conecte-se conosco


Polícia

Deddica prende homem soropositivo por estuprar, contaminar e engravidar garota de 14 anos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) prendeu nesta quinta-feira (20) o padrasto de uma adolescente de 14  anos, por estupro e engravidar a vítima que está no sétimo mês de gestação.  

O suspeito (E.C.S, 43 anos) foi preso no bairro Alvorada, no local de trabalho, após ter a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele é soropositivo e acabou contaminando a vítima, que era abusada desde os 12 anos de idade.

A comunicação do fato foi feita no dia 14 de dezembro, após a mãe desconfiar da gravidez da filha. Mas ela achava que era de um namorado da menina que ela teria no bairro.

A mãe levou a adolescente para exames na Policlínica, onde a enfermeira observou  uma alteração nos resultados. Um dos exames constatou que a menina era portadora do vírus HIV. A mãe chamou a menina para conversar e ela acabou confessando que mantinha relação com o padrasto  desde os 12 anos e que o filho que esperava era dele.

Leia mais:  Casal acusado de manter comércio de entorpecente é preso em Jaciara

Nem a mãe e a adolescente sabiam que o suspeito era soropositivo, o qual acabou confessando que era portador do vírus e que tinha encerrado o tratamento. Há mais de 1 ano ele vinha mantendo relação sexual com a filha da companheira.

A garota contou que a primeira vez que ocorreu o estupro foi em maio de 2017, momento que estava sozinho em casa com as irmãs. A garota revelou que desde que os abusos iniciaram o suspeito nunca usou preservativo.

A vítima de 14 anos tem duas  irmãs de 11 e 12 anos que serão submetidas a exame de corpo delito para

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia Civil apreende os quatro menores envolvidos em incêndio de viatura em Água Boa

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Os quatro adolescentes envolvidos no incêndio de uma viatura TrailBlazer do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), da Polícia Judiciária Civil, ocorrido na madrugada de sexta-feira (17.05) no município de Água Boa (730 km a Leste) foram apreendidos pelas forças integradas de Segurança Pública. O incêndio foi provocado por suposta represália da intensificação das ações policiais contra integrantes de facção criminosa na região.

Identificados nas imagens captadas pelas câmeras de segurança da Delegacia de Polícia de Água Boa, os menores foram detidos durante diligências ininterruptas realizadas pelas equipes da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, com apoio da Polícia Civil e Polícia Militar do Estado de Goias.

O primeiro menor, G.S.S. 17 anos, foi localizado poucas horas após o crime, na sexta-feira (17). Outros dois envolvidos, J.S.A. 17 anos e  J.A.L. 15 anos, ambos executores do incêndio, foram apreendidos na tarde de terça-feira (21) na cidade de Aragarças (GO). Já o quarto infrator, M.A.P.M., foi detido na manhã desta quarta-feira (22).

A Polícia civil de Água Boa autuou em flagrante os quatro, no ato infracional análogo aos crimes de associação criminosa majorada, ameaça, incêndio, dano ao patrimônio público e organização criminosa.

Leia mais:  Parceria com a França proporciona capacitação e troca de experiência no combate ao tráfico de drogas

O grupo de infrator já foi diversas vezes apreendido por praticar atos infracionais de tráfico de drogas, associação para o tráfico, roubo, furto qualificado mediante arrombamento, bem como integram uma facção criminosa instalada na região.

Conforme apurado, os suspeitos menores de idade foram abordados na quinta-feira (16), por suspeita de tráfico de drogas. Na ocasião não foram encontrados drogas, porém ao serem liberados os mesmos passaram a proferir ameaças aos policiais e seus familiares. Em razão da abordagem, na madrugada de sexta-feira, houve o incêndio da viatura policial.

Os trabalhos de buscas sequênciais que resultou na apreensão dos quatro menores contaram com apoio dos policiais civis e policiais militares do município de Aragarças, e dos policiais civis de Barra do Garças, Nova Xavantina, Canarana, da Diretoria de Inteligência (DI) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana