conecte-se conosco


Cidades

DEM e MDB dividem domínio no Estado

Publicado

Seguindo a tradição em Mato Grosso, de que o partido do governador sempre é o que mais elege prefeitos, o Democratas (DEM) terminou as eleições municipais deste ano com 25 candidatos vitoriosos. Um aumento de 200%, já que em 2016 a sigla havia vencido em apenas 8 municípios.

 

O levantamento é do portal Uol, que também traz o MDB em segundo lugar, com 22 prefeitos eleitos, podendo chegar a 23, caso Emanuel Pinheiro (MDB) vença o 2º turno das eleições em Cuiabá. Apesar disso, o MDB leva vantagem se levar em consideração os 10 principais municípios do Estado. O MDB venceu em Várzea Grande, com Kalil Baracat e Primavera do Leste, com Léo Bortolin. Já o DEM não elegeu em nenhuma das maiores cidades.

 

O PSB conseguiu eleger 13 prefeitos, seguido do PSDB com 11, PSD com 10, PP com 9, e PDT, PL e SD com 8 conquistas cada. Destaque para o PSDB, que perdeu 27 prefeitos em relação à 2016, quando comandava o governo do Estado com Pedro Taques.

Leia mais:  Prefeitura de Cuiabá lança programa para climatizar 100% de todas as salas de aula da rede municipal de Ensino

 

Mesmo assim, os tucanos venceram em duas das 10 principais cidades do Estado: Sorriso e Tangará da Serra. O PSB elegeu em Cáceres, PSD em Barra do Garças, e SD em Rondonópolis com José Carlos do Pátio.

 

O Podemos e o Republicanos elegeram 5 prefeitos cada. Destaque para Sinop, que elegeu Roberto Dorner, do Republicanos. Já o Podemos poderá eleger o prefeito da Capital, já que tem Abílio Júnior na disputa do segundo turno.

 

O Patriota (Patri) e o PSL conquistaram 4 prefeituras cada. PSC e PTB elegeram dois prefeitos cada, e Cidadania, Pros, PRTB e PT, um prefeito cada. No entanto, o Cidadania venceu em Lucas do Rio Verde, um dos principais municípios do Estado.

Porcentagem da população

Estes números apontam que o MDB será responsável por administrar 16,62% da população mato-grossense. Já o DEM ficará com 9,72%, PSDB com 9,22%, SD 9,02%, PSB 6,41%, Republicanos 6,03%, PSD 4,17%, PDT 4,02%, PSL 3,17%, Podemos 2,72%, PL 2,62%, PP 2,44%, Cidadania 1,92%, Patri 1,72%, PSC 1,21%, PTB 0,68%, PRTB 0,35%, PT 0,25% e Pros 0,08%.

Leia mais:  Prefeito cumpre compromisso e lança obra de 5,6 km de asfalto no bairro Dom Bosco

 

Vereadores
Já em relação aos vereadores, o DEM também lidera com 201 eleitos em todo Estado. O MDB elegeu 181 parlamentares municipais. Em 3º lugar está o PSB, com 141, e PP com 101 vereadores. A estatística geral das eleições no país deverá ser disponibilizada ainda nesta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Prefeito lamenta morte de servidor da Secretaria Municipal de Saúde

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Prefeitura de Cuiabá lança programa para climatizar 100% das salas de aula da rede municipal de Ensino

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana