conecte-se conosco


Tecnologia

Como fazer figurinhas do WhatsApp no Android e no iPhone

Publicado


Aprenda a fazer e usar as figurinhas do WhatsApp
Divulgação/WhatsApp

Aprenda a fazer e usar as figurinhas do WhatsApp

As figurinhas do WhatsApp, ferramenta lançada pelo principal aplicativo de mensagens do mundo em novembro do ano passado, certamente já chegaram até você em algum momento. Mas como fazer as suas próprias e compartilhar com os contatos, nos grupos e no privado?

Leia também: Jovem pesa PlayStation como se fosse fruta e é preso após pagar R$ 37 no console

Uma forma de tornar mais visual e divertida a conversa, as figurinhas do WhatsApp não são exatamente pioneiras nos aplicativos de troca de mensagens. A ferramenta foi o diferencial do Telegram por muito tempo, além de ter sido incorporada ao Facebook Messenger antes do lançamento pelo WhatsApp, que também pertence a Mark Zuckerberg.

Como criar as figurinhas do WhatsApp


As figurinhas do WhatsApp podem deixar suas conversas mais divertidas e visuais
Reprodução

As figurinhas do WhatsApp podem deixar suas conversas mais divertidas e visuais

Para criar figurinhas no WhatsApp , é possível baixar imagens da internet ou utilizar fotos da própria memória do celular. Caso queira figurinhas com visual atraente, é necessário fazer algumas modificações para ela fique com o fundo transparente, se diferenciando de uma “foto pequena”, que são as figurinhas com o fundo.

O diferencial é, em muitos casos, a transparência do fundo da imagem. Para remover o fundo das fotos, será preciso baixar um aplicativo voltado para este fim. Tanto para Android quanto para usuários de iPhone, com sistema operacional iOS, há uma série de aplicativos gratuitos.

Leia mais:  Já é possível compartilhar filmes e séries da Netflix no stories do Instagram

Entre os apps testados, o “MagicEraser” funciona bem para o iPhone e o “Background Eraser” é o preferido para Android. Basta instalar o app, autorizar o acesso à mídia do dispositivo, selecionar a imagem que será alterada, usar a ferramenta “crop” ou “cortar imagem” para reduzir a área da foto para algo próximo do desejado para a figurinha e, por fim, apagar a área desejada, aumentando ou reduzindo o zoom de acordo com a área desejada. O ideal para grandes espaços a serem apagados é aumentá-lo, acelerando o processo.

Leia também: “Bolsokid”: quarto filho de Bolsonaro tem canal no Youtube e transmite jogos

Depois de editar a foto como desejar, removendo o fundo, chega o momento da conversão ao WhatsApp propriamente. Para isso, será usado outro aplicativo. No caso do iPhone, o recomendado é o “WStickers”, enquanto para Android o app “Stickers” cumpre o que promete. Ambos são gratuitos. Para finalizar, basta selecionar a quantidade mínima de três fotos e máxima de 15 (já com o fundo recortado, caso deseje) e incorporá-las ao aplicativo de mensagens.

Em resumo, o passo a passo para criar a figurinha

  1. Baixar os aplicativos 
    para apagar fundo e para converter a imagem em figurinha diretamente no WhatsApp – no Android, “Background Eraser” e “Stickers” e, no iPhone, “MagicEraser” e “WStickers”;
  2. Abrir o aplicativo para cortar fundo da imagem – no Android “Background Eraser” e no iOS “MagicEraser”;
  3. Permitir o acesso à sua biblioteca de fotos;
  4. Cortar a imagem para um tamanho mais próximo do ideal para sua figurinha, com a ferramenta “Crop”;
  5. Apagar o fundo, aumentando ou reduzindo o zoom de acordo com o tamanho desejado;
  6. Abrir o aplicativo para converter a imagem em figurinha – no Android, “Stickers” e, no iPhone, “WStickers”;
  7. Abrir a função “New Pack”;
  8. Selecionar entre três e 15 fotos da biblioteca do celular; e
  9. Salvar e apertar o sinal de “+” para então incorporar ao aplicativo de mensagens.
Leia mais:  Clientes do Banco do Brasil podem pagar o IPVA por WhatsApp

Ícone destacado em vermelho reunirá as figurinhas do WhatsApp
Reprodução

Ícone destacado em vermelho reunirá as figurinhas do WhatsApp

Seguindo esses passos simples, sua figurinha estará recortada (caso queira) e convertida. Pronta para uso. Se preferir algo mais direto, é possível pular os passos da edição da imagem, incorporando a foto diretamente às figurinhas, com o fundo da foto. Depois de concluída a conversão, como usar a ferramenta?

Leia também: Seu Instagram ficou em inglês? Aprenda a trocar o idioma do aplicativo

Depois de convertidas ao app, as figurinhas do WhatsApp ficam no ícone “Emoticon”. Para enviar, é só entrar em uma conversa tocar no ícone e, ao encontrar as figurinhas, selecionar a sua desejada. Basta tocar para enviar. Para guardar uma figurinha enviada por outra pessoa à sua coleção, basta “marcar com estrela” a mensagem.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Twitter bloqueia robô que denuncia gastos suspeitos de deputados brasileiros

Publicado

por


O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar
Reprodução/Twitter

O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar

O perfil da robô Rosie, que identifica e denuncia despesas irregulares de deputados federais do Brasil, está bloqueado há três dias no Twitter. A suspensão pode ser consequência do esforço da rede social para conter a proliferação de contas automatizadas, muitas vezes utilizadas para disseminação de ódio e notícias falsas. Os desenvolvedores do projeto, porém, alegam que a rede social ainda não justificou o bloqueio da conta.

Leia também: Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories

A Rosie é, na verdade, parte de um programa de transparência de dados criado há cerca de três anos e chamado Serenata de Amor. Automatizado, o perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e divulgava, pelo menos até então, reembolsos irregulares ligados à Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, um valor fixo que deputados recebem para despesas como alimentação e hospedagem.

A conta não foi proibida de publicar tuítes na rede social, mas sim de fazê-lo de forma automatizada, isto é, sem a necessidade de interferência humana. O problema é que o volume de dados analisado pela Rosie é muito grande e divulgá-los manualmente levaria mais tempo e custaria mais dinheiro aos desenvolvedores do projeto.

Leia mais:  “Bolsokid”: quarto filho de Bolsonaro tem canal no Youtube e transmite jogos

Ao tuitar, Rosie está programada para mencionar o perfil do deputado ou deputada cujos gastos foram considerados irregulares. Como um dos critérios do Twitter para suspender uma conta é analisar se ela frequentemente menciona pessoas com as quais não interage, é provável que isso tenha colaborado para a suspensão de Rosie. Assim como ela, o processo de análise de perfis pelo Twitter também é automatizado.

Em entrevista à Folha de S. Paulo , Eduardo Cuducos, cofundador do Serenata de Amor , questionou o bloqueio de Rosie, alegando que o robô é diferente daqueles normalmente banidos na rede social. “Nosso bot [abreviação de robot , ou robô em inglês] é explícito, nós avisamos que se trata de um robô. Não é um robô que tenta se passar por uma pessoa”, explicou.

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Nesta segunda-feira (18), o perfil de Rosie deu início a uma campanha chamada #DesbloqueiaRosie para chamar a atenção do Twitter e pedir que a rede social cancele a suspensão da conta. Em outro tuíte, o perfil se justifica dizendo que não é como os robôs “que tuítam sem fontes” e que tudo o que publica é baseado em dados disponibilizados pela própria Câmara dos Deputados via Lei de Acesso à Informação (LAI).

Leia mais:  Netflix divulga lista com séries e filmes mais vistos no mundo em 2018; confira




Até Marina Silva (Rede), ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência no ano passado, se juntou ao movimento #DesbloqueiaRosie. Em sua conta no Twitter , Marina defendeu Rosie dizendo que o robô ajuda a combater abusos com o dinheiro público e que “a sociedade quer mais transparência, e não menos”.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana