conecte-se conosco


Política

Deputado e senadora visitam Exército e debatem segurança na fronteira

Publicado

Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Silvio Fávero e a senadora Selma Arruda, ambos do PSL, estiveram na 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, sob o comando do general Fernando Dias Herzer, para tratar de assuntos pertinentes à segurança na faixa de fronteira de Mato Grosso. O objetivo da reunião, realizada nessa segunda-feira (11), é encontrar mecanismos que colaborem com a redução de crimes fronteiriços, transnacionais, além de aumentar a presença do Estado Brasileiro nas regiões que apresentam alto índice de criminalidade. São 980 quilômetros de faixa de fronteira entre Mato Grosso e Bolívia, monitorados constantemente.

Segundo o general Dias, a atuação conjunta com as polícias civil e militar é primordial para que a ação de combate na fronteira obtenha êxito. “Dê-nos uma missão e com certeza iremos cumprí-la. Para isso, contamos com todo um aparato tecnológico, aparelhos de ponta e inclusive aguardamos a chegada de mais equipamentos até o final do segundo semestre de 2019, para que as operações tenham retorno positivo. Além disso, a parceria com as polícias Civil e Militar é fundamental para que nosso objetivo seja alcançado”, enfatizou.

Leia mais:  Memórias do Legislativo Cuiabano: Os discursos dos novos presidentes

Enquanto representante da Assembleia Legislativa, o deputado Silvio colocou-se à disposição para contribuir no que compete a esfera estadual, considerando que o combate ao crime na fronteira depende, também, da atuação das polícias civil e militar. Segundo Fávero, a aplicação de políticas públicas voltadas à educação e o social, o que inclui a geração de emprego e renda, é primordial para que o índice de desemprego em Mato Grosso diminua e automaticamente diminua também os crimes.

Ainda de acordo com deputado, o não atendimento de direitos sociais por parte do Estado, a sensação de impunidade, as dificuldades de acesso à Justiça e a falta de equipamentos públicos necessários para tirar os jovens das ruas, são alguns pontos que contribuem para que o crime se seja cada vez mais frequente.

“Infelizmente, o desemprego gera um desequilíbrio social muito grande. O desemprego tem levado muita gente a cometer atos ilícitos e isso é extremamente preocupante. E o papel da Assembleia é justamente esse: criar mecanismos que promovam a qualidade de vida da população. A criminalidade no País se combate em conjunto de políticas públicas”, destacou Silvio Fávero.

Leia mais:  Sessão de Posse do Vereador Luís Cláudio nesta terça-feira

A senadora Selma também se colocou a disposição. “São 980 quilômetros de fronteira. Precisamos reforçar a segurança, porque o tráfico está passando solto e isso faz mal a nossa soberania. Mato Grosso era um corredor do tráfico e hoje se tornou consumidor. Isso é preocupante e vamos combater”, enfatizou a senadora.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
publicidade

Política

João Batista apresenta requerimento em defesa dos serviços públicos

Publicado

por

Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual João Batista (Pros), considerado o porta voz do funcionalismo público dentro da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), apresentou durante a sessão vespertina desta última terça-feira (19), a criação da “Frente Parlamentar em Defesa dos Serviços Públicos”, criado em parceria com o Fórum Sindical, a proposição já conta com a assinatura de 10 deputados e entra na pauta dos trabalhos legislativos.

De acordo com o parlamentar, durante sua fala na tribuna, é preciso que os servidores públicos participem das discussões e sejam incluídos nas tomadas de decisões. “A luta do atual governo para retirada de direitos dos trabalhadores do serviço público é clara, taxando, de um modo geral, o servidor como principal vilão do déficit registrado dentro do orçamento do Estado de Mato Grosso”, disse o deputado.

Batista expôs ainda um rombo no valor de quase R$ 4 bi, que seriam oriundos de renúncia fiscal, onde o Estado abre mão de receita. “São situações como esta que acaba precarizando a prestação de serviços públicos de qualidade para a sociedade”.

Leia mais:  Misael Galvão elogia transparência da gestão Justino Malheiros

De acordo com a proposição, a Frente Parlamentar irá debater temas como o plano de saúde ofertado aos servidores públicos (MT Saúde), avaliar e discutir com os setores da Segurança Pública e Educação. “O Poder Executivo afirma existir excesso de funcionários públicos, mas só para exemplificar, existe um déficit no batalhão da Polícia Militar de cerca de 3000 trabalhadores e na educação, quase 50% dos professores são contratados temporariamente”.

“Iremos também assegurar a discussão das diretrizes do Plano de Cargos e Carreiras e Salários (PCCS) de cada categoria, inclusive matérias orçamentárias. Assegurando o planejamento de pautas e reivindicações junto ao Fórum Sindical”, finalizou o deputado.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana