conecte-se conosco


Cidades

Decoração externa do MISC é arrancada por vândalos e polícia deve ser acionada

Publicado

Parte das bandeiras coloridas que compunham a fachada do Museu de Imagem e do Som de Cuiabá (Misc), vem sendo arrancada por vândalos nas últimas semanas. A decoração, inspirada nas cores do arco-íris, faz referência à mostra de artistas LGBTQI+ “Viver é um Ato Político: Nossa Arte é Nossa Voz”, e estava instalada no edifício histórico desde o final de setembro, quando a exposição foi inaugurada.

De acordo com o diretor do Museu, Cristóvão Gonçalves, neste período ele e sua equipe chegaram a ser interpelados por cidadãos, que questionaram decoração. “Reparamos que as bandeiras das janelas mais baixas sumiram primeiro. Pensamos que seria acidente. Mas depois o mesmo aconteceu nas janelas mais altas”, diz.

Diante disso, a Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo garante que um boletim de ocorrências será registrado e que o caso deverá ser investigado pela Polícia. “Não podemos dizer o que motivou a ação. Contudo, a depredação do patrimônio público é crime e deve ser investigada pelas autoridades competentes”, explica o secretário adjunto de Cultura, Justino Astrevo.

Leia mais:  Edital do 1º Concurso Público da Assistência Social será publicado no dia 12 com 288 vagas

À época da abertura, o curador da mostra, Rodolfo Carli falou sobre a importância de realizar um evento do tipo, designando-o como fruto do trabalho de LGBT’s. “A questão é reforçar a existência desses cidadãos, que ainda vivem rodeados de preconceitos e desigualdade. Nós estamos aí no mercado, nas escolas, nos museus, nos teatros, repartições públicas, como todo mundo. O Intuito é incluir, não separar.”

A Prefeitura de Cuiabá reforça o repúdio a qualquer ato de intimidação, intolerância ou violência, praticado contra indivíduos ou grupos. Nesse contexto o Misc também destaca seu compromisso de abrigar as mais variadas formas de expressão, dando oportunidade para que diferentes artistas ocupem o espaço e promovam seus trabalhos.

Segundo Cristóvão isso é importante para que a população encontre esperança em momentos de polaridade. “Muitos LGBTQI+ estão sendo exterminados, mortos pelo preconceito, violência ou suicídio. Nosso papel é abrir este espaço para incentivá-los a resistir e pra que, a população que ainda têm ressalvas, possa conhecer sua produção. A ideia é que a sociedade reconheça esta contribuição para cultura regional”, finaliza.

Leia mais:  Creas Centro é a 7º unidade reformada e será principal casa de apoio à população de rua

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Creas Centro é a 7º unidade reformada e será principal casa de apoio à população de rua

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Evento reúne perto de 6 mil profissionais da Educação para formação e alinhamento

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana