conecte-se conosco


Esportes

Brasil vence Coreia do Sul em último jogo do ano da seleção

Publicado

Após cinco jogos sem vencer, a seleção brasileira de futebol espantou a má fase ao derrotar por 3 x 0 a Coreia do Sul, no estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos).  As cinco modificações feitas pelo técnico Tite, em relação ao time que perdeu para a Argentina no domingo (17), surtiram efeito em campo. O ataque brasileiro ganhou velocidade e ficou mais criativo.

E o primeiro gol saiu logo aos 9 minutos de partida, depois de uma linda jogada do meia Phillipe Coutinho – que entrou hoje (17) no lugar de William: ele rolou para Renan Lodi cruzar na medida para Lucas Paquetá abrir o placar de cabeça. Lodi substituiu hoje Alecsandro, machucado.

As outras três alterações feitas por Tite também contribuíram na vitória desta terça-feira (19). Richarlison iniciou a partida no lugar do atacante Roberto Firmino, no meio-campo Fabinho substituiu Casemiro, e na zaga Marquinhos entrou no lugar de Thiago Silva, herdando também a braçadeira de capitão.

Danilo fez o terceiro gol da seleção, aos 14 minutos do segundo tempo

Danilo fez o terceiro gol da seleção, aos 14 minutos do segundo tempo – Lucas Figueiredo/CBF

 

Leia mais:  Corinthians anuncia volta de Fábio Carille ao comando da equipe

Com mais mobilidade do meio de campo para a frente, a seleção criou boas oportunidades de ampliar. Numa delas, Fabinho tinha acabado de roubar a bola e partia com ela, quando foi derrubado pelo atacante coreano Hee-Chan Hwang. Falta para o Brasil, que Coutinho cobrou com maestria aos 34 minutos, quebrando um jejum de cinco anos. O último gol em cobrança de falta da seleção foi marcado por Neymar, num confronto contra a Colômbia, em 05 de setembro de 2014.

Após o intervalo, a seleção seguiu no controle e não demorou para marcar o terceiro gol: aos 14 minutos Coutinho rolou para Richarlison, que passou para Lodi cruzar para Danilo estufar a rede com um golaço de fora da área. E a vantagem brasileira no placar poderia ter sido ainda maior: Richarlison perdeu uma boa chance de ampliar aos 22 minutos, e na sequência, aos 26, Gabriel Jesus recebeu de Coutinho mas chutou do lado de fora da rede. A Coreia do Sul teve sua melhor chance de descontar aos 29 minutos com Son Heung-Min, estrela do Tottenham (Inglaterra), que chutou duas vezes: na primeira Danilo afastou e depois o goleiro Alisson agarrou. 

Leia mais:  A história de Carlos Kukín Flores: o grande ícone do futebol alternativo

Já nos minutos finais, Tite promoveu várias substituições: Lucas Paquetá deixou o campo para Roberto Firmino entrar aos 38 minutos; o jovem atacante Rodrygo assumiu o ataque no lugar de Gabriel Jesus aos 41; e aos 42 o lateral-direito Emerson substituiu Renan Lodi, um dos principais destaque da partida.

 

Ficha Técnica:

Terça-feira, 19 de novembro de 2019

BRASIL  3 x 0  COREIA DO SUL

Amistoso

Local: Estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos-EAU)

Juiz: Ammar Al Jeneibi (EAU)

Assistentes: Ahmed Al Rashidi (EAU e Jassem Abdulla Al Ali (EAU)

Brasil: Alisson, Danilo, Marquinhos, Militão e Renan Lodi; Fabinho, Arthur e Paquetá; Gabriel Jesus, Firmino e Coutinho.

Coreia do Sul: Jo Hyeon-woo; Kim Moon-hwan, Kim Young-Gwon, Kim Min-jae e Kim Jin-Su; Jung Woo-young, Ju Se-jong, Son e Lee Jae Sung; Hee-Chan  Hwang e Hwang Ui-jo

Gols: no primeiro tempo Lucas Paquetá (8), Philippe Coutinho (35);  no segundo tempo Danilo (14).

Edição: Guilherme Neto

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Martine Grael e Kahena Kunze estarão em Tóquio 2020

Publicado

por

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze garantiram, no último final de semana, a participação na próxima edição dos Jogos Olímpicos. A vaga, em Tóquio, na disputa da classe 49er FX de vela, foi garantida no mundial realizado em Geelong (Austrália).

As brasileiras, que ficaram com o ouro nos Jogos do Rio (2016), carimbaram o passaporte para Tóquio ao terminarem o mundial na 12ª posição.

Além de Martine e Kahena, o final de semana também foi de classificação olímpica para Marco Grael e Gabriel Portilho. Eles defenderão o Brasil na classe 49er ao encerrarem o Mundial de Geelong na 13ª posição.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Leia mais:  Corinthians anuncia volta de Fábio Carille ao comando da equipe
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana