conecte-se conosco


Polícia

Delegacias de Várzea Grande participam de ação social com 300 crianças

Publicado

Assessoria PJC | MT

O dia das crianças (12.10) contou com programação especial desenvolvida por quatro unidades da Polícia Judiciária Civil de Várzea Grande (Delegacia Regional, Central de Flagrantes, 1ª Delegacia e Delegacia de Roubos e Furtos – DERF-VG).

A ação arrecadou 872 brinquedos novos e outros 158 usados que foram distribuídos em festa com aproximadamente 300 crianças (e 200 adultos) que foi realizada na Colônia Bom Pastor, uma instituição filantrópica que desenvolve diversas ações sociais.

Além dos brinquedos distribuídos, as crianças tiveram acesso a diversas atrações infantis, como gincanas com o coyot show, radical slide, tobogã gigante, cama elástica e varal dos sonhos em pintura, e ainda um farto buffet gastronômico infantil.

As crianças, e os pais, também tiveram acesso aos serviços de estética corporal como cortes de cabelo, escova, penteados, maquiagem e manicure. Estas ações foram desenvolvidas em parceria com Denise Gomes – Clínica Biostética, Instituto Embelleze e Jessé Macedo Hair.

A delegada titular da DERF-VG, Elaine Fernandes da Silva, destacou o empenho coletivo para a realização do evento. “Agradeço imensamente a todos os policiais e parceiros que contribuíram de forma decisiva para a festa das crianças. A nossa profissão não faria sentido se não tivesse a possibilidade de fazer algo a mais pelo ser humano. Ver o sorriso no rosto das crianças faz ampliar os horizontes e fazer tudo valer a pena. É como se ainda tivesse jeito de mudar, de investir e de acreditar que o mundo não vai ser perfeito, mas, que as pessoas podem ser mais felizes”, afirma.

Leia mais:  Irmãos são presos em boca de fumo no bairro Pedregal

Iniciativa / parcerias

A ideia está inserida no rol de atividades do projeto Na Fita Certa (NFC), desenvolvido em abril deste ano pelos policiais da Derfv-VG, em parceria com a Secretaria de Educação e Esporte de Várzea Grande, Batalhão Ambiental, Guarda Municipal, Emeb Faustino Antônio e Colônia Bom Pastor.

As crianças e adolescentes atendidos pela iniciativa participam de atividades envolvendo futebol e também artes marciais no residencial Colinas Verdejantes.

Outras empresas se juntaram na iniciativa como parceiras: Marajá Refrigerantes, Superintendência de Esportes de Várzea Grande, Fiemt, Lojas Gazin, Sindmat, Águia Sul, Gercadi, Transeleri, MTU, acadêmicos do curso de direito da Univag e Iesmt, Ativa Log, Ivoglo Transportes, Alt Transportes, Serra diesel, Deycon Comércio e Representações Ltda e Master Pizza.

Participaram da organização do evento policiais da DERF- VG e da Delegacia Regional, trabalhadores da Colônia Bom Pastor, professores da Emeb Faustino Antônio e Superintendência de Esporte de Várzea Grande.

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Menino que sonha em ser policial civil ganha surpresa de policiais de Pontes e Lacerda

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana