conecte-se conosco


Tecnologia

Celulares Android podem ser invadidos por hackers; veja lista de modelos

Publicado

Olhar Digital

hacker arrow-options
Unsplash

Hacker podem invadir celulares Android


Dez dos telefones Android mais populares do mercado podem ser hackeados facilmente por uma vulnerabilidade que apresentam nos comandos AT. A informação foi dada por uma comissão de especialistas das Universidades de Purdue e Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, que emitiu um relatório apontando os potenciais perigos para os usuários destes telefones.

Segundo os pesquisadores, os ataques ocorrem por meio de conectores Bluetooth baratos ou instalação de uma estação maliciosa de carregamento USB , em que os criminosos podem enviar comandos AT para enganar o dispositivo e filtrar informações.

Leia também: Criminosos clonam WhatsApp com facilidade; saiba como evitar

Os telefones vulneráveis, segundo a pesquisa realizada, são:

  • Samsung Galaxy S8+
  • Samsung Galaxy S3
  • Huawei P8 Lite
  • Huawei Nexus 6P
  • Samsung Note 2
  • Google Pixel 2
  • LG G3
  • LG Nexus 5
  • Motorola Nexus 6
  • HTC Desire 10 Lifestyle

Como a vulnerabilidade está localizada nos comandos AT, os hackers podem “obter números IMEI e IMSI, interceptar chamadas , encaminhar chamadas para outro número, bloquear a função de chamada, remover acesso à Internet e muito mais”, afirma a comissão. Nos testes realizados, nenhum iPhone foi afetado.

Leia mais:  Novos emojis, fotos melhores e mais privacidade: veja as novidades do iOS

“O impacto desses ataques varia da exposição de informações confidenciais do usuário à interrupção completa do serviço”, comunicaram os pesquisadores Hussain e Karim, da Universidade de Purdue, ao TechCrunch .

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

WhatsApp deixa de mostrar status ‘online’ e ‘visto por último’, relatam usuários

Publicado

por

O WhatsApp se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter nesta sexta-feira (19) depois que usuários perceberam mudanças inusitadas em seu funcionamento. O aplicativo de mensagens deixou de mostrar o status “online”, “visto por último”, “digitando” e “gravando áudio” em suas conversas. Ao atualizar o aplicativo mudanças serão percebidas.

As novidades deixaram os internautas confusos sobre um possível erro no sistema, já que a empresa de Mark Zuckerberg não anunciou as atualizações. Antes, os usuários do aplicativo conseguiam apenas optar por desabilitar a função de “visto por último” e a de “confirmação de leitura” nas configurações de privacidade.

REUTERS/Thomas White

Segundo o site Downdetector, que monitora o relato de erros em redes sociais, o número de reclamações sobre o mau funcionamento do Whatsapp começou às 13h e atingiu seu pico às 14h.

Downdetector gráfico

Gráfico do Downdetector mostra pico de reclamações sobre mau funcionamento do WhatsApp

Entre os afetados pelas alterações repentinas, existem os que ficaram felizes pela maior privacidade e aqueles que lamentaram a falta de informações sobre seus contatos. E ainda no final da tarde desta sexta, alguns perfis no Twitter também começaram a relatar o retorno da visualização do status.

Leia mais:  Android ganha função de conversa automática com serviços emergenciais

Já entre os concorrentes, o Telegram ironizou a suposta falha no sistema, convidando os insatisfeitos com as novidades a “convidarem um amigo para ficar online” no aplicativo.

Procurada pela CNN, a assessoria do WhatsApp ainda não respondeu ao contato para explicar as mudanças.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana