conecte-se conosco


Sem categoria

Cuiabá entrega uniformes escolares

Publicado

Alunos de unidades educacionais de Cuiabá vão receber seus uniformes escolares no retorno das férias, cumprindo assim mais uma etapa da entrega dos kits. Ao todo, a Prefeitura de Cuiabá já entregou, este ano, mais de 200 mil peças entre camisetas, shorts, shorts saias, tênis, sandálias e mochilas, de acordo com a idade da criança.

No Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Jornalista Paulo Leite, no bairro Jardim Vitória, Região Norte da Capital, no último sábado (13), uma festa julina com a presença de pais, professores e alunos marcou mais uma etapa da entrega dos Kits de uniformes escolares.

A festa contou com a presença do prefeito Emanuel Pinheiro e da secretaria-adjunta de Educação, Edilene de Souza Machado. Juntos eles entregaram 125 Kits completos.

João Carlos Figueiredo, representando a Associação de Pais e Mestres agradeceu ao prefeito pela entrega do Kit de uniforme escolar. Segundo ele, nunca a comunidade do Jardim Vitória, e bairros do entorno, foi tão valorizada como agora. “Agradecemos ao prefeito Emanuel Pinheiro os benefícios que estamos recebendo, como o asfalto e os uniformes. Agora sim, sentimos a presença da Prefeitura de Cuiabá em nossa comunidade. Este CMEI está mudando a vida do nosso bairro”, disse João Carlos, que tem um filho de três anos matriculado na unidade educacional.

Com essa entrega, a Secretaria Municipal de Educação (SME) concluiu mais uma etapa da ação. “O prefeito Emanuel Pinheiro sempre tem colocado o direito de igualdade e a humanização. Então, neste momento, as pessoas são todas iguais”, disse a secretaria-adjunta de Educação de Cuiabá, Edilene Machado, para quem a entrega do uniforme escolar é uma espécie de registro da criança. “Para nós, para o prefeito, é uma alegria muito grande estarmos entregando os uniformes em todos os CMEIs, creches e escolas do município. Estamos trabalhando para que 100% dos nossos alunos estejam uniformizados”, disse Edilene Machado.

Leia mais:  Aposentadoria tem novo cálculo a partir de hoje

A secretária-adjunta disse ainda que alguns problemas relacionados à numeração ou mesmo kits incompletos, estão sendo levados pelos gestores escolares ao conhecimento da secretaria e serão solucionados. “Os pais devem procurar os gestores escolares das unidades para que possamos fazer as adequações”, orientou Edilene Machado.

A coordenadora de Programas e Projetos da Secretaria de Educação e responsável pela distribuição dos kits, Jane Regina da Silva Costa disse que a secretaria está acompanhando de perto a distribuição. “A natureza do nosso trabalho é pedagógica. É compreensível que a condução dessa grande logística que envolve a distribuição dos kits para os nossos 53 mil alunos em 163 unidades escolares foi e está sendo um desafio. No final do ano passado as equipes gestoras fizeram um levantamento da numeração para que a fábrica pudesse confeccionar as peças que são entregues em lotes. Quando os lotes chegam as peças precisam ser separadas para serem encaminhadas às unidades escolares.  Mas, o compromisso do prefeito está sendo cumprida”, ressaltou Jane Regina.

No CMEI Jornalista Paulo Leite, ao lado da diretora Andressa Ourives, do vereador Adevair Cabral e lideranças comunitárias da região, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, disse mais uma vez que a entrega dos kits de uniformes é um dever do município. A ação era um compromisso feito com a população e a intenção é transformar o benefício em política municipal.

Ele agradeceu o empenho de todo corpo pedagógico, professores, cuidadores e outros profissionais da Educação, pela dedicação e disse que a gestão, vai trabalhar cada vez mais para dar atenção à população. “Essa é uma gestão humanizada, que promove a justiça e a inclusão social. É uma gestão que gosta de gente, gosta do povo e que valoriza e prioriza os mais carentes, pessoas que moram nos bairros mais distantes de Cuiabá”, destacou Emanuel Pinheiro.

Leia mais:  Veículo dos Correios e caminhão batem em rodovia de MT

O gestor lembrou que é o prefeito dos 700 mil cuiabanos e que dá atenção a todos, sobretudo aos mais necessitados, e o kit de uniforme escolar é o símbolo da dignidade, da igualdade, da segurança, da oportunidade, da justiça social e da inclusão. “A entrega desse uniforme acaba com a desigualdade, promove a igualdade e traz mais segurança”, destacou Emanuel Pinheiro, exemplificando que se uma criança do CMEI Paulo Leite se perde ou está na rua, se estiver uniformizada, será reconhecida como aluna do município.

O prefeito lembrou também que os alunos das escolas públicas são filhos de pais trabalhadores e assalariados e, às vezes, não sobra dinheiro para comprar uma roupa melhor e o uniforme acaba se tornando um complemento do vestuário no dia a dia da criança. “Enfim, o uniforme passa a ser roupa e calçado de uso contínuo ajudando muito na vida social das nossas crianças”, concluiu o chefe do Executivo.

Os kits de uniformes escolares contém, para os alunos da Educação Infantil (de 0 a 5 anos), 2 camisetas, 2 shorts ou shorts-saias, 1 par de tênis e uma mochila. Nessa faixa etária, os alunos do Berçário e Maternal (0 a 2 anos e 11 meses), recebem ao invés do tênis, a sandália.

Os alunos do 1º Ciclo (1º, 2º e 3º Anos), recebem 2 camisetas, 2 shorts ou shorts-saia e 1 par de tênis. Os alunos do 2º Ciclo (4º, 5º e 6º Anos), duas camisetas e dois shorts ou shorts-saias e os alunos do 3º Ciclo (7º, 8º e 9º anos) e alunos da Educação de Jovens e Adultos, 2 camisetas.

Comentários Facebook
publicidade

Sem categoria

Emanuel: Governador está equivocado; Prefeitura manda no comércio

Publicado

por

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que o governador Mauro Mendes (DEM) foi equivocado ao flexibilizar o funcionamento do comércio no Estado e disse que é a prefeitura quem ‘manda’ e determina o funcionamento do comércio no município.

As declarações foram feitas em live ao vivo nas redes sociais, na tarde desta sexta-feira (27).

“Quem disciplina a atividade econômica por força de lei é o município”, disse o prefeito.

Emanuel salientou ainda que o governador sequer conversou com ele ou com a prefeita Lucimar Campos (DEM), de Várzea Grande.

“Governador não conversou comigo e nem com Lucimar. Creio que ele foi equivocado e fiquei sabendo quando a decisão já havia sido tomada. Respeito o governador e o decreto dele, mas vai na contramão de todas as recomendações do Brasil e do mundo e isso me assustou bastante. Estamos tentando corrigir isso e a população cuiabana está entendendo isso”, disse Emanuel.

Segundo o prefeito, a população cuiabana tem seguido as orientações da prefeitura. Sobre a fiscalização, Pinheiro disse que a prefeitura vai priorizar pela orientação dos comerciantes, justamente por conta da confusão de decretos.

Leia mais:  Sonho da mãe, Servidora deixa meio político para se dedicar à arte sacra

“Orientar e não multar. As ruas permanecem vazias e os comércios permanecem fechados. Eu peço que as pessoas sigam as orientações da prefeitura. O funcionamento do comércio na cidade é de responsabilidade da prefeitura”, salientou o prefeito.

Veja a live

Emanuel explicou que a decisão do governador foi tão equivocada que levantou ‘imediatamente’ a reação de outros setores da sociedade, como dos ministérios públicos

Para ambos, a medida do Governo coloca a população em risco. Segundo o MP, caso as medidas de isolamento não sejam adotadas, cerca de 8 mil pessoas correm risco de vida no Estado.

RAUL BRADOCK/ RepórterMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana