conecte-se conosco


Polícia

Deddica prende homem soropositivo por estuprar, contaminar e engravidar garota de 14 anos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) prendeu nesta quinta-feira (20) o padrasto de uma adolescente de 14  anos, por estupro e engravidar a vítima que está no sétimo mês de gestação.  

O suspeito (E.C.S, 43 anos) foi preso no bairro Alvorada, no local de trabalho, após ter a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele é soropositivo e acabou contaminando a vítima, que era abusada desde os 12 anos de idade.

A comunicação do fato foi feita no dia 14 de dezembro, após a mãe desconfiar da gravidez da filha. Mas ela achava que era de um namorado da menina que ela teria no bairro.

A mãe levou a adolescente para exames na Policlínica, onde a enfermeira observou  uma alteração nos resultados. Um dos exames constatou que a menina era portadora do vírus HIV. A mãe chamou a menina para conversar e ela acabou confessando que mantinha relação com o padrasto  desde os 12 anos e que o filho que esperava era dele.

Leia mais:  Polícia Civil prende autor de mais de 10 furtos em Confresa

Nem a mãe e a adolescente sabiam que o suspeito era soropositivo, o qual acabou confessando que era portador do vírus e que tinha encerrado o tratamento. Há mais de 1 ano ele vinha mantendo relação sexual com a filha da companheira.

A garota contou que a primeira vez que ocorreu o estupro foi em maio de 2017, momento que estava sozinho em casa com as irmãs. A garota revelou que desde que os abusos iniciaram o suspeito nunca usou preservativo.

A vítima de 14 anos tem duas  irmãs de 11 e 12 anos que serão submetidas a exame de corpo delito para

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Delegados de Mato Grosso ganham o maior salário do Brasil

Publicado

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) mostrou que os delegados de Mato Grosso são os que ganham o maior salário da categoria no país. O salário mensal de um delegado da Polícia Civil no estado é de R$ 24,5 mil.

Enquanto o salário dos delegados de Mato Grosso é o maior do país, o vencimento de escrivães e investigadores – as outras carreiras da Polícia Civil-, está bem longe do primeiro lugar.

Para os escrivães, profissionais responsáveis pelo registro de ocorrências e pela documentação das investigações, o salário é de R$ 5,5 mil, o 11º no ranking brasileiro.

Já para os investigadores, policiais que coletam provas sobre os crimes, localizam e interrogam suspeitos e mantém a segurança dos locais de investigação, o vencimento inicial é de R$ 5,5 mil, o 9º maior na comparação com o mesmo cargo em outros estados.

Dados da Polícia Civil mostram que no quarto trimestre de 2020 havia 400 cargos para delegados, porém, 158 estavam vagos. Já para escrivão de polícia, são 1,2 mil vagas, mas só 2.056 ocupados. E para investigador são 4 mil vagas, com 1.944 cargos vagos.

Leia mais:  Mulher grávida é presa por tráfico de drogas em Água Boa

Por ser uma carreira típica de Estado, ou seja, que não podem ser substituída por profissional contratado, os cargos da Polícia Civil só podem ser ocupados através de concurso público. No entanto, para conseguir benefícios com o governo federal durante a crise, o Estado se comprometeu a não criar novos gastos até 2022, o que incluem os concursos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana