conecte-se conosco


Esportes

Calderano fecha 2019 em competição com 15 melhores do ranking mundial

Publicado

Sexto melhor do mundo, atrás apenas de mesatenistas asiáticos, o carioca Hugo Calderano disputa a partir da próxima sexta-feira (13) o ITTF World Tour Grand Finals, competição que reúne os dezesseis melhores do circuito mundial. A disputa será na cidade de Zhengzhou,na China, onde foram sorteados hoje (11) as chaves. Hugo Calderano estreia na madrugada da próxima sexta-feira (13), contra o japonês Jun Mizutani,14º do ranking mundial, à 0h40 (horário de Brasília).

elgimuvx0aegipb

ITTF / Divulgação

Em caso de vitória, o brasileiro voltará a enfrentar nas quartas de final o atual número dois do mundo, o chinês Fan Zhendong, numa reedição do que ocorreu na edição World Tour Finals, do ano passado.Na época, Calderano levou a melhor sobre Zhendong, que em 2018 liderava o ranking mundial.

E pelo histórico em competições internacionais nesta temporada, a expectativa é de que o brasileiro avance às fases finais do torneio. Este ano Calderano foi semifinalista nos Abertos da Austrália, Hungria e República Theca. Também sagrou-se bicampeão na Copa Pan-Americana, em Porto Rico,  e foi ouro na disputa individual e nas duplas – ao lado de Gustavo Tsuboi – no Pan-Americano de Lima (Peru), quando garantiu vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Leia mais:  Flamengo vence Grêmio e pode ser campeão Brasileiro no próximo domingo

O desempenho do atleta este ano foi reconhecido por aqui: na noite desta terça-feira (10), Calderano foi eleito Atleta da Torcida no Prêmio Olímpico Brasileiro com quase metade (47%) dos votos populares.

Edição: Guilherme Neto

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Fórmula 1 cancela GP Brasil este ano em Interlagos

Publicado

A Fórmula 1 cancelou hoje (24) o Grande Prêmio (GP) do Brasil que ocorreria em 15 de novembro. Será a primeira vez, desde 1973, que a corrida não será realizada no país. O anúncio feito nesta sexta-feira (24) por meio de nota oficial da  Fórmula One Management, organizadora do evento. 

Além do GP do Brasil no autódromo de Interlagos, também foram cortadas da temporada deste ano outras três provas: Canadá, Estados Unidos e México. As corridas estavam previstas para acontecer entre outubro e novembro, com exceção do GP do Canadá, que seriam em em junho.

O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas, comentou a decisão durante coletiva de imprensa sobre a situação da pandemia do novo coronavírus (covid-19), em São Paulo. Covas disse que a prefeitura vai respeitar a decisão dos organizadores da Fórmula 1. No entanto, ressaltou que a capital paulista, em novembro, estará em situação melhor do que nas cidades onde já ocorreram corridas este ano. Covas afirmou ainda que as tratativas pra renovação do contrato da Fórmula 1 em Interlagos no ano que vem continuam. O contrato termina este ano.

No início deste mês, o chefe da Mercedes, o austríaco Toto Wolff, já havia se pronunciado sobre a inviabilidade de realização do GP no país. Na ocasião, ele revelou o teor da conversa que teve com o diretor executivo da F1, o norte-americano Ross Brown, sobre o risco de realizar o GP no Brasil diante do descontrole da pandemia do novo coronavírus (covid-19) no país.

Leia mais:  Levir Culpi é demitido do Atlético-MG após goleada do Cerro na Libertadores

Por meio de mensagem publicada o Twitter, os organizadores comentaram a decisão.

“Com a pandemia da COVID-19 em curso, significa que, infelizmente, não será possível competir no Brasil, EUA, México e Canadá este ano. Esperamos voltar na próxima temporada para as Américas para fazer um show para nossos fãs apaixonados da região.” e ainda completou em nota publicada no site – “Também queremos prestar homenagem aos nossos incríveis parceiros nas Américas e esperamos voltar com eles na próxima temporada, quando mais uma vez conseguirem emocionar milhões de fãs ao redor do mundo.”

Por meio de nota oficial, a  assessoria de comunicação da empresa Interpub, responsável pelo GP Brasil, disse: “Sobre as notícias divulgadas hoje, 24/07/2020, dando conta do cancelamento do GP Brasil de Fórmula 1 e das demais corridas das Américas, comunicamos que não recebemos até o presente momento nenhuma comunicação oficial da Federação Internacional de Automobilismo e, dessa forma, não poderemos nos manifestar”.

A Fórmula 1 deveria iniciar em março, mas teve de ser adiada por causa da explosão de casos de covid-19 pelo mundo. Ao todo, 15 provas já foram afetadas pela insegurança sanitária, sendo que sete delas (Austrália, Mônaco, França, Holanda, Azerbaijão, Cingapura, Japão, Brasil, Canadá, Estados Unidos e México) foram canceladas. Já outras quatro provas acabaram adiadas (Bahrein, Vietnã, China e Espanha).

Leia mais:  Mexicanos lamentam ausência da seleção na Copa América: “Sentimos saudade”

Por outro lado, mais três circuitos foram confirmados para a temporada 2020. Em Nürburgring (GP da Alemanha), acontecerá em 11 de outubro. Já o de Portimão (GP de Portugal) aparece como novidade. Ele foi agendado para 25 de outubro, e será a primeira vez que o Circuito Internacional de Algarve sediará uma corrida de F1. O país não recebia um evento de Campeonato Mundial da categoria desde 1996. Por fim, o de Ímola (GP da Emilia Romagna) está marcado para 1º de novembro, na Itália.

Com o calendário revisado devido à pandemia, os organizadores da Fórmula 1 reiteraram o objetivo de completar o Campeonato Mundial com a disputa de 15 a 18 provas. Inicialmente era previsto 22 circuitos. O encerramento da competição deverá acontecer em dezembro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Por Rafael Monteiro – Repórter da Rádio Nacional – Rio de Janeiro

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana