conecte-se conosco


Política

Delegado Claudinei conhece políticas de assistência social do estado

Publicado

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), se reuniu com a secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc – MT), Rosamaria Ferreira de Carvalho, na tarde de terça-feira (7), buscando informações sobre os projetos em andamento e previstos e, principalmente, para tomar ciência da dinâmica de trabalho implantada pelo órgão público.

O parlamentar explicou que durante as visitas aos municípios de Mato Grosso, se depara com muitas solicitações relacionadas a área de assistência social. Diante desta questão, avaliou ser importante manter este contato com a secretária para compreender os fluxos aplicados pela gestão.

“Essa visita permitiu ter um panorama da gestão aplicada pela Secretaria. A secretária nos mostrou a situação financeira do estado e explicou os caminhos e trâmites legais para que algumas demandas que recebemos sejam conduzidas e atendidas. Um aspecto interessante, foi o cadastramento no site da Setasc,  de pessoas interessadas em receber algum benefício, como doação de alimentos e cobertores, por exemplo. Este órgão conta com importantes parceiros que vem a somar com o aspecto social”, comenta Claudinei.

Leia mais:  Câmara Municipal de Cuiabá recebe comenda da Itália

Rosimaria orienta que associações, instituições e organizações do terceiro setor (organizações de iniciativa privada, sem fins lucrativos e que prestam serviços de caráter público) que tenham interesse em ser parcerias da Setasc, podem realizar o cadastro no site da pasta (http://www.setasc.mt.gov.br) que consta o edital de cadastramento para recebimento de doações e prêmios, como, também, formulário para o devido preenchimento.

Em relação a política pública de assistência social, a secretária explica que o estado exerce um papel de auxiliar os municípios a atenderem o que é imposto pela legislação vigente. Ela pontua que este aspecto difere da questão municipal. “Quem doa uma cesta básica é obrigação da normativa da política pública de assistência pública do município. Nós, damos o suporte para o município, como o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)”, esclarece.

A Setasc passou por uma restruturação neste novo governo. A pastatem a visão de implantar na rotina as políticas públicas de assistência social e não de assistencialismo, que é temporário e feito pelo município, conforme explica Rosamaria. “Quando entramos nesta secretaria, reformamos toda a sua essência. Passamos de três para sete adjuntas, hoje contamos com direitos humanos e do consumidor, políticas de trabalho, de emprego, de assistência social, de cidadania e projetos estratégicos”, pontua a secretária.

Leia mais:  Bolsonaro exonera secretário especial da Cultura, Roberto Alvim

Na reunião também foi discutido o mutirão para emissão de documentos e outros serviços que a Setasc realiza nos municípios, oportunidades para mulheres que cumprem medidas sócio educativas, cursos de capacitação, doações de alimentos, entre outras importantes atividades que beneficiam pessoas em estado de vulnerabilidade.

Comentários Facebook
publicidade

Política

HMC fecha trimestre com 6,3 mil atendimentos de urgência e 100% de ocupação das UTIs, 60% são do interior do Estado

Publicado

por

Segundo secretário de Saúde, não fosse o HMC sistema já teria colapsado por conta da pademia

As ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) delineadas pela Prefeitura de Cuiabá fez com que o Hospital Municipal de Cuiabá – HMC, Dr. Leony Palma de Carvalho, que já era referência em atendimentos de média e alta complexidade para os 141 municípios de Mato Grosso, se tornasse a principal ‘fonte desafogadora’ do Sistema Único de Saúde – SUS mato-grossense no atendimentos à outras doenças.

Apenas nos meses de março, abril e maio o HMC atendeu 6.330 pessoas na urgência e emergência e fechou com 100% da capacidade de lotação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e ainda 2.098 cirurgias de média e grande complexidade. Os dados dão conta de que, no contexto geral, os atendimentos à pacientes de pessoas residentes de outros municípios do Estado chega a 60%.

Segundo o diretor geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECS) que administra o HMC, Alexandre Beloto a crescente se dá ao fato de a unidade está atuando em reforço à todas as medidas de enfrentamento a Covid-19, adotadas pelo prefeito.

Leia mais:  Lei garante vagas para filhos de mulheres vítimas de violência em MT

“Dentro do plano de enfrentamento ao novo vírus, o prefeito Emanuel Pinheiro optou por deixar o HMC como suporte às outras enfermidades para que os infectados pela Covid-19, não tenha contato contado com outros doentes. Embora nossa demanda tenha aumentado consideravelmente, pois estamos recebendo um percentual altíssimo de não residentes de Cuiabá, estamos, com muito esforço e dificuldade, mantendo o mesmo padrão de acolhimento humanizado que é premissa da gestão atual à todos que buscam nossos atendimentos”, enfatizou Beloto.

Esse desempenho, segundo o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho, aliado ás frentes de trabalho adotadas no combate à pandemia, incluindo o isolamento social, foram os responsáveis pelo não colapso do sistema de saúde até então.

“Esse é o maior reflexo de que Cuiabá sozinha acolhe a maior parcela dos enfermos do estado inteiro. Não fosse essa organização do prefeito Emanuel Pinheiro, a Capital, que já está penalizadas por esse acréscimos intenso nos atendimentos, e está atuando com pouco ou quase zero de respaldo do governo estadual, o sistema de saúde já teria colapsado. Esses números mostram que todos os esforços da gestão estão dando certo e vidas estão sendo salvas, mas, mostram também, que o governo de Mato Grosso precisa olhar com mais carinho para a Saúde, pois sozinha, Cuiabá não dará conta de 141 municípios. Os esforços precisam ser conjuntos, para juntos, saímos dessa pandemia com o menor impacto possível”, finalizou Pôssas.

Leia mais:  Bolsonaro exonera secretário especial da Cultura, Roberto Alvim

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana