conecte-se conosco


Carros e Motos

Conheça 5 SUVs seminovos mais econômicos que custam até R$ 50 mil

Publicado

Os SUVs são a onda do momento. Com quase 25% de participação no mercado, os utilitários esportivos têm levado muitos compradores de outros segmentos, como de peruas e hatches médios. Entre outros atributos, têm robustez e altura do solo para enfrentar o asfalto mal conservado.

Como muitos bens de consumo no Brasil, porém, os SUVs custam caro, mas há uma saída para unir bom custo-benefício com menos visitas aos postos de gasolina. Com isso, veja os modelos seminovos mais econômicos, de até R$ 50 mil, com dados de consumo médio, com gasolina e fornecidos pelo Inmetro.

LEIA MAIS: Veja os 5 SUVs compactos mais econômicos com câmbio automático

5– Chevrolet Tracker 1.8 2014 manual:  R$ 46.000 e 10,3 km/l de média


Não é fácil encontrar o Chevrolet Tracker com câmbio manual, mas o carro é um dos SUVs  seminovos que gastam  menos
Divulgação/General Motors

Não é fácil encontrar o Chevrolet Tracker com câmbio manual, mas o carro é um dos SUVs seminovos que gastam menos

 Com motor 1.0 EcoTec, que rende até 144 cv e 18,9 kgfm (etanol), é o modelo mais potente da lista dos SUVs seminovos. Traz de série volante multifuncional, faróis de neblina, computador de bordo e rack de teto. Entretanto, se achar algum mais equipado, por até R$ 50 mil, poderá vir com sistema multimídia MyLink, além de banco de couro, controle de velocidade, câmera de ré, rodas de liga-leve de 18 polegadas, teto solar elétrico e airbags laterais.

Quanto às suas dimensões, tem 4.25 metros de comprimento, 1.78 m de largura e 1.65 m de altura. O porta-malas tem 306 litros (o menor dessa lista), mas chega aos 735 litros, com os encostros dos bancos traseiros rebatidos. Vale lembrar que no etanol o seu consumo médio cai para 8 km/l.

 LEIA MAIS: Relembre 5 SUVs que não deram certo no mercado brasileiro

 4– Renault Duster 1.6 2014 manual: R$ 39.000 e 10,3 km/l de média


Renault Duster antes de receber os retoques no desenho também faz parte dos SUVs seminovos mais econômicos
divulgação/Renault

Renault Duster antes de receber os retoques no desenho também faz parte dos SUVs seminovos mais econômicos

 O modelo da marca francesa não é dos mais estilosos que se pode encontrar, já que estamos falando do modelo antes da reestilização,  há três anos. Apesar disso, o carro vem com rodas de liga leve, computador de bordo, retrovisores elétricos, sensor de estacionamento traseiro, volante de couro, central multimídia de 7 polegadas e navegação por GPS.

Leia mais:  Flagra! Nova geração do VW Golf é vista sem camuflagem na Alemanha

O espaço para as malas é um dos maiores da categoria, com 475 litros. Vem com motor 1.6, de até 115 cv e 15,5 kgfm (etanol), que foi substituído pelo SCe atual, com funcionamento mais suave e silencioso.  Um ponto que se pode levar em conta, caso se identifique com o SUV, é que poucas foram as mudanças até os dias de hoje.

LEIA MAIS: Conheça 5 SUVs seminovos que valem a pena até R$ 60 mil

3– Ford EcoSport 1.6 2014 manual:  R$ 41.000 e 11 km/l de média


Ford EcoSport com motor 1.6 Sigma, com câmbio manual de cinco marchas é outro dos 5 SUVs mais econômicos
Divulgação

Ford EcoSport com motor 1.6 Sigma, com câmbio manual de cinco marchas é outro dos 5 SUVs mais econômicos

 Precursor do segmento de utilitários esportivos compactos no Brasil, o SUV da Ford adiciona mais economia em relação ao Duster, por praticamente a mesma média de preço entre os seminovos. Como itens de série, a versão básica S vem com ar-condicionado, acionamento elétrico dos vidros e das travas das portas.

O SUV  vem com motor Sigma 1.6, com bloco e cabeçote de alumínio, desenvolve até 115 cv e 15,9 kgfm (etanol), mas rende a colocação de modelo mais lento dessa lista. Acelera até 100 km/h em meros 12,4 segundos e chega aos 180 km/h. Não é um grande destaque em capacidade para as malas, uma vez que conta com medianos 362 litros. Além disso, a tampa traseira abre para o lado, o que exige que não exista um obstáculo muito próximo para pode ser aberta. 

Leia mais:  Moto elétrica traz smartphones da Samsung no lugar de retrovisores

 LEIA MAIS: Conheça os 5 SUVs compactos mais lentos à venda no Brasil

2– Suzuki S-Cross 1.6 2016 manual: R$ 50.000 e 12 km/l de média


Suzuki S Cross  antes da reestilização também faz parte da lista dos SUVs seminovos que menos gastam  gasolina
Divulgação

Suzuki S Cross antes da reestilização também faz parte da lista dos SUVs seminovos que menos gastam gasolina

 O modelo mais caro da lista é quase o mais econômico. Vem equipado com ar-condicionado, sistema multimídia com Bluetooth, rodas de liga leve de 16 polegadas, controles de tração e estabilidade, assistente em rampas, duas ancoragens Isofix para cadeirinhas e seis air bags.

Um grande atributo do S-Cross se deve à fabricação da sua carroceria, que incorpora o uso aços de alta resistência para os principais componentes estruturais, tornando-se mais leve e mais seguro contra impactos. Tem 120 cv e 15,5 kgfm (somente gasolina), acelera até 100 km/h em 11,1 segundos e chega aos 180 km/h. Seu espaço de malas é bom, de 440 litros.

LEIA MAIS: Veja os 5 SUVs médios que menos desvalorizam no primeiro ano

1– JAC T5 1.5 2016 manual: R$ 46.000 e 12,2 km/l de média


JAC T5 com caixa manual de cinco marchas é o campeão dos SUVs seminovos que menos gastam combustível
Divulgação

JAC T5 com caixa manual de cinco marchas é o campeão dos SUVs seminovos que menos gastam combustível

 O SUV chinês tem o maior espaço de malas dos cinco selecionados, com nada menos que 600 litros. O carro também é o maior (4,32 m de comprimento) e tem a melhor relação desempenho-economia da lista. Enquanto é o único que passa dos 12 km/l de média, é o mais veloz de velocidade máxima (194 km/h). Isso se deve ao motor de 127 cv e 15,7 kgfm (etanol).

LEIA MAIS: Confira os 5 SUVs compactos com os maiores porta-malas do mercado atual

O vencedor dos SUVs seminovos mais econômicos até R$ 50 mil começa com os seguintes itens de série: vidros, travas e retrovisores elétricos, direção elétrica, ar-condicionado digital, sensor de ré, freios a disco nas quatro rodas e controle de tração. Se encontrar um com o “pack 2”, adiciona controle de estabilidade, assistente de partida em rampas, rodas de liga leve, luzes diurnas de LED, rack de teto e faróis de neblina. 

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

GM anuncia investimento de R$ 10 bilhões em São Paulo

Publicado

por


General Motors anunciou novo investimento de R$ 10 bilhões no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo
Cauê Lira/iG Carros

General Motors anunciou novo investimento de R$ 10 bilhões no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo

A General Motors anuncia o novo investimento de R$ 10 bilhões para o Estado de São Paulo, compreendendo as unidades de São Caetano do Sul e São José dos Campos. Carlos Zarlenga, presidente da GM na América do Sul, falou sobre o novo aporte ao lado do governador João Dória, em uma cerimônia que aconteceu na tarde de hoje (19) no Palácio dos Bandeirantes e contou com a presença de diversas autoridades.

LEIA MAIS: Bolsonaro quer extinguir lombadas eletrônicas em todo o Brasil

Também foi dito que R$ 5 bilhões deste montante serão investidos na fábrica de São José dos Campos, onde são feitos os modelos Trailblazer, S10 e possivelmente uma nova picape intermediária para concorrer com Fiat Toro e Renault Oroch. Com o novo investimento, João Dória também comemora a permanência dos 15 mil funcionários da General Motors de São Paulo em seus empregos.

Leia mais:  Carros com freios automáticos serão obrigatórios em 40 países a partir de 2020

“A GM veio nos comunicar que fábricas seriam fechadas em São Caetano e São José dos Campos, dizendo que era uma decisão definitiva. Comunicamos a eles que, em sessenta dias, poderíamos reverter este processo”, disse Dória. “Imediatamente, liguei para o Henrique Meirelles e pedi para que ele entrasse em contato com Barry Engle, vice-presidente da GM Américas, para revertermos esta situação que colocaria 65 mil brasileiros no desemprego”.

LEIA MAIS: Volkswagen celebra 20 anos de fábrica em São José dos Pinhais (SP)

Dória refere-se ao IncentivAuto , programa que dará descontos progressivos na alíquota do Imposto de Circulação de Bens e Serviços (ICMS), que podem chegar até 25%. Para contar com o benefício, as fabricantes erradicadas em São Paulo devem investir ao menos R$ 1 bilhão e contratar 400 novos funcionários. O desconto máximo é dado para fabricantes que invistam ao menos R$ 10 bilhões. Questionado sobre uma possível guerra fiscal, Dória se defende dizendo que nenhum outro Estado será afetado negativamente pela decisão.

Leia mais:  Kia prepara novo protótipo elétricopara o Salão de Genebra

General Motors ganha força enquanto Ford fecha fábricas


A Ford está em uma situação bem mais delicada que a General Motors. A fábrica de SBC encerrará suas operações
Divulgação

A Ford está em uma situação bem mais delicada que a General Motors. A fábrica de SBC encerrará suas operações

O novo anúncio de investimento da GM surge pouco tempo depois do fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP). Com isso, deixarão de ser fabricados os caminhões das linhas Cargo, F-4000 e F-350, além do hatch compacto Ford Fiesta, que passa a estar disponível nas concessionárias apenas até durarem os estoques. Ainda de acordo com a marca, a decisão de deixar o mercado de caminhões no Brasil foi tomada depois de meses procurando alternativas.

LEIA MAIS: Os números explicam o que levou a Ford a fechar sua fábrica em SBC

Sobre o fechamento da fábrica de São Bernardo, em uma situação diferente da General Motors , Dória ressalta que trata-se de uma decisão global da Ford. No último dia 18, cerca de 5 mil funcionários foram demitidos em uma fábrica da Ford em Blaquefort (Alemanha), em uma atitude que visa a redução de custos estruturais e a eliminação de trabalho com menor valor agregado.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana