conecte-se conosco


Agricultura

Cooperativa usa drones para pulverização de lavouras

Publicado

Ao participar nesta quinta-feira (1º) do Fórum de Modelos Financeiros para o Agronegócio, em Bebedouro (SP), promovido pela Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) conheceu um programa digital da cooperativa que envolve o uso de drones.

De acordo com o serviço oferecido pela cooperativa, as lavouras são mapeadas via drones, satélites e outras tecnologias, o que permite ao produtor identificar falhas em locais de difícil de acesso da plantação. Por meio do mapeamento, é possível verificar áreas atingidas por pragas e ervas daninhas, por exemplo.

Neste caso, os drones passam a ser usados para pulverizar as propriedades. Com um plano de voo delimitado, o aparelho solta gotas de defensivos somente nas plantas afetadas e mapeadas, com aplicação do produto de forma pontual e sem contato humano.

Drone de pulverização da Coopercitrus

Segundo a cooperativa, a técnica reduz o custo da produção, diminui o uso de insumos e defensivos agrícolas e aumenta a produtividade. A pulverização por meio de drones já foi aplicada em mais de mil hectares de plantação de cana-de-açúcar, conforme a cooperativa.

Leia mais:  LEITE/CEPEA: Oferta limitada freia queda de preços em novembro

Após conhecer a técnica, a ministra informou que pretende apresentar o projeto em audiência pública na Câmara dos Deputados sobre defensivos agrícolas. “Isso [drones] não é apenas para grande produtor. Vocês estão usando com seus cooperados, que não são produtores enormes, latifundiários. Quero mostrar o drone passando exatamente no local onde é necessário”, disse Tereza Cristina.

>> Leia mais: Produtores usam bioinsumos para reduzir custo de produção 

Com mais de 35 mil associados, a Coopercitrus é uma das maiores cooperativas do país na comercialização de insumos, máquinas e implementos agrícolas. São 60 filiais distribuídas por municípios de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
[email protected]

Comentários Facebook
publicidade

Agricultura

Exportação de milho do Brasil sobe 44% na primeira semana de dezembro

Publicado

As exportações de milho do Brasil atingiram média diária de 286,2 mil toneladas na primeira semana de dezembro, o que representa ritmo 44,3% superior à média de 198,3 mil toneladas por dia registrada no mês completo do ano passado, indicaram dados publicados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) nesta segunda-feira (7).

Colheita de milho, colheita de grãos

No acumulado da última semana, o país embarcou 1,14 milhão de toneladas do cereal, contra 4,16 milhões de toneladas em todo o mês de dezembro de 2019, de acordo com os números do governo.

As exportações brasileiras de soja, por sua vez, seguiram muito abaixo da média do último mês do ano anterior, após os enormes embarques de 2020 se concentrarem em meses anteriores.

Segundo a Secex, foram exportadas em média 30,1 mil toneladas da oleaginosa por dia na semana, ante média de 155,7 mil toneladas diárias em dezembro do ano passado.

Em relação à indústria extrativa, os embarques de minério de ferro alcançaram média diária de 1,6 milhão de toneladas até a primeira semana do mês, alta de 35,7% na comparação com a média de dezembro de 2019.

Comentários Facebook
Leia mais:  Mapa prepara medidas para reabertura de exportação de pescados para União Europeia
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana