conecte-se conosco


Cidades

Candidatos estão prontos para ‘ataques’ em debate

Publicado

Os dois concorrentes ao cargo de prefeito que vão participar do debate da TV Vila Real nesta sexta-feira (27) dizem estar preparados tanto para a apresentação de propostas quanto para ataques. Emanuel Pinheiro (MDB) e Abílio Junior (Pode) terão 2 horas para responder perguntas entre si e também questionamentos de jornalistas. O debate, começa às 11h, é a última oportunidade do eleitor conhecer as propostas dos candidatos que disputam o 2º turno em Cuiabá.

O marqueteiro do atual prefeito da cidade, Carlos Rayel, explica que o debate é a oportunidade de o eleitor comparar os candidatos e poder avaliar o conhecimento que cada um sobre a administração, porém, o confronto é inevitável e os candidatos não vão deixar de responder. “Quando são apenas dois, acaba estimulando o embate, mas a ideia sempre é debater propostas. A agressão não é o que o eleitor quer ver, mas não podemos fugir do debate, quem dá o tom são os dois debatedores e vai depender da estratégia de cada um no momento. Se você é agredido não vai deixar de responder. O intuito é debater propostas, mas não levar desaforo para casa”, ressalta Rayel. Abílio Júnior disse que vai apresentar suas propostas do plano de governo, mas que também espera um debate de ataques.

Leia mais:  Feira em comunidade rural terá palestras e sorteios

 

Regras
Durante o debate será expressamente proibido que os candidatos se ausentem do estúdio, exceção feita aos 10 minutos de intervalo para o horário eleitoral. Será proibido também o uso de ponto eletrônico, celular ou qualquer outro tipo de comunicação eletrônica entre os candidatos e seus assessores.

 

Também será proibido que os candidatos apresentem qualquer objeto ou documento que não seja o programa de governo ou bloco para anotação. O candidato que descumprir esta norma será punido com o corte de áudio e vídeo de sua fala e também perderá o tempo total de sua participação em curso, ou seja, perderá a vez de falar, seja para perguntar ou responder.

 

Direitos de resposta estão previstos somente em caso de ofensa pessoal. Cabe ao ofendido solicitar e ao mediador arbitrar a ocorrência ou não de ofensa. O tempo para a defesa é de um minuto.

Por: Gazetadigital

 

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura publica calendário de pagamento do IPTU; veja datas

Publicado

A Prefeitura de Cuiabá estabeleceu a programação para pagamento do IPTU em 2021, que deve começar a partir de 1º de março. O Decreto nº 8.285, que determina o cronograma, foi publicado na Gazeta Municipal.

 

Assim como em outras edições, o pagamento poderá ser feito em cota única ou em até oito parcelas. O valor mínimo de cada parcela será de R$ 57,26.

 

Aqueles que não tiverem débitos de anos anteriores e optarem por quitar o IPTU em cota única até o dia 14 de abril, terão desconto de 10%. Os carnês serão enviados para todos os contribuintes que contam no Cadastro Imobiliário do Município.

 

Já as guias do IPTU de imóveis territoriais deverão ser retiradas nos postos de atendimentos do Município ou por meio do site.

 

A retirada presencial poderá ser feita no Centro Integrado de Atendimento ao Contribuinte (CIAC), nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC-Norte e LAC-SUL), e em outros postos de atendimento que serão indicados pela Prefeitura de Cuiabá.

Leia mais:  Prefeitura de Cuiabá publica editais de convocação para quatro funções

 

Outra informação que o munícipe deverá ficar atento é em relação ao pedido de isenção do pagamento, que neste ano poderá ser feito no período de 1º de junho a 30 de julho, com validade até 2024.

 

Caso a solicitação seja indeferida, será concedido um prazo de 30 dias, a partir da ciência do contribuinte quanto à decisão, para que o valor seja pago sem desconto e sem a incidência de juros e multa.

 

“De acordo com os termos do art. 5º da Lei nº 5.355/2010, alterado pela Lei nº 5.797/2014, estão isentos do Imposto Predial e Territorial Urbano os imóveis residenciais com valor venal atualizado igual ou inferior a R$ 33.921, excluindo-se os imóveis territoriais, comerciais, unidades autônomas desdobradas com cadastro individualizado para fins tributários, chácaras de recreio e garagens de edifícios”, explica o decreto municipal.

 

Veja calendário de pagamento: 

 

Primeira parcela e cota única: 14 de abril

 

Segunda parcela: 14 de maio

 

Terceira parcela: 14 de junho

Leia mais:  Texto base da Politica Educacional do Município já é considerado marco para a Educação

 

Quarta parcela: 14 de julho

 

Quinta parcela: 13 de agosto

 

Sexta parcela: 14 de setembro

 

Sétima parcela: 14 de outubro

 

Última parcela: 12 de novembro

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana