conecte-se conosco


Carros e Motos

DeLorean DMC-12 elétrico faz drift sozinho; confira o vídeo

Publicado

Motor Show

DeLorean arrow-options
Divulgação

DeLorean DMC-12 ficou popular pelos filmes da série ‘De Volta para o Futuro’

Já não é novidade falar de direção autônoma. Mesmo assim, a Universidade de Stanford, na Califórnia, nos Estados Unidos, criou uma maneira (muito) interessante de “andar de lado”. O DeLorean DMC-12 , o carro do filme “ De Volta para o Futuro ”, batizado de Marty, recebeu dois motores elétricos, que oferecem 71,38 kgfm de toque, além de alguns softwares de controle impressionantes para deslizar esbanjando muita precisão e sem qualquer intervenção humana.

LEIA MAIS: Artista de rua faz grafiti em McLaren 720S de R$ 600 mil

Foram instaladas duas antenas de GPS para rastrear a localização e calcular a rota, além do exemplar 1981 também ganhar uma nova suspensão, freios maiores, uma gaiola de proteção e um conjunto de computadores instalados atrás dos bancos dianteiros.

LEIA MAIS: Estúdio de design mostra como será garagem da Tesla Cybertruck

O experimento foi realizado em velocidade de 50 km/h e “Marty” consegue fazer curvas de lado em torno de 40 graus. Segundo o engenheiro mecânico Chris Gerdes, o objetivo é de aprimorar como os carros autônomos lidam em situações perigosas, como superfícies escorregadias ou manobras de emergência.

Leia mais:  Kawasaki Versys 1000 Grand Tourer 2020 desafia a concorrência

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Laboratório afirma ter remédio contra Covid

Publicado

por

pcional e pode salvar vidas após ser aprovado pela agências reguladoras. Nós estamos trabalhando dia e noite para que esse produto seja aprovado e disponibilizado ao público”, disse Henry Ji em comunicado aos investidores.

Os testes foram conduzidos em laboratório, com o vírus in vitro. Agora, a Sorrento pretende pedir aos agentes reguladores da saúde nos Estados Unidos prioridade na liberação do medicamento, para que o remédio chegue o mais rápido possível à população.

De acordo com o laboratório, a fábrica em San Diego tem capacidade para produzir 200 mil doses do medicamento por mês. Antes mesmo da aprovação da droga, a Sorrento vai produzir 1 milhão de doses.

O anúncio foi bem recebido na bolsa Nasdaq, onde a empresa é listada. As ações da Sorrento estavam em alta de 161% na bolsa americana de tecnologia.

Comentários Facebook
Leia mais:  Elétrico JAC iEV40 vende mais que Toyota Prius em novembro
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana