conecte-se conosco


Tecnologia

Black Mirror? Aplicativo de namoro é desenvolvido com base no DNA dos usuários

Publicado

Olhar Digital

Aplicativo de namoro arrow-options
Unsplash/Afif Kusuma

Aplicativo de relacionamento visa diminuir doenças


Os geneticistas de Harvard possuem uma lista com diversos objetivos a serem alcançados no campo da pesquisa genética. Dentre suas pretensões estão reverter o envelhecimento humano e até mesmo ressuscitar um mamute. Mas também há ideias em outros campos, como criar um aplicativo de namoro que mostre a probabilidade de não transmitir doenças .

A ideia dos pesquisadores é desenvolver um aplicativo com base no DNA , que mostra a possibilidade dos usuários transmitirem qualquer categoria de doença para seus filhos. Para entender como isso funciona, é preciso conhecer um pouco sobre alguns conceitos de herança genética. Mais precisamente, sobre genes dominantes e recessivos.

Leia também: Aplicativo de traição mostra que usuários são fiéis… aos seus empregos

Como os nomes já dizem, os genes dominantes têm precedência sobre os recessivos – o que significa que se duas pessoas têm um bebê e uma delas possui um gene dominante para uma característica e a outra possui um gene recessivo, é provável que o gene dominante se manifeste no bebê.

Leia mais:  Samsung anuncia que Galaxy Z Flip custará R$ 9 mil no Brasil

Em um exemplo simplificado: o gene da cor dos olhos castanhos é dominante, enquanto o azul é recessivo; portanto, se uma pessoa de olhos castanhos e uma de olhos azuis tiver um filho, provavelmente ele terá olhos castanhos.

Algumas doenças e condições genéticas são causadas por genes recessivos. Uma pessoa comum carrega cerca de 20 genes recessivos, mas na maioria das vezes nem o conhece porque também herdou um gene dominante “saudável” de seus pais, o que acaba por limitar a ação desse gene.

Leia também: Fala de políticos com o crush? Tinder revela nomes mais citados no app nos EUA

Entretanto, se um portador de um gene recessivo causador de uma doença acaba tendo um bebê com alguém que carrega o mesmo gene, seus filhos têm 25% de chance de sofrer da doença – e essa é uma situação que o aplicativo de namoro quer evitar.

Em uma entrevista ao programa 60 minutes da CBS , George Church, geneticista que defende a criação do polêmico aplicativo , declarou que ele vai servir para “descobrir com que você é compatível”. Entretanto, vale lembrar que ainda estamos longe de um mundo em que todas as pessoas tenham seu DNA sequenciado – esse processo pode levar décadas para ser concluído. Inclusive o mapeamento genético no Brasil é algo recente e sem grande escala por ora.

Leia mais:  Huawei promete smartwatch para quem nadar no Rio Tâmisa

Ainda que a criação desse aplicativo possa parecer boa para alguns, ele apresenta uma ideia utópica um pouco longe da realidade. Afinal, algumas pessoas parecem não estar dispostas a deixar que seus dados genômicos determinem com quem eles devem iniciar uma família. Além do fato de que há a possibilidade de dois portadores de um gene recessivo para uma doença terem um filho saudável.

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Xiaomi lança trena a laser que pode medir até 40 metros de distância

Publicado

por

Olhar Digital

A Xiaomi é uma empresa conhecida principalmente por conta dos seus smartphones que alinham desempenho com preços mais acessíveis, sobretudo no Brasil . Porém, a marca possui uma variedade gigante de produtos, muitos existentes apenas em mercados alternativos, como Índia e a própria China .

Estoque do Xiaomi Mi 10 acaba em um minuto na China

Cama, capacete, mochila, bebedouro para gatos e diversos eletrodomésticos são apenas alguns exemplos. Agora, a empresa anunciou mais uma novidade: uma trena a laser .

Reprodução

O dispositivo é mais voltado para profissionais de obras e segmentos que necessitam medir distâncias longas e precisas . O Xiaomi Duka tem a capacidade de medir até 40 metros.

Anatel limita número de chips pré-pagos por CPF; entenda o motivo

Em comunicado, a empresa afirma que “não será mais preciso pedir ajuda para medir o seu quarto, algum objeto ou até mesmo ferramentas de trabalho. O novo dispositivo oferece medição precisa usando um laser de alta potência”.

Reprodução

A bateria do equipamento é surpreendente. Com 200 mAh, é possível fazer até 3.500 medições por carga. A trena é feita inteiramente de alumínio e, além de distância, é possível calcular o volume de salas , ângulos , diagonais e muito mais. O Xiaomi Duka vai ser vendido na China e na Europa com preço de 23 euros, aproximadamente R$ 111. Não há previsão para lançamento no Brasil .

Leia mais:  Samsung anuncia que Galaxy Z Flip custará R$ 9 mil no Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana