conecte-se conosco


Esportes

Boca faz ótimo resultado e Palmeiras precisa de maior inspiração para avançar

Publicado


Benedetto saiu do banco para mudar o jogo e dar vantagem ao Boca em cima do Palmeiras na semifinal da Libertadores
Divulgação

Benedetto saiu do banco para mudar o jogo e dar vantagem ao Boca em cima do Palmeiras na semifinal da Libertadores

Faltou um Alex. Mas é injustiça dizer que simplesmente faltou um Alex. Faltou alguém para pensar o jogo, para fazer a bola chegar nos atacantes, para chutar de fora da área. Alguém para fintar o limitado meio de campo do Boca. Que fuzilasse com a perna esquerda. Que repetisse a semifinal de 1999, diante do também argentino River, em jogo complicado. Faltou – de fato – um Alex. Mas faltou – principalmente – vontade de ganhar. De jogar futebol. De não segurar o resultado.

Leia também: Verdão vacila no fim e perde para o Boca

O Palmeiras
entrou em campo na Bombonera para não perder. Foi completamente passivo e viu o Boca
ter as principais oportunidades. Weverton teve de fazer grandes defesas – entre elas um milagre em cobrança de falta – para evitar desastre pior na primeira partida da semifinal. A zaga foi razoavelmente bem, principalmente no primeiro tempo. Tirando o drible tosco que Luan tomou de Benedetto, no segundo gol argentino. O primeiro foi de bola parada. E bola parada sempre é culpa da defesa. Dava para evitar o resultado
adverso.

Leia mais:  Diego Hypolito aparece pela primeira vez com namorado em foto

Dava para ter colocado Lucas Lima antes. Nem que fosse no segundo tempo, na metade da etapa final, nos quinze últimos minutos. Lucas Lima seria opção para o último passe. Entrou tarde demais. Willian Bigode destoou. Destoou em um time que sequer conseguiu chegar na nota. Desafinou o grupo todo no famoso estádio azul e amarelo. Hyoran deveria ter ganhado chance. Felipão
é teimoso, porém. Para o bem e para o mal. Tem sido mais para o bem do que para o mal. Mas não foi o caso de quarta.

Leia também: Kroos defende permanência de Lopetegui no Real Madrid

A missão ficou dificílima. A Libertadores
tem gol fora no regulamento. Se o Boca fizer um em São Paulo, o Verdão terá de fazer quatro em casa. Dois a zero leva para os pênaltis. Os argentinos são bem mais limitados. São menos badalados, menos acreditados, menos valorizados do que os palmeirenses. Mas têm vantagem considerável e difícil de reverter. O alviverde vai ter de jogar com a alma e com o coração, especialidade de seu técnico. Mas terá de jogar – sobretudo – com coragem. A coragem que vinha tendo, mas que não teve na Bombonera.

Leia mais:  Flamengo vence o Avaí com shows de Gabigol e Reinier e continua líder

Leia também: Carta ao democrata Sócrates

Felipão terá de trocar o pneu com o carro andando para chegar ao resultado
. Sacudir a poeira e levantar a cabeça. Sábado já haverá final antecipada do Campeonato Brasileiro. O adversário será o Flamengo. Outro osso duro de roer. O final de semana e quarta devem definir o ano palmeirense. Certamente vai faltar um Alex, mas talvez sobre Felipão. O Palmeiras precisa de bola no chão e cabeça no lugar. E coragem. Muita coragem.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Martine Grael e Kahena Kunze estarão em Tóquio 2020

Publicado

por

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze garantiram, no último final de semana, a participação na próxima edição dos Jogos Olímpicos. A vaga, em Tóquio, na disputa da classe 49er FX de vela, foi garantida no mundial realizado em Geelong (Austrália).

As brasileiras, que ficaram com o ouro nos Jogos do Rio (2016), carimbaram o passaporte para Tóquio ao terminarem o mundial na 12ª posição.

Além de Martine e Kahena, o final de semana também foi de classificação olímpica para Marco Grael e Gabriel Portilho. Eles defenderão o Brasil na classe 49er ao encerrarem o Mundial de Geelong na 13ª posição.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Leia mais:  Time Brasil estreia no Circuito Mundial de vôlei na neve nesta sexta-feira
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana