conecte-se conosco


Polícia

DERF Cuiabá intensifica combate a associações criminosas e avança em número de prisões, inquéritos e operações deflagradas

Publicado

Com foco na repressão qualificada e desmantelamento de associações criminosas que agem em delitos patrimoniais, a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) da Polícia Judiciária Civil de Cuiabá encerra o segundo semestre com incremento de 900% em operações deflagradas e de 38% no número de prisões.

Os resultados decorrem do esforço conjunto entre as equipes da unidade (operacional e de inteligência) em investigações diversas de furtos e roubos, e na elucidação de casos mais complexos, em que foram priorizadas ocorrências que envolvam grave violência ou restrição à liberdade das vítimas.

O delegado Fabiano Pitoscia assumiu a titularidade da Derf Cuiabá em julho deste ano e de imediato implementou uma nova metodologia de trabalho, objetivando desarticular associações criminosas que praticavam crimes contra o patrimônio, mais, especificamente, o crime de roubo com restrição a liberdade das vítimas, seja em residências ou em estabelecimentos comerciais.

No segundo de 2018 foram deflagradas 10 operações pela Derf e presos 189 suspeitos pela Especializada. O número de prisões, 189 criminosos, representa 38,97% de avanço se comparado com o mesmo período de 2017.

“Acreditamos que o diferencial da unidade neste ano foi priorizar as investigações envolvendo associações criminosas. Isso fez com que tivéssemos maior êxito na identificação – e consequentemente prisão de um número maior de criminosos. (…) Para exemplificar, em uma única operação foram presas mais de 20 pessoas”, explica Pitoscia.

Delegado Fabiano Pitoscia. Foto: Asscom-PJC-MT

O delegado esclarece que com a nova metodologia de trabalho na unidade, os crimes de roubo simples e de furto não deixaram de ser combatidos com rigor, mas que a priorização investigativa no desmantelamento das quadrilhas acaba por refletir em uma redução da criminalidade em suas diversas modalidades.

“O trabalho de inteligência policial se mostrou fundamental para o êxito das ações. Esses grupos criminosos possuem grau de organização diferenciado e atuação em crimes mais complexos. (…) Em consequência, nosso Núcleo de Inteligência passou a ser mais acionado para respaldar as investigações em andamento. O foco nesse trabalho fez com que conseguíssemos ‘acelerar’ a identificação dos criminosos, e, por consequência, realizar as prisões”, afirma.

Leia mais:  Polícia Civil prende integrantes de quadrilha de furto de gado em Barra do Garças

Números

As investigações conduzidas pela Derf Cuiabá tiveram incremento de 47% em representações (cautelares) ao Judiciário. No período avaliado (julho a novembro) também houve crescimento de 11 % no número de inquéritos policiais instaurados (portaria) e 13% nos inquéritos resultantes de prisões em flagrante.

Os dados também apontam que as investigações estão alcançando maior eficácia na unidade. Houve ascensão no número de inquéritos policiais com autoria delitiva conhecida (mais de 31% de crescimento).

Operações

De julho a novembro foram realizadas pela Derf da Capital importantes operações como TNT, Cavalo de Tróia, Stoken Valir, “Maníaco da Garrafada” (Boa noite Cinderela), Raptor, Demarch, Raptor 2, Olmedo e Rompimento.

Destaque no período avaliado, a operação TNT, deu cumprimento (em julho) a 33 ordens judiciais – 21 mandados de prisão temporária e 12 mandados de busca e apreensão – nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande. O foco foi desarticular uma organização criminosa que agia em roubos de cargas de transportadoras.

Com repercussão nacional, a operação “Maníaco da Garrafada / Boa noite Cinderela” causou grande comoção social em outubro deste ano. A unidade cumpriu mandado de prisão contra Francisco Djalma Francioni, 67, suspeito de ofertar substância que causava internação em UTI (mais de 20 casos) e até mesmo a morte de pessoas (03 confirmações), em vários estados brasileiros, a quem ele prometia a cura de doenças, incluindo o câncer.

O mês de setembro contou com duas importantes operações com foco na desarticulação de associações criminosas. A operação Raptor desmantelou uma associação criminosa armada, composta por 17 pessoas (incluindo adolescentes), e que agia em roubos, tráfico, homicídios e latrocínios.

Leia mais:  Polícia Civil fecha laboratório e apreende farta documentação usada em crimes na região Araguaia

Já a operação Demarch prendeu 08 autores de roubo a eletrônicos, avaliados em R$ 500 mil, em um hipermercado localizado na Avenida Fernando Correa, em Cuiabá.

Melhorias / estrutura

Na Delegacia, no segundo semestre, também foram implementadas ações buscando a reestruturação física da unidade, sob iniciativa do delegado Fabiano Pitoscia.

Foram feitas melhorias na segurança predial, instalação do sistema de monitoramento com quinze câmeras externas; consertos e revitalização de toda iluminação externa da unidade, com acionamento por fotocélulas (resultando em maior economia energética) e troca da iluminação dos postes do pátio. Também foi realizada individualização da recepção, climatizando-a; reparos nas grades laterais e porta frontal e climatização do setor de elaboração do boletim de ocorrência; além de identificação das salas com plaquetas por setores.

Objetivos

Em 2019, segundo o delegado titular, a Derf deve consolidar a metodologia de trabalho implementada no segundo semestre de 2018. “Seguiremos com objetivos claros para número de prisões e procedimentos concluídos, além de representações, etc. É preciso seguir com propósito definido para que possamos, a depender de nosso empenho, alcançar e até mesmo superar os nossos objetivos”.

Reconhecimento

No começo do mês de dezembro, mais de 80 policiais civis, entre delegados, escrivães e investigadores, lotados na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá foram homenageados com Moção de Aplausos, concedida pela Câmara de Vereadores da Capital.

A honraria foi entregue em reconhecimento aos esforços para a segurança da população cuiabana. “Os resultados foram alcançados através da unidade dos trabalhos das equipes de investigadores e escrivães, coordenadas pelos delegados Fabiano Pitoscia, Mariel Antoninni Dias, Eduardo Rizzotto de Carvalho, Diego Alex Martiminiano, Marcos Sampaio e José Ricardo Garcia Bruno. (Saiba mais: http://www.pjc.mt.gov.br/noticia.php?id=19154)

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

PRF prende condutor alcoolizado em Cuiabá/MT

Publicado

Central de Comando e Controle recebeu denúncia de usuários e repassou informações para equipe de plantão
Um homem, de 39 anos, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao ser flagrado dirigindo um caminhão sob influência de álcool, na noite de domingo (09), em Cuiabá.

Por volta de 20h49, a equipe que fiscalizava na BR-364, recebeu informação, através da Central de Comando e Controle, sobre usuários relatando que um veículo Daf/XF105 FTS 460a, de cor amarela e placas de Bom Princípio/RS, era conduzido por um homem alcoolizado.

A equipe localizou o caminhão e submeteu o condutor ao teste do etilômetro que resultou em 1,22 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Valores a partir de 0,34 mg/L configuram crime de trânsito.

O veículo foi recolhido ao pátio contratado, sendo a ocorrência encaminhada para a Polícia Civil.

Destaca-se a importância em comunicar o 191, sempre que o usuário presenciar atitudes imprudentes. Devido a esse tipo de denúncia que a PRF conseguiu intervir no trânsito de um veículo conduzido por motorista embriagado, evitando acidentes e resguardando a vida do próprio motorista e de terceiros.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre 10 mandados em investigações de homicídios na região metropolitana

SECOM PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana