conecte-se conosco


Política

Deputado Max Russi apresenta resultados expressivos em primeiro mandato

Publicado

Deputado teve expressiva atuação como gestor da Setas-MT

Foto: JOSÉ MARQUES / ASSESSORIA DE GABINETE

A atuação de Max Russi  (PSB), em seu primeiro mandato como deputado estadual, rendeu palpável reconhecimento. Com um trabalho, caracterizado principalmente pela aplicação de políticas sociais, o parlamentar operou em todas as frentes. Reeleito em  segundo pleito com 35042 mil votos válidos, ele foi o que mais cresceu em número de votos no Mato Grosso , se consagrando como o terceiro mais votado no Estado.

Em quase quatro anos de gestão, Russi atuou em diversos segmentos, seja no  Legislativo, quanto no Executivo. Indicações e projetos de lei não ficaram de lado, mesmo em sua constante performance, frente a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas/MT). Quando gestor, foi o idealizador do Pró-Família, que utiliza  recursos do Fundo Estadual de Erradicação da Pobreza, levando renda e cursos profissionalizantes a mais de 22 mil famílias em 140 municípios.

“Lá tive a oportunidade de trabalhar mais pelo social, facilitar e dar oportunidade a muitas pessoas, que não tiveram. Temos muitas famílias, em nosso estado, ainda vivendo abaixo da linha da pobreza. Demos esse pontapé inicial e creio que o próximo governo dará continuidade em todo esse trabalho. Estaremos acompanhando, disponíveis para contribuir”, assegurou.

No mesmo período, Max Russi também foi um dos articuladores para a construção e ampliação de unidades “Ganha Tempo”, já inauguradas e oferecendo diversos serviços em municípios como:  Rondonópolis, Cuiabá, Sorriso, Barra do Garças, Cáceres, Lucas do Rio Verde e Várzea Grande.

Casa Civil

O deputado Max Russi também teve expressivas ações frente a chefia da Casa Civil. Antes de retomar os trabalhos na Assembleia Legislativa, no início de 2018, o parlamentar desempenhou a função de principal interlocutor entre prefeitos, sindicatos e entidades.

Leia mais:  Alterações no CPP são discutidas hoje, às 19h, em audiência pública

“Com essa experiência e bagagem política, pude contribuir muito com o meu Estado, onde também tive contato direto com os municípios. Ali pude participar ativamente das negociações, de suma importância para Mato Grosso”, relembrou.

Vale do São Lourenço

Foram mais de R$ 6 milhões em emendas e articulações só em Jaciara. Para o Vale do São Lourenço, em recursos aportados para a Educação foram mais de R$ 4,5 milhões.

Dentro desse contexto estão contabilizadas melhorias, como reformas estruturais nas escolas, construção de duas quadras poliesportivas cobertas, sendo uma em Juscimeira, climatização das salas de aula da Escola São Francisco, retomada das obras da escola modelo do Distrito de Celma, além do incentivo em projetos educacionais, dentre outros.

Também no pacote das principais ações, aparelhamentos estruturais, como a aquisição de ambulâncias, carros para a saúde, melhoria no repasse estadual  para o Hospital Municipal, aumento do efetivo da Segurança Pública, incluindo caminhão bomba novo para a Companhia de Bombeiros Militar e nova sede para Delegacia da Polícia Civil.

Na infraestrutura teve entrega casas, através dos kits construção, que também beneficiou famílias de São Pedro da Cipa. Já no ramo da  agricultura teve emenda para perfuração de poço artesiano no assentamento São Francisco, para compra de maquinário e refreadores de leite, com é o caso de Dom Aquino, e muitos outros trabalhos voltados ao homem do campo.

A reconstrução das rodovias estaduais MT- 344, que liga Jaciara a Dom Aquino, e MT-457 (estrada da Cachoeira) foram articulações do deputado Max Russi, junto ao Governo do Estado, assim como a redivisão territorial, ação ligada  ao Sindicato Rural de Jaciara, que redefiniu a área de território do município, aumentando em 40% a sua arrecadação.

Leia mais:  Caixa libera saque de R$ 500 do FGTS para 8,8 milhões nesta sexta

“O Vale do São Lourenço é onde eu tenho minhas empresas e família. O lugar onde teve início a minha trajetória política. Tenho esse compromisso com a região e pretendo trabalhar muito mais nessa próxima gestão”, garantiu.

Defesa dos animais

Projetos de lei, em prol da causa animal, compõe o campo de atuações do deputado Max Russi. A exemplo do PL n°10.552/2017, aprovado pela Assembleia Legislativa e sancionado pelo Governo do Estado.

Conforme a proposta, o período concentrado anualmente na semana que coincida ou anteceda o dia 4 de outubro, que é o Dia Internacional do Animal, passa a ser denominada “Semana de Conscientização e Proteção dos Direitos dos Animais”.

Outro projeto, aprovado pela Casa de Leis, propõe a proteção e destinação de animais resgatados, vítimas de abuso, maus-tratos, feridos ou mutilados. O objetivo é corrigir uma distorção na Lei Federal nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, que prevê, em seu  artigo 32, punições a quem pratica abuso, maus-tratos, ferimento ou mutilação de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. A alegação é de que a legislação federal não assegura o destino desse animal apreendido.

“Tenho um compromisso ainda maior de trabalhar por Mato Grosso. Trabalhei o meu primeiro mandato visitando e colhendo as demandas dos municípios, levando para a Assembleia, Governo do Estado. 2018 será um ano de bastante discussão do novo governo e vamos trabalhar para trazer a população para a discussão das pautas”, assegurou.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

UFMT aponta bairros que apresentam casos de Covid-19 em Cuiabá

Publicado

por

O levantamento mostra que a região do Condomínio Florais é que apresenta maior incidência, com três casos, seguido pelos bairros Jardim Vitória e Jardim Itália, com dois casos cada um.

Um estudo realizado pelo departamento de geografia da Universidade Federal de Mato Grosso traz o levantamento dos casos confirmados de coronavírus na capital e aponta os bairros de incidência. O levantamento mostra que a região do Condomínio Florais é que apresenta maior incidência, com três casos, seguido pelos bairros Jardim Vitória e Jardim Itália, com dois casos cada um.

Os outros bairros que estão no mapa e apresentam casos são: Paiaguás, Morada da Serra, Morada do Ouro, Bela Vista, Santa Cruz, Jardim Imperial, Boa Esperança, Santa Cruz, Jardim Leblon, Bandeirantes, Quilombo, Duque de Caxias, Santa Rosa e Centro-sul.

De acordo com o levantamento, a distribuição espacial da Covid-19 em Cuiabá repete o padrão de difusão vistos em outras grandes cidades do país: o vírus chega pelas pessoas que estiveram em viagem a outros países ou a outros estados brasileiros, e é transmitido aos familiares e amigos que convivem com os infectados.

Leia mais:  Alterações no CPP são discutidas hoje, às 19h, em audiência pública

Segundo o estudo, que é em parceria com Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, no município, como em outras localidades, a doença ainda tem atingido populações de áreas com renda média ou alta.

Há a preocupação de que o vírus passe a circular entre as pessoas de áreas socialmente desfavorecidas, onde muitas vezes o convívio, mesmo em período de isolamento social, é muito mais próximo devido a alta densidade demográfica destas localidades.

Segundo o estudo, em bairros de classe média, normalmente as casas são mais afastadas, com cômodos que permitem o isolamento da pessoa doente. Em muitas residências de áreas pobres não há cômodos que permitam o isolamento completo, o que facilita o contágio por parte daquelas pessoas residentes no mesmo local.

O levantamento mostra que na capital do estado há um crescimento médio diário de 25% do número de casos. O número passou de 5 para 25 casos em apenas 10 dias.No dia 31 de março eram 16 bairros com casos na cidade, e a maior parte das pessoas doentes não sabiam informar o contato de origem, ou seja, onde foi infectado. Esses casos são caracterizados como transmissão comunitária.

Leia mais:  “Cuiabá é uma cidade de todos”, ressalta Misael durante homenagem aos 300 anos na OAB

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana