conecte-se conosco


Política

Botelho destaca conclusão do Centro de Treinamento da UFMT

Publicado

Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), participou da inauguração do Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT), nesta terça-feira (28), em Cuiabá. Oportunidade em que destacou a parceria entre Legislativo e Executivo à consolidação de ações para alavancar o estado. 

O parlamentar também lembrou a sua trajetória na UFMT, onde cursou Engenharia Elétrica, época em que praticava atletismo, esporte que iniciou na década de 70, na antiga Escola Técnica, hoje Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT. 

Com diversas autoridades presentes, Botelho parabenizou o governo por priorizar a retomada de obras paralisadas. “Fui atleta, sempre corri aqui nessa pista. Depois comecei a lecionar e não deu para seguir essa carreira. Então, em nome de todos os deputados, é uma satisfação estar aqui nesse momento. Estamos vendo que o que estamos fazendo está dando certo, dando resultados”, comemorou Botelho.

Ressaltou que logo no início da gestão de Mendes sugeriu a conclusão das obras inacabadas. “O governador Mauro Mendes tomou a decisão que eu sugeri para primeiro terminar essas obras que estavam paralisadas há muito tempo. Esta é uma delas que era para a Copa do Mundo. E o governador está inaugurando, inclusive, começando a obra que teve início na gestão Júlio Campos. O hospital central será referência de hospital público no país. É isso que queremos, resultados. A Assembleia Legislativa está pronta para trabalhar e ajudar a melhorar nosso estado”, concluiu o parlamentar.

Leia mais:  Deputados aprovam redução de penalidades e multas acessórias em Mato Grosso

Myrian Serra, reitora da UFMT, informou que a princípio o centro olímpico será utilizado pela Faculdade de Educação Física. “A partir de hoje começamos a dialogar na comunidade acadêmica, principalmente a faculdade de Educação Física, para que a gente possa administrar este espaço que é da comunidade, que é da UFMT e de Mato Grosso. Este é um espaço excelente e Mato Grosso e o Brasil ganham muito com este complexo”, afirmou a reitora.

Na oportunidade, o governador Mauro Mendes explicou sobre a retomada de obras paralisadas. “O COT era uma das responsabilidades que foram assumidas na época da Copa de 2014 e seis anos depois estamos finalizando esta e tantas outras obras que estão pendentes, não só ligadas à Copa, mas que estavam paralisadas em todo o estado. Vale ressaltar que retomamos mais de 200 obras no ano passado e este ano se Deus quiser iremos avançar muito para Mato Grosso virar esta página”, pontuou Mendes.

Também participaram os deputados Max Russi (primeiro-secretário da ALMT), Valmir Moretto (PRB), Paulo Araújo (PP), Wilson Santos (PSDB). 
COT – Com investimento de R$ 17 milhões, arquitetura moderna, o COT está dividido em três pisos e a área externa engloba arquibancada para o público, pista de atletismo seguindo padrões internacionais e campo de futebol. 

Leia mais:  Atendimentos do 1º semestre de 2019 do Espaço Cidadania supera o ano inteiro de 2018

 

Comentários Facebook
publicidade

Política

Eleições 2020: TSE libera ferramenta para consulta de candidaturas

Publicado

Sistema pode ser consultado por qualquer cidadão

Consultas por município e cargo, acesso à informações detalhadas sobre a situação dos candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, que pediram registro para concorrer às Eleições Municipais de 2020 já estão disponíveis na plataforma DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ferramenta traz ainda todos os dados declarados à Justiça Eleitoral, inclusive informações relativas às prestações de contas dos concorrentes

Acesso

O sistema é aberto a todos os cidadãos, sem necessidade de cadastro prévio ou autenticação de usuário. Na consulta, basta selecionar a unidade da federação no mapa ou a sigla do estado que quiser informações.

Na página principal do sistema, o interessado encontrará o quantitativo total de candidaturas por cargo (prefeito, vice-prefeito e vereador). No mapa do Brasil, é possível filtrar a pesquisa clicando na unidade da Federação e depois no cargo desejado. Em seguida, aparecerá uma lista com todos os políticos que concorrem ao cargo no estado.

Selecionado o nome do candidato, é possível obter informações sobre o seu número, partido, composição da coligação que o apoia (se for o caso), nome que usará na urna, grau de instrução, ocupação, site do candidato, limite de gasto de campanha, proposta de governo, descrição e valores dos bens que possui, além de eventuais registros criminais. Também é possível acompanhar a situação do pedido de registro e eleições anteriores das quais o candidato tenha participado.

Leia mais:  Deputados derrubam veto e aprovam projeto de autoria parlamentar sobre IPVA

Prazo

A ferramenta é atualizada toda hora à medida em que chegam solicitações de registros à Justiça Eleitoral. No dia 26 de setembro, às 19h, termina o prazo para os partidos políticos e coligações apresentarem o requerimento de registro de candidatos e chapas à Justiça Eleitoral.

Caso os partidos políticos ou coligações não tenham requerido o registro de algum candidato escolhido em convenção, a data-limite para a formalização individual do registro perante o TSE ou algum Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é o dia 1º de outubro, também até as 19h.

Situação da candidatura

A situação do registro do candidato aparece ao lado da foto, além do tipo de eleição à qual ele está concorrendo e um guia sobre os termos, inclusive os jurídicos, utilizados para definir a situação dele perante a Justiça Eleitoral.

Quando o processo é registrado na Justiça Eleitoral, é informada a palavra “cadastrado” e, em seguida, “aguardando julgamento”. Isso significa que o candidato enviou o pedido de registro de candidatura, mas o pedido ainda não foi julgado, ou seja, o processo está tramitando e aguarda análise.

Após o processo ser apreciado, o registro pode ser considerado “apto” ou “inapto”. Caso o candidato não tenha nenhuma contestação e o pedido tenha sido acatado, a situação que aparecerá no sistema será “apto” e “deferido”. Candidatos que aparecem como aptos, mas houve impugnações e a decisão é no sentido de negar o registro. Nesse caso, a situação será “apto” e o complemento será “indeferido com recurso”.

Leia mais:  Novo procurador-geral não deve ter “radicalismos”, diz Bolsonaro

Há ainda candidatos que apresentaram o registro e as condições de elegibilidade avaliadas foram deferidas pelo juiz e, no entanto, o Ministério Público Eleitoral (MPE) ou o partido recorreu da decisão. Nessa hipótese, a condição será “apto” e “deferido com recurso”.

Na situação de registro julgado como apto, ainda há possibilidades de situações como “cassado com recurso” ou “cancelado com recurso”. Isso ocorre quando o candidato teve o registro cassado ou cancelado pelo partido ou por decisão judicial, porém apresentou recurso e aguarda uma nova decisão.

Por fim, também consta do sistema a condição de “inapto”, com os complementos: “cancelado”, quando o candidato teve o registro cancelado pelo partido; “cassado”; “falecido”; “indeferido”, quando o candidato não reuniu as condições necessárias ao registro; “não conhecimento do pedido”, candidato cujo o pedido de registro não foi apreciado pelo juiz eleitoral; e “renúncia”.

Contas

O sistema também disponibiliza as informações relativas às prestações de contas dos candidatos das eleições. O usuário pode fazer a pesquisa das receitas dos concorrentes por doadores e fornecedores, além de acessar a relação dos maiores doadores e fornecedores de bens e/ou serviços a candidatos e partidos políticos.

Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana