conecte-se conosco


Carros e Motos

Comparamos 5 compras racionais e irracionais

Publicado


Feirão de carros seminovos à venda, estacionados um do lado do outro
Divulgação

Algumas vezes, há como levar um bom seminovo sofisticado pelo preço de um zero quilômetro bem mais simples

Sempre que você abdica um zero quilômetro, poderá optar por modelos muito mais sofisticados e interessantes no mercado de carros seminovos. Há algumas semanas, enumeramos cinco sedãs médios seminovos que você poderia comprar pelo preço de um modelo compacto que acabou de sair da fábrica. Ou seja, Corolla pelo preço de Yaris, Civic pelo mesmo que o City, e por aí vai…

LEIA MAIS: Compare 5 carros que nasceram praticamente iguais aos protótipos

Essa lista pode ficar ainda mais utópica se considerarmos algumas “lasanhas”. Se ainda não estiver familiarizado com a expressão, ela diz respeito aos modelos que já foram sinônimo de desempenho e sofisitcação, mas já aparecem com um valor bem camarada para pessoas com menos poder aquisitivo. Em mais uma lista, a reportagem do iG Carros faz o comparativo definitivo entre uma compra racional e conservadora contra uma escolha duvidosa entre os carros seminovos , porém pelo mesmo valor. Clique nas imagens e acompanhe. 

O Renault Sandero 1.0 Authentique é uma compra muito racional. O hatch se tornou um dos queridinhos entre os motoristas de aplicativo de São Paulo que prezam pelo espaço para os joelhos dos passageiros, mas integra apenas o básico do básico. Para começar, o motor 1.0, de três cilindros, entrega 82 cv de potência e 10,5 kgfm de torque, sempre com câmbio manual de cinco marchas. Você pode encontrá-lo nas concessionárias por R$ 46.990.

Mas se você for muito mais imprudente com o seu dinheiro, poderá comprar um Audi A3 Sporback 2009 com motor 2.0 TFSI  turbo. O hatch endiabrado surge na faixa dos R$ 47 mil nos classificados online, com 200 cv de potência e 28,5 kgfm de torque, sempre aliado ao câmbio automatizado de seis marchas. Nessa configuração, acelera de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos, de acordo com números da fabricante.

Leia mais:  Museu reúne 50 carros de filmes em Los Angeles (EUA); veja galeria

Quem está interessado em algo mais conservador com certeza apostaria no VW Gol 1.6 com câmbio manual. Mas não se confunda, pois este não é o mesmo motor de 120 cv da versão automática. Neste caso, estamos falando do longevo 1.6 EA 111, de 104 cv de potência e 15,6 kgfm de torque. Além disso, o Gol traz apenas o básico por R$ 52.650, com ar-condicionado e direção hidráulica.

Já é possível encontrar o esportivo urbano Swift Sport R, de 2015, por valores entre R$ 49 mil e R$ 53 mil. Ele já foi um dos modelos mais acertados e divertidos de sua categoria, com motor 1.6, de 142 cv e 17 kgfm de torque. Apesar de acelerar de 0 a 100 km/h em 8,7 segundos, o grande destaque do Swift era sua estabilidade invejável na pista. Um ótimo brinquedo, com precinho camarada.

Quer um sedã na faixa dos R$ 70 mil? Dois modelos muito distintos podem aparecer como opção. O primeiro é o Yaris Sedan com motor 1.5 e câmbio manual de seis marchas. Importado do Etios, o modelo entrega 110 cv de potência e 14,9 kgfm de torque, já contando com central multimídia, computador de bordo e rodas de liga leve.

LEIA MAIS: Conheça os 5 sedãs seminovos mais econômicos até R$ 40 mil

Se quiser causar uma impressão mais abastada, o Hyundai Azera 3.0 de meados de 2013 continua chamando muita atenção. Com motor V6, de intensos 350 cv de potência e 28,8 kgfm, surge com câmbio automático, de seis marchas. Apesar de ser muito mais sofisticado e luxuoso que o Yaris, seu porta-malas é um pouco mais modesto (461 litros contra 473 l). Você trocaria o sedã da Toyota por esta nave?

Leia mais:  O último VW Fusca do mundo acaba de sair da linha de produção mexicana

Sugerimos dois hatches e um sedã. Eis que chega a hora de comparar as minivans. A Spin reina sozinha no mercado desde que a Nissan Livina saiu de linha, em meados de 2015. De lá para cá, o modelo foi reestilizado no ano passado e surge com linhas inspiradas no Tracker. O motor 1.8 de 111 cv e 15,3 kgfm de torque é o mesmo do Cobalt, com câmbio manual de cinco marchas.

Uma minivan que trará mais status que a Spin básica é a Mercedes-Benz Classe B 200, com motorização 1.6, de 156 cv e 25,5 kgfm de torque. Nessa época, o câmbio já era automatizado de sete marchas, conjunto para acelerar de 0 a 100 km/h em 8,4 segundos. Tanto Spin quanto Classe B estão disponíveis na faixa dos R$ 67 mil.

Eis um embate quente entre o queridinho do mercado em 2018 e um dos SUVs premium mais desejados e bem-sucedidos do Brasil. O Jeep Compass básico, com motor 2.0, entrega 166 cv de potência e 20,5 kgfm de torque, sempre com câmbio automático, de seis marchas. Por R$ 113 mil, surge como uma das opções racionais do mercado de zero quilômetro.

LEIA MAIS: Veja os 5 carros mais gastões do mercado brasileiro

Por outro lado, o X1 20i de 2016 também é uma opção interessante pelo mesmo preço. O modelo já se parece com o SUV atual, com motor 2.0 turbo, de 192 cv de potência e 28,5 kgfm de torque capaz der acelerar de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos. O bom câmbio é automático de oito marchas, entre os carros seminovos .

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Toyota Yaris XL Plus 1.5: um sedãzinho eficiente

Publicado

por

source
Toyota Yaris Sedan arrow-options
Carlos Guimarães/iG

Toyota Yaris Sedan XL Plus vem com o básico do conforto e sofisticação para famílias pequenas no dia a dia

Quem não quer um SUV, está bem servido de sedãs compactos no Brasil. Além da chegada do novo Onix Plus há também opções um pouco menos sofisticadas que a novidade da GM e que entregam um pacote interessante. Uma delas é o Toyota Yaris XL Plus (R$ 75.190) que se mostrou eficiente no dia a dia em alguns aspectos que vamos detalhar mais adiante.

 LEIA MAIS: Toyota Yaris Sedan: ele é melhor que Honda City e VW Virtus?

O Toyota Yaris Sedan XL Plus vem com uma lista bem recheada de equipamentos. Entre os destaques há farois com acendimento automático, câmbio CVT que simula 7 marchas, rodas de liga-leve de aro 15, bancos traseiros com encosto bipartido, partida por botão, piloto automático, controle de estabilidade (ESP), ancoragem ISOFIX e Top Tether e central multimídia com tela de 7 polegadas.

Mas o acabamento é bem simples, com revestimento de tecido e plástico por todo lado no interior. A central multimídia poderia ser mais prática, embora seja compatível com Android Auto e Apple Car Play. Há apenas uma entrada USB, que fica escondida debaixo do apoio de braço entre os bancos dianteiros, no porta-objeto. Sim, o carro agrada, mas o preço faz muita gente torcer o nariz.

Mesmo porque, estamos falando de um sedã compacto com motor 1.5, de 110 cv que funciona com o pacato câmbio CVT.  Mas que tem seus méditos, como o variador de fase na admissão e escape, o que ajuda na eficiência em garantir um desempenho razoável com boa economia de combustível. De acordo com dados do Inmetro, com apenas gasolina no tanque, o Yaris Sedan XL Plus pode fazer até 14,5 km/l na estrada e 13 km/l na cidade.

Leia mais:  Triumph acaba de lançar a Speed Twin 1200, esportiva com estilo clássico

O econômico Yaris Sedan

Toyota Yaris arrow-options
Divulgação

Interior do Toyota Yaris Sedan é simples, mas há boa dose de equipamentos de série que contribuem com o conforto

Essa cerimônia em consumir combustível nos impressionou nesse  sedã que foi feito para ser dirigido sem pressa, quando o nível de ruído se mantém sempre em níveis bem civilizados. Se for pisar mais fundo no acelerador, o ronco do motor invade a cabine e atrapalha o conforto. O funcionamento do CVT, que procura priorizar a economia desanima a impor uma tocada mais quente.

LEIA MAIS: Toyota Yaris XL 1.3 CVT mostra bom custo-benefício se comparado ao XS 1.5

Bom também é que a suspensão consegue absorver bem as irregularidades do piso, com ajuda dos pneus borrachudos 185/60R 15. Some também a visibilidade adequada e terá um sedã compacto interessante para enfrentar o trânsito das grandes cidades e viajar com calma no fim de semana, tendo 473 litros de espaço no porta-malas.

Pelo preço que custa, não apenas Yaris Sedan XL Plus, mas todas as versões do sedã da marca japonesa deveriam ter ajuste de profundidade do volante, que pode ser regulado apenas em altura. E com um vão livre do solo de 15 cm vale  ter certa cautela em passar por valetas e lombadas para não correr o risco de raspara parte de baixo do carro.

Leia mais:  ChevroletPrisma LTZ 2019: sedã fica mais equipado antes da nova geração chegar

Nas curvas, o Yaris Sedan XL Plus apenas cumpre seu papel, nenhuma pretensão esportiva. Em contrapartida, o carro tem uma série de assistências que contribuem com a segurança e o conforto, como a direção elétrica que ajuda nas  manobras e o assistente de partida em rampas, que segura o carro durante três segundos para que não desça e bata no que estiver logo atrás.

 As conveniências que o Yaris Sedan XL Plus tem também incluem comando um toque nos vidros elétricos e volante multifuncional,  ar-condicionado digital e farois auxiliares de neblina, tanto dianteiros quanto traseiros. De fato, o carro é um sedãzinho eficaz, “pedra no sapato” de rivais como Fiat Cronos, Honda City, VW Voyage e Ford Ka Sedan.

LEIA MAIS: Toyota Yaris XLS enfrenta o rivai Hyundai HB20 Premium 2019. Qual vence?

Conclusão

Se fosse um pouco mais em conta, o Toyota Yaris XL Plus iria incomodar ainda mais os principais concorrentes, exceto o Chevrolet Onix Plus e o VW Virtus, que ficam um degrau acima no terreno dos sedãs compactos, já tem têm um grau de sofisticação superior, tanto no que se refere ao conjunto mecânico (com motores turbinados) quanto aos equipamentos disponíveis (como o acesso à internet via 4G, do GM).

Ficha técnica

Preço: a partir de R$ 75.190

Motor:  1.5, quatro cilindros, flex

Potência:  110 cv (E) / 105 cv (G) a 5.600 rpm

Torque:  14,9 kgfm (E) / 14,3 (G) a 4.000 rpm

Transmissão:  Automático, CVT, tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / eixo de torção (traseira)

Freios:  Discos ventilados (dianteiros) / tambor (traseiros)

Pneus:  185/60 R15

Dimensões: 4,43 m (comprimento) / 1,73 m (largura) / 1,49 m (altura), 2,55 m (entre-eixos)

Tanque: 45 litros

Porta-malas: 473 litros 

Consumo gasolina: 13 km/l (cidade) / 14,4 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 12 segundos

Velocidade máxima:  186 km/h   

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana