conecte-se conosco


Mato Grosso

BID avalia maturidade da gestão fiscal do Estado

Publicado

O grau maturidade da gestão fiscal do Estado de Mato Grosso foi avaliado segundo metodologia desenvolvida por técnicos do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID e da Comissão de Gestão Fazendária – COGEF. O evento realizado na Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), entre os dias 22 a 26 deste mês, contou com a participação de aproximadamente 100 técnicos das Secretarias de Fazenda, Planejamento, Gestão, Controladoria e Procuradoria Geral do Estado. A avaliação consiste de um questionário com 1.100 indagações e requisitos para serem respondidos pelos gestores dos órgãos estaduais envolvidos na gestão fiscal do Estado.

No final da tarde de sexta-feira, a primeira devolutiva do grau de maturidade da gestão fiscal foi apresentada pelos técnicos do banco. O evento contou com a presença dos secretários de Fazenda, Rogério Gallo, do Planejamento. Guilherme Muller e da procuradora geral do Estado, Gabriela Novis, além de técnicos da secretarias envolvidas.

No mês de dezembro, o relatório final de avaliação será apresentado pelo BID aos representantes de Mato Grosso. “Essa avaliação é muito importante para nós, no sentido de buscarmos mecanismos mais eficientes na atuação do Estado. Nós precisamos ser eficientes. Não é diminuir o tamanho do Estado, é mantê-lo do tamanho que está, não desperdiçando dinheiro público Não tenho dúvida que esse trabalho de vocês será aproveitado e para nós será uma bússola”, afirmou o secretário Rogério Gallo.

Leia mais:  Inquérito Policial Eletrônico vai gerar economia anual de R$ 2 milhões

Mato Grosso é o 18º estado a ser avaliado por essa metodologia. “Trata-se de uma iniciativa do BID em conjunto com a Cogef, cujo objetivo é oferecer aos órgãos responsáveis pela gestão fiscal um diagnóstico do nível de maturidade de seus processos e do desempenho nas áreas de gestão fazendária e transparência fiscal, administração tributária e contencioso fiscal, administração financeira e qualidade do gasto público”, explicou Elenice Serafim, Coordenadora do Núcleo de Gestão Estratégica para Resultados (NGER), da Secretaria de estado da Fazenda e Coordenadora Geral da Comissão Técnica de Coordenação e Aplicação da Metodologia para a Avaliação da Maturidade e Desempenho da Gestão Fiscal – MD-GEFIS.

Segundo Elenice Serafim, os próximos passos serão no sentido de integrar as equipes que participaram da avaliação para analisar as oportunidades de melhoria identificadas e ajustar os processos a fim de obter melhores resultados na gestão.

Para a técnica do BID, Cristina Mac Dowell, especialista do BID em Gestão Fiscal, os primeiros resultados apresentados por Mato Grosso, são positivos. “Eu achei uma integração boa entre os órgãos. Eu acho que os órgãos da gestão fiscal do Estado se interagem. Nos cinco dias de trabalho a gente teve uma visão da gestão do Estado. Com pontos positivos e outros que precisam ser avaliados e ajustados”, disse Cristina Mac Dowell.

Leia mais:  Sesp lança operação Final de Ano nesta terça-feira (27)

O que é feito

A avaliação  da maturidade fiscal permite identificar oportunidades de melhorias e benchmarkings; subsidiar a priorização de iniciativas de modernização e nortear a alocação dos recursos necessários à sua implementação; apoiar o desenho de projetos de modernização e, quando necessário, o pleito de financiamento junto a organismos nacionais e internacionais de crédito; o monitoramento dos projetos voltados para o aprimoramento da gestão fiscal subnacional; construir uma linha de base que permita acompanhar a evolução da maturidade dos processos da gestão fiscal e a avaliação da melhoria do desempenho, ao longo do tempo e ampliar a accountability pelos resultados.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Novo gestor de Chapada troca todos os secretários e traz ex-prefeito na equipe

Publicado

O novo prefeito de Chapada dos Guimarães (67 km ao norte de Cuiabá), Osmar Froner (MDB) anunciou a equipe de secretários que irá compor sua gestão, com a troca de todos os nomes do primeiro escalão. Entre os nomes anunciados está o ex-prefeito do município, Gilberto Mello.

Gilberto até chegou a apresentar a candidatura para a prefeitura, mas precisou ser substituído após ser barrado pela Lei da Ficha Limpa. Ele assume a Secretaria Municipal de Governo, um dos cargos mais importantes do secretariado.

Na Secretaria de Administração, o comando será do biólogo e bacharel em direito Marcos Soares Souza. Já a Secretaria de Planejamento e Orçamento é de responsabilidade do bacharel em história e pós-graduado em Gestão de Cidades, Aislan Sebastião Cunha Galvão.

A Secretaria de Finanças foi assumida pelo ex-vereador e técnico em contabilidade Dagoberto Garcia Belufi. A Educação será comandada pelo professor Benedito Antônio de Oliveira Lechner.

A pasta de Esporte e Lazer será gerida pelo empresário e líder comunitário Mauro José Conceição de Paula. A Secretaria de Saúde terá como gestora a enfermeira e ex-vereadora, Rosa Maria Blanco Manzano.

Leia mais:  Politec identifica paciente internado na UTI do Pronto-Socorro de Cuiabá

Para a Assistência Social, o prefeito escolheu a bacharel em direito e ex-conselheira tutelar Fernanda Ferreira da Silva. Já a Secretaria de Turismo, Cultura e Meio Ambiente tem como titular o publicitário e empresário Alexandre Parreira Severino.

 

Luis Carlos de Freitas, que é geólogo, economista e ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, assumiu a Secretaria de Agricultura. E a Procuradoria Geral do Município fica a cargo da bacharel em direito Rosana Costa Itacaramby. (Com informações da assessoria)

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana