conecte-se conosco


Política

Câmara de VG abre processo para cassar vereador

Publicado

Câmara de Vereadores de Várzea Grande aprovou a abertura do processo de cassação do mandato do vereador Jânio Calistro (PSD), em sessão desta terça-feira (10). Jânio foi indiciado pela Polícia Civil pelo crime de tráfico de drogas.

Na mesma sessão ainda foi criada a comissão que vai apurar a conduta do vereador. O presidente da comissão processante é Valdemir Bernadino de Souza – Nana (DEM), relator Pedro Paulo Tolares – Pedrinho (DEM) e membro Willy Taborelli (PSC). Eles têm 90 dias para entregar um parecer sobre a cassação do vereador.

“Devemos sempre primar pela legalidade e, por isto, devemos seguir rigorosamente o nosso Regimento Interno, como também a Lei Orgânica do Município”, disse Nana.

Cleanup

O vereador foi preso durante a Operação Cleanup, deflagrada no dia 19 de dezembro de 2019, para dar cumprir 56 ordens judiciais, sendo 23 mandados de prisão e 33 de busca e apreensão expedidos pela 3ª Vara Criminal de Várzea Grande, com objetivo de combater a ação de traficantes que atuam principalmente no município.

Leia mais:  Servidores públicos acompanham o recebimento do pacote de reformas na ALMT

De acordo com o delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixera, o vereador, que é policial civil aposentado, atuava junto ao grupo de traficantes, inclusive orientando compras e vendas de drogas.

Em janeiro, o desembargador Gilberto Giraldelli, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), negou o pedido de liberdade do vereador e classificou como temerária a possível saída dele da prisão.

Jânio Calistro e outras 32 pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil por atuação com o tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Comentários Facebook
publicidade

Política

Presidente da AL tem sintomas em MT

Publicado

por

Mais dois chefes de Poderes foram diagnosticados com o novo coronavírus. O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro Guilherme Malu, e o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM). A assessoria da Corte de Contas explicou que, apesar do exame PCR de Maluf ficar pronto somente nesta terça-feira (14), “os exames preliminares de Tomografia Computadorizada já confirmaram o diagnóstico”.

O conselheiro já iniciou o tratamento em um hospital na cidade de São Paulo e a sessão do TCE desta terça foi cancelada. Já Botelho apresentou sintomas da doença, como febre, dor no corpo e tosse. Ele está em recuperação.

O parlamentar não deverá presidir a sessão da próxima quarta-feira (15). Apesar do diagnóstico, o líder do governo, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM, acredita que não  se deve adiar a 2ª votação da reforma da Previdência. “Nós temos prazos e calendário.

Acredito que o presidente pode participar da sessão de casa e outra pessoa pode presidir a sessão sem problema algum”, disse. Botelho é o 7º parlamentar infectado. Antes, os deputados estaduais Wilson Santos (PSBD), Max Russi (PSB),Paulo Araújo (PP), Faissal Calil(PV), Walmir Moretto (PRB) e Thiago Silva (MDB) foram diagnosticados.

Leia mais:  Toque de recolher começa neste sábado em Cuiabá

Já no Executivo estadual, além do governador Mauro Mendes (DE), foram infectados os secretários Gilberto Figueiredo (Saúde), Allan Kardec (Cultura), a secretária-adjunta Laice Souza (comunicação) e o chefe de gabinete do governador, ‘Beto 2 a 1’.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana