conecte-se conosco


Cidades

Crianças de 06 meses a menores de 01 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Publicado

Desde quinta-feira (22), todas as crianças de seis meses a menores de um ano devem ser vacinadas contra o sarampo em todo o país, segundo determinação do Ministério da Saúde. A ação objetiva uma resposta rápida ao último boletim epidemiológico que apontou 1.680 casos confirmados de sarampo, em 11 estados brasileiros.  

No total, os números correspondem ao coeficiente de incidência da doença neste público-alvo, que se mostrou mais suscetível a casos graves da doença e óbitos é de 0,80 por 100.000 habitantes. Por esta razão, embora Cuiabá não tenha casos confirmados, a Capital segue a orientação do MS, com disponibilização das doses em todas as salas vacinais (exceto as que estão em reforma).

Com a medida preventiva, chamada de ‘dose zero’, 1,4 milhão de crianças devem ser vacinadas em todo país.  Para isso, o Ministério da Saúde informou que irá enviar 1,6 milhão de doses a mais para os estados. Entretanto, segundo a Responsável Técnica de Imunização (RT) de Cuiabá, Sandra Horn é importante esclarecer que a chamada “dose zero” não substitui e não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança.

Leia mais:  Jardim Umuarama recebe ações do programa Mutirão da Limpeza

“Além dessa dose que está sendo aplicada agora, os pais e responsáveis devem levar os filhos para tomar a vacina tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ªdose) para tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral + varicela, respeitando-se o intervalo de 30 dias entre as doses. Ou seja, a vacinação de rotina das crianças deve ser mantida independentemente de a criança ter tomada a “dose zero” da vacina”, enfatizou.

 

Em Cuiabá, a Secretaria de Saúde realiza rotineiramente por meio das unidades de Atenção Básica, ações de atualização do calendário Vacinal. Na rotina, a tríplice viral está disponível em todas as salas vacinais para crianças de 12 a 15 meses.  A vacina previne também contra rubéola e caxumba.

 

 

 

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Pedido de cassação de Avalone gera investigação por agiotagem

Publicado

Ministro promete terminar duplicação da BR-163 e contrato da Ferrogrão

O Ministério Público Federal (MPF) determinou remessa ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE-MT) do conteúdo da ação que pede cassação do deputado estadual Carlos Avalone (PSDB). Há indícios do crime de usura (agiotagem).O deputado teve o nome envolvido em apreensão da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no município de Poconé (100 km de Cuiabá). Segundo informações da PRF, um veículo Gol, de cor prata, foi abordado no quilômetro 560 da BR-070.

No interior do veículo, os agentes abordaram três suspeitos, que estavam com R$ 89,9 mil em dinheiro vivo, além de vários santinhos do então candidato a deputado estadual, Carlos Avalone. Os ocupantes do veículo foram identificados como Dener Antônio da Silva, Rosenildo do Espirito Santo Bregantini e Luiz da Guia Cintra de Alcantara.

Luiz da Guia narrou em juízo que a quantia apreendida em dinheiro era de sua titularidade, justificando que no dia da apreensão veio até Cuiabá e tomou o valor emprestado de uma pessoa cujo nome inicialmente foi indicado como Armando.

Leia mais:  Sistema Radar facilita acompanhamento de multas e notificações

Apesar de não acreditar na justificativa da testemunha, o MPF solicitou que o MPE investigue o crime de usura. “Considerando os indícios de prática de crime de usura pela testemunha Armando Bueno da Silva Júnior, requer-se a remessa de cópia integral dos autos ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso para conhecimento e adoção das medidas que entender cabíveis”.

Inicialmente na lista de suplentes, Carlos Avalone tomou posse na Assembleia Legislativa após a ida de Guilherme Maluf ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). As alegações finais da defesa de Avalone ainda são aguardadas. Somente depois os autos estarão conclusos para sentença.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana