conecte-se conosco


Política

Coordenadoria de Cultura e Resgate Histórico homenageia servidores

Publicado

Por iniciativa do vereador Elizeu Nascimento, os componentes da coordenaria foram agraciados com Moção de Aplausos. A cerimônia contou com um café de manhã festivo
Os servidores públicos foram homenageados hoje (29) pela Coordenadoria de Cultura e Resgate Histórico da Câmara Municipal, oportunidade em que vários componentes do setor cultural do Legislativo cuiabano receberam Moção de Aplausos pelos relevantes serviços prestados à instituição, iniciativa do vereador Elizeu Nascimento, do DC, eleito deputado estadual.
O coordenador Rafael Neto destacou a importância da homenagem, que enfatiza, sobretudo, o reconhecimento da Mesa Diretora ao trabalho dedicado dos servidores. Neto sublinhou o empenho de cada um na desenvoltura esforçada de suas atribuições, por vezes em meio a dificuldades diversas, inclusive na parte estrutural. O que não impede o pleno cumprimento da missão delegada de bem-servir a população, observou.

 

 

“O vereador Elizeu Nascimento, mais uma vez, vem justiçar a figura do servidor público, concedendo-lhe Moção de Aplausos. Servidor que está dia a dia pronto para servir a todos, e um dos exemplos reside aqui, nessa coordenadoria: são os responsáveis pelo acervo e pesquisas que enriquecem nossa história, simultaneamente engradecendo a figura deste Parlamento. Os homenageados jamais se esquivaram de cumprir a contento suas funções, constituindo-se assim em motivo de incentivo geral e orgulho para todos os componentes dessa histórica instituição”.

 

 

Rafael Neto ainda agradeceu aos colaboradores que trabalham com ele, enaltecendo o papel de cada um para o engrandecimento cultural do setor. Citou o apoio recebido da Mesa Diretora do Parlamento, particularmente do presidente Justino Malheiros, e direcionou pedido de apoio para que o próximo dirigente do Legislativo, Misael Galvão, também oportunize estrutura para que a Coordenadoria de Cultura e Resgate Histórico continue realizando um bom trabalho.&nbsp

 

 

“Desde que assumimos, contabilizamos vários avanços importantes nesse segmento. Isso se deve àqueles que, diuturnamente, somam conosco para abrilhantar o acervo cultural do município, nossos ilustres colegas no Legislativo, hoje merecidamente homenageados com Moção de Aplausos. A expectativa é de crescimento contínuo, e tenho convicção de podermos contar com a boa-vontade e o entendimento lúcido do presidente eleito para o próximo biênio, Misael Galvão. Quem ganha é a cultura, sem dúvida”, sublinhou Rafael Neto.

 

 

João Carlos de Queiroz/Secretaria de Comunicação Social – CMC

 

Leia mais:  Aprovado projeto que veda a eliminação de cães, gatos e aves em órgãos de controle de zoonoses

 

 

Imprimir Voltar Compartilhar:

Comentários Facebook
publicidade

Política

Lei institui fila única para cirurgia bariátrica em MT

Publicado

Com a publicação da Lei 11.290/21, no Diário Oficial do estado no dia 12 de janeiro, Mato Grosso passa a oferecer fila única para pacientes que necessitam de cirurgia bariátrica pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

De autoria do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), a medida vai reordenar o atendimento desse tipo de cirurgia que poderá ser feito mediante fila única, englobando todos municípios num cadastro único que garanta o acesso igualitário aos pacientes, independente do local da sua residência.

Dessa forma, a Secretaria de Estado de Saúde deverá regulamentar e a operacionalizar a nova lei, inclusive quanto aos critérios à prioridades emergenciais que possam ser adotadas.

 

Botelho justifica que essa lei atende à Portaria nº 492, do Ministério da Saúde, bem como garante o acesso da população à cirurgia, com total controle e atualização da fila de espera para dar maior agilidade no atendimento. Relata que, somente no Brasil, estudos apontam que 80 mil a 100 mil mortes são decorrentes de doenças associadas ao excesso de peso.

Leia mais:  Empresas que atendem município deverão ter programa de integridade

 

Indivíduos com a chamada obesidade mórbida apresentam grande risco de adoecer e morrer precocemente. Além disso, a qualidade de vida dessas pessoas é muito prejudicada. Destaca que a obesidade mórbida é um problema de saúde pública, pois cada vez mais pessoas sofrem dessa doença e a cirurgia bariátrica pode ser utilizada nesses casos.

 

“Essa lei proporcionará melhor atendimento aos cidadãos mato-grossenses que tanto necessitam de qualidade de vida e poderão ter acesso ao tratamento de forma justa e igualitária”, afirma o parlamentar.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana