conecte-se conosco


Tecnologia

Candidata à Presidência dos EUA, Tulsi Gabbard, processa o Google

Publicado

Olhar Digital

Tulsi Gabbard arrow-options
Divulgação

Democrata alega que suspensão temporária de sua conta no Google Ads prejudicou o crescimento da campanha

A candidata à presidência dos EUA , Tulsi Gabbard , processou o Google por suspender temporariamente sua conta de publicidade depois dos debates preliminares do Partido Democrata no mês passado. O processo, aberto em Los Angeles, acusa o Google de violar a Primeira Emenda, e Gabbard está buscando uma indenização de US $ 50 milhões e garantias de que o Google não vai mais “censurar ou restringir” sua página.

Saiba como será a Shoelace, nova rede social do Google

A ação alega que ela abriu uma conta no Google Ads para aproveitar a curiosidade dos eleitores sobre ela, uma candidata Democrata pouco conhecida. Mas em 27 de junho, após um pico de interesse por causa de um debate entre os candidatos do partido, o Google suspendeu a conta por 6 horas. A candidata afirma que a empresa impediu que sua campanha ganhasse força após o primeiro debate democrata ao suspender a conta de publicidade.

Leia mais:  Como transferir seus dados de um Iphone para Android

“O Google usou seu controle sobre o discurso político online para silenciar Tulsi Gabbard, uma candidata que milhões de norte-americanos querem ouvir”, diz a denúncia. “Com este processo, Tulsi procura impedir o Google de interferir ainda mais nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2020”.

Em um comunicado, Gabbard acrescentou: “As ações discriminatórias do Google contra a minha campanha refletem o quão perigoso é o domínio completo sobre as buscas na Internet e como o crescente domínio das grandes empresas de tecnologia sobre nosso discurso público ameaça nossos valores americanos. Isso é uma ameaça para a liberdade de expressão, eleições justas e para a nossa democracia, e eu pretendo lutar contra isso em nome de todos os americanos”.

O Google citou “problemas com informações de faturamento ou violações de nossas políticas de publicidade” e depois “comportamento suspeito na atividade de pagamento em sua conta”. Em comunicado, o porta-voz, Riva Sciuto, disse que a conta foi automaticamente sinalizada. “Temos sistemas automatizados que sinalizam atividades incomuns em todas as contas de anunciantes – incluindo grandes mudanças nos gastos – para evitar fraudes e proteger nossos clientes”, diz Sciuto. “Nesse caso, nosso sistema acionou uma suspensão, mas a conta foi restabelecida pouco tempo depois”.

Leia mais:  PlayStation 5 deve chegar ao mercado em novembro do ano que vem

Um porta-voz da campanha de Gabbard, Cullen Tiernan, discordou da explicação, “o Google pode culpar os sistemas automatizados, mas a realidade é que não existe transparência alguma, o que torna difícil determinar a verdade”. Vale lembrar que Gabbard não é a única candidata democrata a criticar ou ameaçar o Google e outros gigantes da tecnologia. A senadora Elizabeth Warren (D-MA) propôs uma divisão massiva das grandes empresas de tecnologia.

Via: The Verge

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

WhatsApp deixa de mostrar status ‘online’ e ‘visto por último’, relatam usuários

Publicado

por

O WhatsApp se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter nesta sexta-feira (19) depois que usuários perceberam mudanças inusitadas em seu funcionamento. O aplicativo de mensagens deixou de mostrar o status “online”, “visto por último”, “digitando” e “gravando áudio” em suas conversas. Ao atualizar o aplicativo mudanças serão percebidas.

As novidades deixaram os internautas confusos sobre um possível erro no sistema, já que a empresa de Mark Zuckerberg não anunciou as atualizações. Antes, os usuários do aplicativo conseguiam apenas optar por desabilitar a função de “visto por último” e a de “confirmação de leitura” nas configurações de privacidade.

REUTERS/Thomas White

Segundo o site Downdetector, que monitora o relato de erros em redes sociais, o número de reclamações sobre o mau funcionamento do Whatsapp começou às 13h e atingiu seu pico às 14h.

Downdetector gráfico

Gráfico do Downdetector mostra pico de reclamações sobre mau funcionamento do WhatsApp

Entre os afetados pelas alterações repentinas, existem os que ficaram felizes pela maior privacidade e aqueles que lamentaram a falta de informações sobre seus contatos. E ainda no final da tarde desta sexta, alguns perfis no Twitter também começaram a relatar o retorno da visualização do status.

Leia mais:  Fake news é o mais novo produto à venda na Deep Web

Já entre os concorrentes, o Telegram ironizou a suposta falha no sistema, convidando os insatisfeitos com as novidades a “convidarem um amigo para ficar online” no aplicativo.

Procurada pela CNN, a assessoria do WhatsApp ainda não respondeu ao contato para explicar as mudanças.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana