ponderou ainda que tem sido procurada por muitos empresários e industriais interessados em investir em Várzea Grande.

A rede varejista nacional que fatura cerca de R$ 20 bilhões por ano, está em fase de prospecto desde sábado, 06 de julho, e espera até final de agosto selecionar a equipe de trabalho e treiná-la. “Nosso diferencial das demais empresas de varejo é que trabalhamos com plataforma on-line em todo o país. Vendemos não somente móveis e eletrodomésticos, mas todo tipo de produto, como alimentos, decoração, etc. E, o preço é o mesmo para o consumidor de qualquer estado do país graças aos Centros de Distribuição de Grande Porte que possuímos instalados em cada estado que atuamos. Com isso, o várzea-grandense também poderá comprar on-line e retirar na loja física”, garantiu o gerente.

A primeira loja será localizada na Avenida Couto Magalhães, nº 2.383 e terá aproximadamente 730m², já a segunda está sendo analisada a perspectiva que deverá ser no Várzea Grande Shopping.

MAGAZINE LUIZA: Com mais de 30 mil funcionários, o Magazine Luiza possui mais de 950 lojas, está presente em 16 estados do país e seu modelo de negócio hoje se caracteriza como uma plataforma digital com pontos físicos.

Sua operação de e-commerce ganhou 12 vezes o troféu Diamante no Prêmio Excelência em Qualidade Comércio Eletrônico – B2C.

Desde janeiro de 2016, seu presidente é Frederico Trajano, de 41 anos, filho de Luiza Helena Trajano, sobrinha da fundadora da empresa, Luiza Trajano Donato. Sua gestão foi a responsável pela transformação digital da companhia.

No ano de 2017, a companhia teve seu melhor resultado da história, com lucro líquido de R$ 389 milhões, um aumento de 300% comparado ao ano anterior. Nesse ano, suas vendas totalizaram R$ 14,4 bilhões.

Em dezembro de 2018, o Magazine Luiza ganhou o prêmio Caboré, considerado o maior prêmio da propaganda brasileira, na categoria Anunciante.

Em 29 de abril de 2019 o grupo Magazine Luiza S/A confirmou que comprou o comércio eletrônico de artigos esportivos NetShoes da empresa NS2 Com Internet SA.

Em 14 de Junho de 2019 é confirmado a compra da Netshoes por US$ 3,70 por ação, ou cerca de US$ 114,9 milhões com o apoio de 90,32% dos acionistas.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Mães menores de idade já podem pedir auxílio emergencial

Publicado

por

As mães com menos de 18 anos podem pedir o auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras). A novidade está disponível na 16ª versão do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, que está sendo liberada hoje pela Caixa Econômica Federal.

 

Incluída pelo Congresso durante a tramitação da medida provisória que instituiu o benefício, a extensão do auxílio emergencial para mães menores de idade havia sido sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no último dia 15. O cadastro no auxílio emergencial pode ser pedido até 3 de junho.

 

A vice-presidente de Tecnologia da Caixa, Tatiana Thomé, explicou como funcionará a novidade em entrevista coletiva hoje à tarde. A mãe menor de idade precisa cadastrar pelo menos dois membros da família (ela própria mais um filho, no mínimo). Caso a adolescente pertença a uma família maior, com algum membro que tenha se cadastrado no auxílio emergencial, precisará fazer o cadastro compatível com o do outro membro da família.

 

Mães grávidas não poderão fazer o cadastro porque o aplicativo pedirá o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do filho. O processo se dará de forma igual ao dos demais cadastramentos. Ao entrar no aplicativo, a mãe digitará nome completo, número do CPF, nome da mãe e data de nascimento, conforme constam nos cadastros da Receita Federal. O aplicativo oferece a opção “mãe desconhecida”, caso a requerente não conheça a mãe.

Leia mais:  Corretor de imóveis e auxiliar de estoque estão entre as vagas ofertadas pelo Sine; confira

 

Finalizado o cadastro, os dados serão enviados à Dataprev, empresa estatal de tecnologia, que comparará as informações prestadas com as 17 bases de dados disponíveis para ver se o requerente cumpre as condições da lei para receber o auxílio emergencial. A usuária poderá acompanhar, no próprio aplicativo, se o benefício foi aprovado, negado ou se o cadastro foi considerado inconclusivo (quando as informações prestadas não conferem com os bancos de dados do governo).

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana