conecte-se conosco


Carros e Motos

Conheça as 5 melhores centrais multimídia do Brasil

Publicado

As centrais multimídia surgiram em 1987 no inovador Buick Riviera, nos Estados Unidos. No vídeo acima, o proprietário de uma conservadíssima unidade mostra todas as funcionalidades disponíveis naquela época. Vários detalhes chamam atenção, como o design primitivo que remete aos filmes de ficção científica da década, a interface bem confusa e a infinidade de recursos. Tinha até computador de bordo com consumo e autonomia!

LEIA MAIS: Conheça 5 micos de mercado que não compraríamos

Os anos passaram, as fabricantes se aprimoraram e as centrais multimídia passaram de um mero detalhe tecnológico para critério de compra. Não é difícil encontrar uma pessoa que tenha abandonando uma aquisição em potencial por não ter curtido o sistema multimídia de um determinado modelo. Quanto mais recursos, melhor!

Partindo disso, a reportagem do IG Carros elege as cinco centrais multimídia mais legais disponíveis do Brasil em diversas categorias. Acompanhe a lista!

1 – App-Connect

App Connect arrow-options
Divulgação

O App Connect se destaca pelo processamento e rapidez dos comandos, que podem ser controlados pelo volante

A Volkswagen deu um verdadeiro show ao lançar o sistema App-Connect. É realmente uma pena que seja tão caro e apenas apareça em carros acima de R$ 80 mil. Bonita, sofisticada e intuitiva, destacamos a facilidade para utilizar os recursos nativos e de pareamento. Em modelos como Jetta e T-Cross, por exemplo, é possível até escolher o modo de condução, além dos espelhamentos Apple CarPlay, Android Auto e Mirror Link.

Leia mais:  Ford mostra novo Kuga, que deverá chegar ao Brasil apenas em 2020

Disponível nos modelos: Polo, Virtus, Jetta, Golf GTI, Tiguan, Amarok e Passat

2 – Media NAV

Media Nav arrow-options
Divulgação

Sem vaidades, mas usual. O Media Nav aposta na simplicidade para conquistar o cliente

O Media NAV não tem uma interface bonita, mas também não se propõe a ser muito sofisticada. As animações são simples ou inexistentes, mas o processamento é rápido. Além de câmera de ré e GPS nativo para o Captur, destacamos um mini-game que ajuda o motorista a dirigir de forma mais econômica. Todas as funcionalidades são facilitadas pelo menu de fácil acesso.

LEIA MAIS: Conheça os 5 carros mais procurados para compra na internet

Disponível nos modelos: Kwid, Sandero, Logan, Duster, Oroch, Captur e Zoe

3 – Sync 3

Sync 3 arrow-options
Divulgação

Antes disponível nas linhas Freestyle de EcoSport e Ka, a Ford passou a optar pelo sistema Sync 2.5

O Sync 3 é um daqueles sistemas de multimídia que adoram conversar. Apesar de irritante, a voz robótica desnecessária pode ser desativada nas configurações, revelando uma central multimídia muito interessante. Ela também conta com espelhamento de smartphones por Android Auto e Apple CarPlay, além de GPS nativo e sistema de som da Sony no EcoSport. É uma pena que o sistema tenha sido removido da linha 2020 de Ka e EcoSport Freestyle

Leia mais:  Volkswagen Gol e Voyage começam a serem vendidos na linha 2020

Disponível nos modelos: EcoSport, Fusion, Ranger, Edge, Mustang

4 – MyLink 2

MyLink 2 arrow-options
Divulgação

Lançado com o Onix em meados de 2012, o MyLink foi a primeira central popular do Brasil

O primeiro entre todos os sistemas de conectividade do Brasil. O MyLink também tenta ser básico, mas oferece uma interface intuitiva e comandos interessantes. Também é possível utilizar o espelhamento de smartphones com Android e iOS. A partir do Onix LTZ, a Chevrolet também oferece o assistente pessoal OnStar, que pode marcar um horário no barbeiro ou informar o resultado do jogo do seu time. 

LEIA MAIS: Conheça 5 SUVs seminovos que valem a pena por até R$ 60 mil

Disponível nos modelos: Onix, Prisma, Cobalt, Cruze, Tracker, Equinox, Trailblazer, Bolt e S10

5 – BlueMedia

Blue Media arrow-options
Divulgação

Além de pareamento com o Apple CarPlay e Android Auto, o Blue Media ainda conta com TV Digital

Eis o primeiro sistema multimídia a contar com TV Digital (nas versões mais caras, claro). A imagem na central multimídia some com o carro em movimento, voltando a aparecer apenas em paradas no semáforo ou com o freio de estacionamento acionado. Um bom sistema para quem curte assistir TV, além de conectar o Smartphone pelo Android Auto e Apple CarPlay.

Disponível nos modelos: HB20, HB20S, Creta, Elantra, Santa Fe

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Yamaha revela criação elétrica que mistura de scooter, triciclo e patinete

Publicado

por

source

A Yamaha acaba de revelar um veículo que mistura moto, patinete e tricíclo. Com a filosofia da tecnologia Leaning Multi-Wheeled (LMW), o Tritown se baseia nas motos de três rodas apresentadas pela fabricante — como a Niken — por diversas vezes. Basta cutucar o guidão em uma direção ou outra para que a criação comece a se mover. Ou seja, praticidade e facilidade de dirigir são os seus maiores atributos. Os preços ainda não foram revelados e será voltado principalmente aos mercados da Europa e Japão.

LEIA MAIS: Comparamos os novos patinetes elétricos da Lime com os da pioneira Yellow

Yamaha Tritown arrow-options
Divulgação

Yamaha Tritown une as tecnologias desenvolvidas para as suas motos de três rodas com a micromobilidade

O triciclo da Yamaha possui um motor elétrico de 500 watts que recebe energia de uma bateria de íons de lítio de 380wh. Segundo a fabricante, o Tritown tem uma autonomia de até 32 km, com capacidade de ser recarregado por completo em menos de três horas. A velocidade máxima é de cerca de 25 km/h e pesa cerca de 40 kg. Mesmo que seja compacto, pode ser que não seja — apesar da proposta — tão fácil de ser levado no colo por aí.

Leia mais:  Veja os principais golpes aplicados na hora de comprar um veículo seminovo

LEIA MAIS: Novas soluções de mobilidade geram debate sobre a necessidade do automóvel

Divisão de motos da BMW também investe na micromobilidade

BMW arrow-options
Divulgação

Outro patinete elétrico, desta vez que pode oferecer mais praticidade que o da VW: o BMW X2City

Entre outras marcas de motos, a BMW lançou, no início do ano, a nova geração do X2City, patinete elétrico , que pode chegar a 20 km/h e ser utilizado nas ciclovias europeias. A novidade já atende à nova legislação da Europa para esse tipo de veículo, por isso exige um impulso inicial de até 6 km/h para o motor elétrico entrar em funcionamento. Há, também, um pedal na que precisa ser pressionado algumas vezes para que a velocidade aumente. A autonomia é de 30 km.

LEIA MAIS: Conheça 5 apps de mobilidade no Brasil que valem a pena hoje em dia

De acordo com a BMW, uma carga completa no patinete leva cerca de duas horas e meia. E o veículo ainda oferece uma tomada USB para carregar o celular e conexão Bluetooth para futuros aplicativos. Já à venda na Alemanha, exige, tal como para as bicicletas elétricas , seguro e pode ser conduzido por quem tenha habilitação para pilotar ciclomotores. O preço é de 2.399 euros (cerca de R$ 10 mil), o que é certamente menos do que custará o crossoverzinho da Yamaha .

Leia mais:  Linha 2020 da Honda CFR chega ao longo do semestre com novas tecnologias

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana