conecte-se conosco


Política

Deputado Claudinei levanta as principais demandas da Unemat de Rondonópolis

Publicado


Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

A secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciti) de Rondonópolis, Neiva Terezinha de Cól, apresentou ao deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), no dia 7 de outubro, um panorama dos principais projetos desenvolvidos, o processo construtivo da nova sede da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) no município e as principais necessidades para oferecer mais cursos e incrementos na área da educação à população rondonopolitana e região.

Inicialmente, Neiva esclareceu que a Seciti também possui departamentos pertencentes às secretarias de Educação, Assistência Social e de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Rondonópolis. Ela acrescenta que cada setor tem as suas responsabilidades e que para a execução dos cursos oferecidos pela Unemat contaram com parcerias e termos de convênios firmados. “Hoje, temos 14 turmas conveniadas com o município e oito cursos sendo implantados em Rondonópolis”, explica.

Estrutura

Na oportunidade, a secretária mostrou ao deputado o andamento das obras da nova sede da Unemat. “Temos toda a parte de estruturação física. Não queremos parar por aí, queremos buscar por mais cursos. Nós temos os laboratórios, salas para o desenvolvimento de projetos, informática. Um dos nossos objetivos é também incentivar a formação profissional nas áreas de costura e de panificação”, comenta.

Leia mais:  Moro diz que prisão em segunda instância é imprescindível

Ela abordou sobre o programa que promove projetos inovadores que chegou a ter investimentos, mas a pandemia de covid-19 não permitiu a implantação de ações e que há planos para que, ainda este ano, sejam iniciados os trabalhos. Também, discutiu sobre a Feira de Ciência que envolve a participação de estudantes de escolas municipais, estaduais e de nível superior, como, também, de profissionais da iniciativa privada que desejam apresentar projetos.

Outro aspecto que Neiva expôs ao deputado foi a qualificação profissional ser um dos propósitos da Seciti para garantir o devido encaminhamento ao mercado de trabalho, em que frisou sobre o Ministério do Trabalho ter favorecido a atuação de 23 jovens nas secretarias da gestão municipal. “Esse é um presente legal que recebemos do Ministério do Trabalho. Como eles estão atuando com algumas empresas que precisam contratar o jovem aprendiz, mas não conseguem acomodar dentro do espaço, eles disponibilizaram em parceria com o município ou estado esses jovens”, salientou.

Investimentos

Investimentos de mais cursos para a Unemat é um dos interesses apontados por Neiva. Ela conta que toda a parte de estruturação física da instituição teve com a iniciativa da gestão municipal com o envolvimento de cinco empresas privadas. “Não fomos nós que construímos os prédios, fizemos as articulações com as empresas. São blocos de salas de aulas, administrativos, auditório, refeitório, laboratórios voltados para área da saúde”, detalhou.

Leia mais:  TCE-MT determina suspensão cautelar de processo licitatório para contratação de empresa

Com a vontade de ampliar os cursos, o deputado Claudinei se dispôs a verificar a possibilidade de apoiar com emendas parlamentares no próximo ano. Com isso, a secretária adiantou que um dos cursos de interesse seria de enfermagem, fisioterapia, química. Também, colocou que uma emenda para a construção de laboratório de robótica dentro do Centro Tecnológico seria de suma relevância.

“As emendas parlamentares desse ano já foram fechadas. Esse encontro foi bastante produtivo e nos permitiu ver a realidade e os propósitos da Secretaria e vamos querer somar no próximo ano, com emendas. Vamos avaliar tudo que nos foi passado e sabemos que o que for decidido vai favorecer toda a população e região”, posicionou Claudinei.  

Neiva adiantou que as obras do campus da Unemat têm a previsão de finalizar no final deste ano. “Quanto mais apoio tivermos, melhor ainda, e quem ganha é o município e muito mais a população que vai receber o serviço”, concluiu.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

Política

CST da Juventude é instalada pela Assembleia

Publicado


Foto: Ronaldo Mazza

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso instalou na tarde desta segunda-feira (6) a Câmara Setorial Temática (CST) da Juventude. Participaram da reunião os deputados Lúdio Cabral (PT) e Wilson Santos (PSDB), autores do requerimento de criação da CST, além de membros da nova câmara temática, entre eles representantes de partidos, secretarias de estado, conselhos estaduais e outras organizações.

“O objetivo da CST é discutir, avaliar, acompanhar e fomentar políticas públicas para juventudes do estado de Mato Grosso”, resumiu Lúdio Cabral. A presidência será exercida por Daniel Vitor Pereira de Abreu, que também é presidente do Conselho Estadual da Juventude. “É um momento muito importante para nós. A juventude precisa de espaços institucionais. Queremos ampliar o diálogo e ser um instrumento que chegue a toda a juventude, inclusive a grupos como povos indígenas, ciganos, jovens do interior”, destacou Daniel de Abreu.

“Fazemos parte de um segmento que está sempre lutando por direitos. Historicamente, os jovens fazem a diferença na sociedade brasileira. Para a instalação da Assembleia Constituinte, em 1986 jovens como nós fomos às ruas, mobilizamos caravanas. Em 1992, nós voltamos às ruas pelo impeachment do ex-presidente [Fernando] Collor e ficamos conhecidos mundialmente como caras pintadas”, ressaltou o relator da comissão, Gabriel Guilherme Oliveira Veloso.

Leia mais:  Botelho destaca votação de vetos e projeto do Condeprodemat

Membros da CST também se manifestaram e introduziram pautas importantes para a juventude, como assistência estudantil, educação no campo e mortalidade de jovens negros. “O fechamento de escolas do campo é um cerceamento do direito à educação”, protestou Amanda Souza, da União Estadual dos Estudantes. “A juventude negra morre mais e também tem dificuldade de acesso à saúde, saneamento básico, internet”, disse Manoel Francisco da Silva Junior, do Centro Nacional da Cidadania Negra. 

O representante da Secretaria Estadual de Saúde, Aparecido Cavalcante, ainda argumentou que o estado precisa realizar novos concursos para dar emprego e renda para os jovens, que podem contribuir para Mato Grosso dentro dos órgãos públicos. O presidente da CST também defendeu a importância da criação de um plano estadual da juventude. “Vários estados vem revolucionando e aprovando seus planos da juventude”, lembra Daniel de Abreu. Ele disse ter como objetivo a elaboração de um plano que contempla jovens de todos os grupos, que possa ser aprovado pela Assembleia Legislativa após muita discussão com diferentes segmentos.

Leia mais:  TCE-MT determina suspensão cautelar de processo licitatório para contratação de empresa

Já o deputado Wilson Santos falou sobre a necessidade de o estado oferecer educação de qualidade para a juventude de Mato Grosso. O parlamentar lembrou que a educação básica é fundamental para o acesso à universidade. O cronograma de trabalho aprovado durante a reunião de instalação da CST da Juventude prevê a realização de 11 reuniões entre fevereiro e o fim do julho de 2022. A câmara temática tem o prazo de 180 dias para ser concluída e pode ser prorrogada pelo mesmo período.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana