conecte-se conosco


Entretenimento

Carol Trentini sobre carreira musical: “Mais cedo ou mais tarde acontece”

Publicado

Na última quinta-feira (14) a supermodelo internacional Carol Trentini, de 31 anos de idade, compareceu ao lançamento da edição de março da revista Le Lis Blanc . Durante sua passagem pelo evento que aconteceu na Oscar Freire, região nobre da cidade de São Paulo, a loira falou ao iG Gente sobre ilustrar a capa da revista , trabalhos e seu futuro na música.

Leia também: Carol Trentini recebe top internacional no aniversário de seu filho


Carol Trentini fala sobre carreira musical, sensação de ser a conver girl e muito mais
Divulgação / Le Lis Blanc

Carol Trentini fala sobre carreira musical, sensação de ser a conver girl e muito mais

Mesmo após posar para revistas consagradas, como Vogue , e grifes atemporais, segundo Carol Trentini o sentimento de estampar uma capa, apesar de não mudar, continua estimulante: “Sim, é legal poder viver essa personagem… e quando você está na capa você acaba podendo ver o resultado antes. É meu trabalho desde os 15 anos, né… estar na capa é sempre um momento legal”.  

Leia também: Carol Trentini abre desfiles da 45ª edição da SPFW neste sábado

Leia mais:  Gracyanne Barbosa posa de vestido e é comparada a Kim Kardashian por Maisa

Em 2018, a supermodelo ganhou espaço nos holofotes ao cantar True Colors , de Cyndi Lauper, no programa “Popstar”, da Rede Globo . Totalmente fora de sua zona de conforto, a artista foi elogiada pelo público e pela crítica da atração.

Sobre planos para produzir um álbum ou EP para atuar nas paradas musicais, a loira não demonstra interesse. “Por enquanto não, isso foi muito fora de tudo que eu já fiz. Talvez eu pense em alguma coisa para registrar esse momento que eu adorei fazer parte e ter essa experiência para mim. Mais cedo ou mais tarde acontece. Foi uma brincadeira, mas foi séria”.

Sobre ter uma carreira na música , Trentini demonstra satisfação com o ramo fashion:  “ Nunca foi meu foco e graças a Deus eu estou bem na minha carreira, estou com o prato bem cheio”, comenta em tom humorado.

Leia também: Carol Trentini surpreende e já é uma das principais atrações do “Popstar”

Sobre os planos futuros, Carol Trentini se anima com a agenda lotada: “Tem coisas minhas para sair, tem coisas que eu vou viajar para fazer ainda… também fiz uma campanha de perfume agora, carreira de modelo é muito isso, você tem que viver o momento”.

Leia mais:  Luan Santana é o Bradley Cooper de Paula Fernandes em versão nacional de Shallow

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Durante agradecimento, brasileiro vencedor em Cannes discursa sobre política

Publicado

por

“A vida invisível de Eurídice Gusmão”, de Karim Aïnouz, venceu o prêmio de melhor filme na mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes nesta sexta (24). Durante o dicurso de agradecimento, o diretor do filime criticou o momento político do Brasil.

Leia também: De obra prima a desleixado, novo filme de Tarantino divide opiniões em Cannes


Filme sobre mulheres vítimas do patriarcado é aplaudido no Festival de Cannes
Divulgação

Filme sobre mulheres vítimas do patriarcado é aplaudido no Festival de Cannes


Leia também: Com espartilho apertado, Elle Fanning desmaia no Festival de Cannes

“Estamos passando por um momento de intolerância muito grande no Brasil. As ameaças contra a educação, a criativaidade e a cultura são gigantescas. Quero dedicar o prêmio à vivacidade e às atrizes do meu filme, que estão aqui”, afirmou o diretor , durante seu discurso no Festival de Cannes , referindo-se a Carol Duarte e Julia Stockler, que interpretam as duas irmãs protagonistas de “ A vida invisível de Eurídice Gusmão ”.

Leia também: Novo filme de Karim Aïnouz vence mostra Um Certo Olhar em Cannes

“Tenho muito orgulho de representar o Brasil hoje. Também temos que celebrar outros filmes brasileiros aqui no Festival de Cannes este ano”, completou o brasileiro referindo-se a outros títulos da seleção oficial, como “Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho, a coprodução “O traidor”, de Marco Bellochio, que competem pela Palma de Ouro, e “Sem seu sangue”, de Alice Furtado, na mostra paralela Quinzena dos Realizadores.

Leia mais:  Famílias rivais, religião ebriga política: relembre os amores proibidos da TV

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana