conecte-se conosco


Tecnologia

Crise? Uber demite mais de 400 em segundo grande corte do ano

Publicado

source

IstoÉ Dinheiro

uber arrow-options
shutterstock

Uber registra prejuízo e faz segundo grande corte de funcionários no mundo

Há pouco mais de um mês, o Uber anunciou demissão de 400 funcionários de sua equipe de marketing como uma maneira de cortar custos. Agora, foi a vez das equipes de produtos e engenharia da empresa sofrerem cortes.

A empresa anunciou mais 435 cortes nestas áreas em um movimento que foi justificado em comunicado como “uma tentativa de encontrar eficiência e agilidade”. No total 170 funcionários do departamento de produtos da Uber foram embora junto com outros 265 engenheiros.

Motorista não é empregado da Uber segundo o STJ: saiba o porquê

Das demissões, 85% ocorreram nos Estados Unidos , 10% na região da Ásia e Pacífico enquanto os outros 5% dos cortes foram feitos na Europa, Oriente Médio e África. As informações são do site TechCrunch.

Para o portal de tecnologia, um porta-voz da Uber disse que as demissões chegam para melhorar o fluxo de trabalho diário, priorizando fortemente alta performance e agilidade. No momento contratações estão congeladas pela empresa, medida que está em efeito desde agosto.

Leia mais:  Saiba quais são os próximos recursos que serão liberados em breve pelo Whatsapp

Uber registra maior prejuízo da história no segundo trimestre

A política de corte de custos da Uber vem afetando desde o alto escalão da empresa até pequenos mimos, como o balão de aniversário que funcionários recebiam – agora prática banida. Além disso, funcionários vem sendo avisados para serem conscientes em seus gastos, seja na empresa ou em viagens a trabalho.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Publicado

por

source

Olhar Digital

Papa Francisco arrow-options
undefined

Papa Francisco se preocupa com a segurança digital de crianças


O Papa Francisco disse, nesta quinta-feira (14), que executivos e investidores de empresas de tecnologia devem ser responsabilizados caso coloquem o lucro à frente da proteção das crianças, o que inclui o acesso fácil à pornografia na internet. As informações são da Reuters .

O pontífice falou no início de uma conferência no Vaticano , intitulada ” Promovendo a Dignidade Infantil Digital “. A conferência reuniu empresas como Google , Apple , Facebook e Microsoft , além de grupos de proteção infantil, autoridades judiciais e da aplicação das leis. O evento contou também com a presença da rainha Silvia da Suécia, ativista de longa data dos direitos infantis.

Leia também: Vaticano lança rosário inteligente ativado com o sinal da cruz

“Empresas que oferecem serviços (de internet) se consideram há tempos meros fornecedores de plataformas tecnológicas, nem legal nem moralmente responsáveis pela maneira como elas são usadas”, disse Francisco. “Existe uma necessidade de fazer com que investidores e administradores continuem sendo responsabilizados, para que o bem de menores e da sociedade não seja sacrificado em prol do lucro.”

Leia mais:  Ovo bate recorde de Kylie Jenner e se torna foto mais curtida do Instagram

O Papa afirmou que a “experiência dolorosa e trágica” da Igreja com sua própria crise de abusos sexuais lhe deu a “tarefa de abordar essas questões com uma visão de longo prazo.” No mês passado, Reino Unido, Estados Unidos e Austrália pediram ao Facebook a suspensão de seus planos de criptografar seu serviço de mensagens, alegando que isso inibiria a luta contra o abuso infantil e o terrorismo.

Os abusadores estão cada vez mais usando aplicativos de mensagens para cultivar suas vítimas e trocar fotos e vídeos explícitos, e o número de imagens conhecidas de abuso sexual infantil disparou de milhares para dezenas de milhões em poucos anos.

Leia também: Papa Francisco apresenta app que permite aos fiéis mais jovens rezarem online

Citando estudos que mostram que a média de idade no primeiro acesso à pornografia digital é de 11 anos, o líder da Igreja Católica disse que as companhias precisam se esforçar mais para identificar a idade dos usuários e intensificar a cooperação com autoridades para combater a pornografia infantil.

Leia mais:  Saiba quais são os próximos recursos que serão liberados em breve pelo Whatsapp

Ainda nesta quinta-feira, o Papa Francisco incentivou os engenheiros de computação a fortalecerem as maneiras de usar inteligência artificial e algoritmos para proteger as crianças na internet , dizendo que deveriam se sentir “pessoalmente responsáveis por construir o futuro.”

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana