conecte-se conosco


Educação

Cuiabá lança na próxima semana concurso para contratar 2 mil na Educação

Publicado

Inscrições devem começar já na próxima quarta-feira (10)

G1-MT

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos, foi entrevistado no quadro Papo das Seis desta terça-feira (2) no Bom dia Mato Grosso. Ele falou sobre os investimentos da prefeitura, construção de creches e escolas e problemas enfrentados na pasta.

O secretário disse que a Prefeitura de Cuiabá deve lançar, até a próxima terça-feira (9), um concurso voltado para a educação na capital mato-grossense. “Serão mais de 2 mil vagas de cargos efetivos para professor, vigilante, técnico em geral, merendeira, técnico de desenvolvimento infantil, engenheiros, advogados, contabilidade e outros”, declarou.

A expectativa é que um dia após o lançamento, no caso na próxima quarta-feira (10), as inscrições já sejam abertas. O secretário diz que vagas reservas serão abertas para atender a demanda do mesmo concurso público.

Comentários Facebook
Leia mais:  Professores param 1 dia em abril e definirão sobre greve geral em maio
publicidade

Educação

Mendes é hostilizado por grevistas durante visita à Chapada

Publicado

por

O governador Mauro Mendes (DEM) foi hostilizado por profissionais da Educação – que estão em greve há mais de 50 dias – durante passagem por Chapada dos Guimarães (a 65 km de Cuiabá), na manhã desta sexta-feira (19).

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o governador caminhando pela praça da cidade com a primeira-dama, Vírginia Mendes e o chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho enquanto os profissionais gritam palavras de ordem.

“Você é um imoral. Os deputados fizeram uma proposta, mas você não aceitou. Você cortou o nosso salário e ainda quer dividir. Cadê o que você cortou da gente?”, disse um servidor usando um alto-falante, enquanto os demais gritavam que “a greve continua”.

O governador se mostrou bastante tranquilo durante o protesto e até sorriu em algumas ocasiões.

Mauro foi até Chapada fazer uma visita técnica aos pontos turísticos da cidade. O Governo estuda a viabilidade da execução de projetos que fomentem o turismo e o desenvolvimento local.

A greve

Os servidores da Educação estão parados desde o dia 27 de maio e exigem, entre outras coisas, o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) e o cumprimento da lei da dobra salarial (aprovada em 2013), que dá direito a 7,69% a mais na remuneração, anualmente, durante 10 anos.

Leia mais:  Centro de Atendimento Anjos acolhe alunos e famílias com atendimento psicossocial

No último dia 10 de julho, a Assembleia Legislativa apresentou uma proposta ao Governo para pagar os 7,69% dividido em três parcelas.

A primeira seria de 2,6% a ser paga na folha salarial de agosto;  a segunda (2,6%) entraria na folha de novembro e a última (2,49%) em fevereiro do ano que vem.

O Governo, no entanto, não acatou a proposta alegando estouro da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) que estabelece o limite máximo de gastos com folha salarial em 49%. Mato Grosso já atinge 58,55%.

Outro lado 

A assesoria de imprensa do Governo do Estado informou que o governador Mauro Mendes não irá se manifestar sobre o episódio.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana