conecte-se conosco


Saúde

Com covid-19, apresentador está na UTI com 70% do pulmão comprometido

Publicado

O apresentador Alexandre Mota, do programa Balanço Geral da TV Vila Real, está internado em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) após ter sido infectado pela covid-19. Informações de familiares apontam que o profissional de comunicação está com 70% do pulmão comprometido por conta de complicações da doença.

 

Mota foi encaminhado ao Hospital São Mateus, em Cuiabá, na sexta-feira (3). Antes disso, ele havia feito uso de antibióticos em casa, mas o avanço da doença contra seu sistema imunológico forçou a internação do comunicador.

Inicialmente, Mota ficou internado em leito de enfermaria. Porém, com o agravamento da infecção, o apresentador foi encaminhado à UTI. Em postagem no Instagram, Séfora Mota, esposa do comunicador, disse que o marido estava com muita febre e fazia uso de ventilador mecânico, mas não estaria entubado.

 

Antes da internação, Mota cumpria isolamento domiciliar. O apresentador é obeso e tem problemas respiratórios agudos, características que são consideradas comorbidades para pessoas infectadas pela covid-19.

 

Leia mais:  Agemed é condenada por negar UTI a paciente que sofreu AVC

Sem previsão de receber alta, o apresentador segue internado. Diante da situação, a família tem pedido orações aos amigos do profissional por meio das redes sociais.

 

Mota estreou no programa Balanço Geral no dia 27 de abril deste ano, apresentando conteúdo variado e reportagens com cobertura de temas a nível estadual.

Por: gazetadigital

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Saúde quer sugestões sobre protocolo para tratamento de obesidade

Publicado

Contribuições podem ser dadas até 10 de agosto

O Ministério da Saúde abriu, nessa quarta-feira (29), consulta pública para receber contribuições sobre o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) do Sobrepeso e Obesidade em adultos.

Representantes da sociedade civil e profissionais de saúde podem contribuir por meio de produções científicas ou relatos de experiências até o dia 10 de agosto.

De acordo com a pasta, o material foi elaborado para subsidiar profissionais, gestores e usuários para a importância de práticas de cuidado multiprofissionais como instrumento para prevenção e controle da obesidade e do sobrepeso no país.

O protocolo tem informações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento da condição de sobrepeso e obesidade. Inclui ainda orientações relacionadas ao monitoramento, além de indicações para gestores.

A obesidade é uma das doenças que mais tem crescido nos últimos anos em nível global. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que os índices de obesidade e sobrepeso quase triplicaram desde 1975. Em todo o mundo, existem pelo menos 650 milhões de obesos.

De acordo com Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2018, no Brasil uma em cada cinco pessoas é obesa e mais da metade da população das capitais estão com excesso de peso.

Leia mais:  Prefeito em MT ameaça mandar prender cidadão que não usar máscara nas ruas

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana