conecte-se conosco


Política

Comissão se reúne com governador de MT para debater sobre a Santa Casa

Publicado

class=”olho”>RÁDIO CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
03/04/2019
Comissão se reúne com governador de MT para debater sobre a Santa Casa
No final da tarde desta segunda-feira (01), foi realizada mais uma força-tarefa em busca de reabrir as portas da Santa Casa de Misericórdia. A reunião aconteceu no Palácio Paiaguás e contou com a presença do governador Mauro Mendes, prefeito Emanuel Pinheiro, secretários, deputados estaduais, vereadores, e ainda uma comissão da Santa Casa.
“Essa reunião foi muito proveitosa, mas para que tudo avance depende da Santa Casa. Hoje o governador Mauro Mendes avançou muito juntamente com o prefeito Emanuel Pinheiro e cada um está fazendo a sua parte, mas agora depende muito mais dos diretores da Santa Casa, já que não se coloca dinheiro público em uma iniciativa privada se não tiver uma prestação de contas”, disse o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Misael Galvão (PSB).
O secretário de saúde, Gilberto Figueiredo, também se pronunciou a favor da reunião e reforçou que a participação efetiva da Santa Casa é de suma importância para que haja a reabertura. “Ficou muito claro que para que se possa buscar uma solução definitiva há necessidade de que a Santa Casa abra todas as informações necessárias para que todos tenham conhecimento profundo da situação”, contou.
O vereador Luís Cláudio (PP) reafirmou que o foco é voltar com os atendimentos e realizar o pagamento dos funcionários. “O foco principal é cuidar dessa abertura e dos salários atrasados. A Santa Casa precisa apresentar os números oficiais para a sociedade, para o governo do estado, para a prefeitura e também os planos de ação e gestão do que ela pode fazer a partir do momento em que for apontado qualquer recurso, devolver em serviço para a sociedade”.
Segundo o prefeito, dois compromissos foram firmados com a comissão da Santa Casa.
“Estamos juntos buscando ajudar a resolver o problema da Santa Casa e cada um tem que fazer sua parte para colocar em movimento. Mas é como o governador pontuou, ficou definido que a Santa Casa tem dois compromissos com o grupo que estava sentado aqui hoje. O primeiro é abrir definitivamente e de forma transparente as contas da santa casa para sabermos o que de fato é a divida. Segundo ponto é apresentar um plano de ação daqui para frente de como a Santa Casa vão funcionar, quais serviços vão prestar”, explicou.
Misael ainda destacou a união da classe política nessa situação. “Isso é um avanço muito grande, a classe política deve se reunir para discutir essas situações. Todos estão juntos em busca da abertura da Santa Casa e do pagamento dos servidores”, finalizou.
Susan Bento | Câmara Municipal de Cuiabá

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Comentários Facebook
Leia mais:  Duas mulheres já ocuparam a presidência durante as 19 legislaturas
publicidade

Política

Davi anuncia para esta quarta instalação da comissão mista da reforma tributária

Publicado

por

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, anunciou que a comissão mista da reforma tributária será instalada nesta quarta-feira (19). A declaração foi dada a jornalistas logo após ele ter recebido o governador de São Paulo, João Doria, na residência oficial do Senado. Segundo Davi, os 50 membros já foram indicados pelos líderes partidários. Serão 25 senadores e 25 deputados que, segundo o presidente, ajudarão na consolidação de um texto comum.

— Naturalmente, a construção de uma matéria tão importante, aguardada há décadas, tem vários atores envolvidos. Os estados, com legitimidade, têm se posicionado em relação a alguns pontos da reforma. Mas todos aqueles governadores com quem tenho conversado são favoráveis, porque a reforma desburocratiza a vida das pessoas.

A comissão especial servirá para debater os textos que tramitam na Câmara PEC 45/2019, no Senado PEC 110/2019 e o a ser enviado pelo governo, com vistas à definição de um projeto de conciliação. Assim como Davi, João Doria também destacou a importância de buscar um acordo sobre a matéria, mas disse que deverá haver uma posição conjunta dos estados sobre o assunto.

Leia mais:  Duas mulheres já ocuparam a presidência durante as 19 legislaturas

— Minha posição coincide com a do presidente Davi Alcolumbre: é conciliar todos os textos, buscando a melhor alternativa, e com diálogo. A intenção é estabelecer pontos em comum para este debate. Não é uma visão de São Paulo, mas do Brasil. E o Fórum de Governadores contribuiu nesse sentido — avaliou.

Fonte: Agência Senado

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana