conecte-se conosco


Carros e Motos

Carro movido a jato atinge 806,1 km/h em deserto africano, Veja video

Publicado

source


Bloodhound LSR arrow-options
Divulgação

Bloodhound LSR: por enquanto, vem com motor de caça, mas logo terá que ser trocado por outro, de foguete

O recorde mundial de velocidade na terra ainda está para ser batido pelo modelo Bloodhound LSR. Por enquanto, o carro movido a jato conseguiu atingir 806,1 km/h durante testes nas areias do deserto da África do Sul. Com uma turbina Rolls-Royce EJ200 na traseira, o carro precisa de um para-quedas para ajudar a ser freado.

LEIA MAIS:  Bugatti Chiron alcança 490 km/h e bate recorde; confira o vídeo

A parte aerodinâmica do carro movido a jato é parecida com a de um foguete. E o projeto é da empresa Grafton LSR, com sede no Reino Unido, cujo pessoal trabalha para atingir a meta de alcançar as 1000 milhas por hora, ou 1.609 km/h, estabelecendo um novo recorde.

No ano que vem já deverão chegar nos 763 mph, ou 1.227,7 km/h. Ao volante estará o piloto de caça supersônico Andy Green . Mas para chegar nesse patamar de velocidade será preciso trocar o motor de avião por outro, de foguete. E o local para atingir a marca insana é o deserto de Hakskeen Pan, onde o lago seco não tem pedregulhos que podem causar acidentes.

Leia mais:  Primeiro SUV elétrico da Audi está pronto para ganhar as ruas

LEIA MAIS: Koenigsegg acelera de 0 a 400 km/h em 31,49 segundos e bate recorde

Mesmo assim, cerca de 300 pessoas foram convocadas para limpar a pista de 19 quilômetros de extensão, onde o Bloodhound LSR acelera. Além do piso, as condições climáticas são fundamentais para conseguir bater o recorde. Portanto, apenas quanto não tiver chuva será possível trabalhar. Confira abaixo o video do carro movido a jato passando os 800 km/h.


Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Nova geração do Honda City será apresentada no próximo dia 25

Publicado

por

source
Honda, City, sedã arrow-options
Reprodução

Honda City em um dos flagras, ainda rodando camuflado. Enfim, a nova geração deverá ter controle de estabilidade

Após diversas especulações, a Honda bateu o martelo sobre a data de estreia da nova geração do City. O modelo compacto será mostrado na Tailândia no próximo dia 25 de novembro e deverá chegar ao mercado asiático no início de 2020. No Brasil, sua estreia é aguardada para o primeiro semestre de 2021.

LEIA MAIS: Honda Fit da nova geração terá sistema híbrido mais inteligente

Poucos detalhes foram revelados pela fabricante japonesa. A única coisa que sabemos é que, nas palavras da própria Honda, a próxima geração do City será mais esportiva e luxuosa, além de contar com mais espaço.

A mídia asiática sugere que a próxima geração do City terá motor 1.0 turbo, de três cilindros, na casa dos 120 cv. As versões mais baratas terão câmbio manual de seis marchas, enquanto o topo de linha contará com transmissão automática do tipo CVT.

Leia mais:  Primeiro SUV elétrico da Audi está pronto para ganhar as ruas

Rumores sobre versão híbrida

Honda, City, sedã arrow-options
Reprodução

Traseira do Honda City vai manter as linhas de um sedã tradicional, ao contrário do que aconteceu com o novo HB20S

O site indiano Livemint foi o primeiro a levantar a bola de que o Honda City poderia ter uma inédita versão híbrida. De acordo com a apuração, o modelo terá motor 1.5 a combustão, funcionando com outro propulsor elétrico para aumentar a autonomia. A configuração já se faz presente no sedã Insight.

LEIA MAIS: Veja todos os lançamentos da Toyota no Brasil até 2022

A identidade visual deverá se basear nas linhas do Accord atual, com ampla grade frontal e faróis com LED no lugar de lâmpadas convencionais. Dessa vez, o carro contará com controle eletrônico de estabilidade, item que será obrigatório em novos projetos a partir de 2020, e em todos os carros vendidos no Brasil, a partir de 2022.

O City ficou defasado

Honda City EX arrow-options
Divulgação

O Honda City nacional não traz controle de estabilidade e tração. Item que será obrigatório em 2022

Leia mais:  Mitsubishi Pajero Sport de muda de visual novamente, mas fora do Brasil

Com a chegada de novos rivais, o Honda City ficou ultrapassado em nosso mercado, devendo itens que serão requisitos mínimos em um curto período de tempo (como os controles de estabilidade e tração).

LEIA MAIS: Saiba quais são as novidades na categoria dos elétricos e híbridos no Japão

Nos últimos anos, o VW Virtus estreou cluster 100% digital, o Ford Ka ganhou sistema de chamada de emergência e o Chevrolet Onix Plus apostou em internet wi-fi a bordo. Sem falar na defasagem do conjunto mecânico do City, que ainda conta com o motor 1.5, de quatro cilindros, lançado em 2008 no “irmão “Fit. Os rivais, vale lembrar, já integram motores 1.0, de três cilindros e turbinados. Uma renovação completa seria bem-vinda.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana